SRZD


20/11/2010 02h20

Cria da Mangueira, Elmo José dos Santos elege o carnaval de 1967 como o momento inesquecível
Guilherme Marques

Foto: Vicente Almeida"Relembro... / Aquele mundo encantado / Fantasiado de dourado/ Oh! doce ilusão / Sublime relicário de criança / Que ainda guardo como herança / No meu coração". Versos de um samba-enredo imortal. Versos de um samba-enredo que embalou um desfile, para ele, imortal. Ele é Elmo José dos Santos, o escolhido pelo SRZD-Carnavalesco para abrir a série de reportagens "Meu Carnaval Inesquecível". Ex-presidente da Mangueira e hoje diretor de carnaval da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), Elmo define o carnaval de 1967 como o momento mais marcante de sua vida.

Na época, com apenas nove anos, o então garoto sonhava com o dia em que tocaria junto com seu pai, na bateria adulta da Mangueira. Um dos fundadores da bateria mirim da verde e rosa, Elmo queria sentir a emoção de desfilar envolvido pela magia do povo na Avenida Presidente Vargas. E foi lá que conseguiu realizar tal feito, capaz até de superar outro tão especial quanto: a conquista do título do carnaval de 1998, quando era presidente da escola, com o enredo Chico Buarque da Mangueira.

- É gostoso ser campeão como presidente da escola, me emocionou muito. Mas o carnaval que marcou a minha vida foi o de 67, com Monteiro Lobato, quando eu ainda era da bateria mirim. Quando cheguei na Avenida, todo mundo gritando "Mangueira, Mangueira", aquela emoção. E pior, eu queria tocar caixa, porque meu pai era o maior tocador de caixa da Mangueira. Mas o mestre Waldomiro disse que eu ia tocar chocalho, porque o desfile durava duas, três horas e eu não aguentaria. Chorei muito, mas acabei me empolgando. Quando acabou, eu estava realmente exausto, mas o povo desceu da arquibancada gritando "A Mangueira já ganhou". Então mesmo depois de todo esse tempo de desfile, fomos tocar com o povo. Foi demais, foi lindo - conta Elmo, emocionado.

Arrepiado apenas por lembrar do momento, o dirigente da Liga tem em mente, no entanto, a realidade que hoje é o carnaval - bem diferente do romântico tempo de O mundo encantado de Monteiro Lobato. Mas para ele, há uma experiência que ainda deveria ser comum a todos.

- Acho que todo dirigente tinha que passar pela bateria, porque é ali que você rasga a mão pela escola. Foi ali que eu aprendi a amar o pavilhão verde e rosa e dar valor àquele povo da cozinha da bateria. E tenho muito orgulho disso. A Mangueira é uma coisa de maluco. A gente via o cara tocando e chorando, um amor muito grande pela escola - afirma.

Orgulhoso por ter assumido o cargo mais alto de uma escola fundada por Carlos Cachaça e Cartola, Elmo conta que, quando criança, tinha toda a bateria da Mangueira dentro de sua casa, já que na quadra o telhado não era suficiente para evitar que chuva molhasse os instrumentos. Segundo o diretor, naquele tempo, o quadro social da bateria era maior que o da própria escola, o que mostra a força que tinha o grupo. Feliz com as lembranças, ele relata como se deu o enterro de mestre Waldomiro, então diretor de bateria da verde e rosa.

- Antes de morrer, ele pediu para ser enterrado com a bateria roncando atrás dele. E foi o que a gente fez. Falei com alguns amigos, mas no final consegui quase 300 pessoas para tocarem atrás do caixão entrando pelo cemitério, parecia Avenida. Me arrepio só de lembrar.

Assim como Elmo José dos Santos, diversos outros mangueirenses certamente têm seus carnavais inesquecíveis. Mas com certeza o que eles querem mesmo é fazer de 2011, no futuro, um ano memorável para a escola.

Responda: Qual o seu carnaval inesquecível?


Veja mais sobre:Grupo Especial

Comentários
  • Avatar
    27/01/2011 21:31:23João VitorMembro SRZD desde 24/01/2011

    Como comentei em outra página desta série assito desfiles desde 2001, mas dos que eu vejo em vídeos: Mangueira: 1993 - 1997 - 1995 - 1996 - 1997 - 1998 muito bonitos Mocidade - 1990 - 1991 - 1995 - 1996 - 1997 - 1999 foram lindos Imperatriz: 1995 - 1996 - 1998 lindos também Viradouro: 1991 - 1992 - 1994 - 1997 - 1998 Salgueiro: 1990 - 1991 - 1993 - 1994 Estácio de Sá: 1992 Beija - Flor: 1996 - 1998 Portela: 1991 - 1992 - 1995 - 1998 E outros carnavais feitos por todas as escolas do Rio que não dá nem pra citar... na década de 80 também. Não vou citar, pois todos conhecem os carnavais lindos daquela década e de outras que fizeram história no carnaval brasileiro. Conheço muitos carnavais, mas, é muito difícil apontar só um carnaval inesquecível

  • Avatar
    01/01/2011 23:49:36J. W. Oliveira FºMembro SRZD desde 08/04/2009

    Muitos foram excelentes, mas, Chuê chua, as águas vão rolar, foi o carnaval inesquecível, tudo estava maravilhoso, até a hora em que se formou o maior temporal, caiu água prá valer, Av. Presidente Vargas e todas as outras ruas no entorno da avenida de desfile ficaram completamente alagadas,tudo levava a crer que talvez não teria desfile tamanha a quantidade de água que caia, mas como num passo de mágica o aguaçeiro foi diminuindo e nas ruas o volume de água foi ficando menor, até que só no canal do mangue existia água, toda a água que caiu foi como uma lavagem, e mostrar que, o enredo que falava de água seria o campeão; um desfile perfeito, onde tudo saiu como o esperado e no final o bi-campeonato surgiu como as nuvens que fizeram daquele temporal uma das bençãos para a conquista do carnaval de 1991.

