SRZD

Lequinho ataca o comportamento da socidade na questão da presença de Tuchinha no samba da Mangueira

Alberto João | Carnaval | 15/10/2007 16h14
O compositor Lequinho, vencedor pela quarta vez da disputa de samba-enredo na Mangueira, elogiou o companheiro de composição, Francisco do Pagode, o Tuchinha, condenado por homicídio, e que está em liberdade condicional, e aproveitou para criticar o pensamento da sociedade.

- Ele fez um excelente samba para Porto da Pedra no Carnaval 2007. Tem muito talento. Gravou um samba para o CD da Alcione. Precisamos entender que a pessoa pode estar presa ou não, mas nunca pode ser privada de sua liberdade poética. Ele está buscando outro caminho para sua vida e nós temos que dar total apoio. Todas críticas que recebemos sobre a participação do Tuchinha é fruto de uma sociedade preconceituosa e que não consegue dar uma nova vida social para o preso. Ele não participou da final, porque seu horário da condicional vai de 7h até 22h, mas deve ter acompanhado tudo pelo rádio, explicou Lequinho.

Francisco do Pagode, o Tuchinha, também poderá ser campeão de samba-enredo no Grupo A. Sua parceria com Silvão, Rodrigo Maia, Aníbal e Jerônimo GG continua na disputa da Lins Imperial. A final acontece no dia 26 de outubro. O enredo da escola é sobre a comemoração dos 200 anos da chegada da família real portuguesa no Brasil.