SRZD


14/12/2010 15h43

Número de veículos próprios aumenta 1,8% no Brasil, diz Ipea
Redação SRZD

Foto: Chandra Santos - SRZDO Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou nesta terça-feira que o percentual da população que usa automóveis ou motocicletas para se deslocar aumentou 1,8% entre 2008 e 2009. Os estudos da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílio (Pnad), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostraram ainda que quase metade da população depende do transporte público para se deslocar e que a maioria dos brasileiros opta por trabalhar próximo de onde reside.

A pesquisa do IBGE também demonstrou que na área rural as pessoas preferem usar motocicletas em vez de automóveis. São 1,566 milhão de motos contra 1,489 milhão de carros. Nas grandes cidades é o contrário: são 16,5 milhões de carros contra 4,073 milhões de motos.

O Ipea demonstra que a posse de veículos acontece em todas as camadas sociais - principalmente nas mais baixas. Na faixa de pobreza extrema, com renda de até um quarto do salário mínimo, 17,7% das famílias possuem um dos veículos. E nas casas onde a renda é de até meio salário mínimo, o número se eleva para 23%.

Os estados onde as pessoas mais possuem veículos próprios são Santa Catarina, Paraná, Distrito Federal (DF) e São Paulo. Em Santa Catarina, 70% das casas têm algum tipo de veículo. No Paraná, o número cai para 61,7%; no DF, para 59,7% e em São Paulo, chega a 59,1%.

O Ipea afirma que a taxa de motorização tende a se elevar gerando engarrafamentos e complicações no trânsito. Os dados da Pnad mostram que 68% dos brasileiros gastam até 30 minutos para chegar em casa tanto na área urbana quanto na rural.


Veja mais sobre:CarrosIBGEIpea

Comentários
  • Avatar
    14/12/2010 18:22:19jabaAnônimo

    kkkkkkkk,,,, acho muito engraçado quando dizemos assim "este carro é meu" kkkkkkkkk ,,, deixa de ser trouxa bobão, naum pague ipva do carro pra ver só de quem é o carro? é do governo seus trouxas!

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.