  • Avatar
    13/12/2010 20:22:20luiz fernando vazMembro SRZD desde 14/10/2010

    1999. GRES MOCIDADE INDEPENDENTE. VILLA LOBOS E A APOTEOSE BRASILEIRA O MEU CARNAVAL INESQUECIVEL.

  • Avatar
    11/12/2010 13:44:09CarnafutMembro SRZD desde 20/04/2009

    Meu carnaval inesquecivel embora não sou torcedor da escola foi da Tijuca, no ano de 2004, na qual revelou PB com seu carnabval diferente e como a LIE$$A quer ousadia e criatividade, era pra ser campeã, pena que Anísio comprou os jurados e de u o título para a Bosta de Nilópolis.

  • Avatar
    27/11/2010 12:15:16AntonioMembro SRZD desde 18/11/2010

    Sandro, eu estava nas frisas, torcendo pelo meu Império, foi isso tudo que vc disse. Quem nunca desfilou no Império, não sabe o que é emoção de uma escola de samba...

  • Avatar
    26/11/2010 16:37:23AntonioMembro SRZD desde 18/11/2010

    Meu carnaval inesquecivel foi do Imperio serrano em 1973. A mangueira foi a campeã. lembra-se Elmo ? o maior roubo até hoje visto... você sabe... rsrsrs

  • Avatar
    26/11/2010 11:59:49DuduMembro SRZD desde 07/01/2010

    Mocidade 1995 - Ziringuindu 2001

  • Avatar
    23/11/2010 18:00:03Sandro MartinsMembro SRZD desde 23/11/2010

    Meu carnaval inesquecível foi o de 2008 o império serrano no grupo de acesso com o enredo: taí eu fiz de tudo pra vc gostar de mim reeditando Carmem Miranda. Foi a última a entrar na marquês e todos a esperavam onde eu na época ritmista fazendo parte da história debaixo de chuva e ganhamos aquele carnaval no ditado popular "no Grito" e na emoção que é desfilar no império serrano.

  • Avatar
    23/11/2010 15:24:17jorge alfredo de paulaMembro SRZD desde 22/02/2010

    Ola gostaria de contar com a sua presença nos ensaios do nosso BLOCO CARNAVALESCO UNIDOS DA VILA JARDIM, que acontece todos os domingos das 16:00 ás 22;00 horas, no campo do G.A. 40, que fica na estrada do Cabuçu, Campo Grande, desde já sou grato pela presença,e lembrando que temos aquela cerveja geladissima e muito baratinho contato Jorginho:8639-3215

  • Avatar
    22/11/2010 17:10:27Tom FiléMembro SRZD desde 07/04/2009

    viradouro 1992 ( ciganos), mocidade 1999 ( villa-lobos ), mangueira 1998 e 2002 ( chico buarque e nordeste ), salgueiro 1993 ( explode coração )

  • Avatar
    22/11/2010 09:57:55Luciano AraujoMembro SRZD desde 22/11/2010

    Tupinicópolis - Mocidade 1987 - Um show na avenida. Belo desfile, belo samba, uma emoção só. Lembro minha infância...

  • Avatar
    21/11/2010 20:37:36Favaro MocidadeMembro SRZD desde 16/08/2010

    Meu primeiro desfile em uma Escola de Samba foi em 1993 - Beija- Flor - Uni, Duni, Tê, a Beija-flor Escolheu, Ã? Você! Tb foi inesquecível....E tantos outros em minha Mocidade. Manguiera com: Yes, nós temos Braguinha! Tantos e tantos outros...

  • Avatar
    21/11/2010 02:27:13HERMINIA PAIVAMembro SRZD desde 07/04/2009

    INESQUECIVEIS FORAM TANTOS...........POR TODAS AS ESCOLAS QUE PASSEI DEIXEI AMIGOS E GUARDO MUITAS LEMBRANÃ?AS BOAS..................AS RUINS:ESQUECI................

  • Avatar
    21/11/2010 01:08:19DaltonMembro SRZD desde 04/07/2010

    Muitos foram os meus carnavais: o da Unidos da Tijuca, entrei por um lado sai pelo outro em 2005, o do Salgueiro em 2009 o tambor,Salgueiro 2007, o MA-RA-VI-LHO-SO dna do Paulo Barros na Tijuca em 2004 (a verdadeira campeã de 2004 aclamada pelo público), Ã? segredo na Unidos da Tijuca em 2010,Chico Buarque da Mangueira em 1998,Viradouro em 1997 e 1998 foi fantástico, e tem muitos mais. Mas tem um carnaval que me chama atenção até hoje em especial, o carnaval de 1996 na Mocidade, Criador e criatura..foi um coisa que só vi uma vez em minha vida, foi único!

  • Avatar
    21/11/2010 00:28:47Sérgio Rodrigues - SCMembro SRZD desde 06/12/2009

    Primeiramente quero dizer que sou fã incondicional do Elmo. Da Portela, meu carnaval inesquecível foi de 1995, primeiro ano que desfilei na minha escola. Agora, desde que acompanho o carnaval, o desfile de 1978 da Beija-flor acordou o Rio de Janeiro. Foi realmente inesquecível.

Comentar