SRZD


02/03/2011 18h51

Grupo B: Unidos de Padre Miguel aposta em Tia Ciata para retornar ao Grupo A
Geissa Evaristo

Com o enredo "Hilária Batista de Almeida", que contará a história de vida da popular Tia Ciata, de autoria dos carnavalescos Marcus Ferreira e Edward Moraes, que está sendo desenvolvido pelo carnavalesco Fabyo Santos, a Unidos de Padre Miguel buscará o título do Grupo B e o retorno ao Grupo de Acesso A.

- O enredo do ano passado falou sobre a história do aço, mas infelizmente a escola foi rebaixada, então resolvemos resgatar as raízes do perfil da agremiação com enredos tradicionais e ao mesmo tempo com ares modernos. Estamos dando ao enredo uma leitura simples, a fim de diminuir os gastos. Como cheguei à escola com o trabalho já em andamento (Fabyo substituiu o carnavalesco Edward Moraes), foi necessário refazer alguns pontos - esclarece Fabyo Santos.

1º Setor: Ancestralidade

"Ouçam o som dos Ilús! O Semba celebra a vida.
Ifá, senhor do Destino.
A luz de Érun gera a vida, sua ancestralidade.
Dos Yorubás valentes, a herança!
Mãe África Ritual... Das Savanas ensolaradas.
O Ventre do mundo.

Por Bamboxê Obtikô no Terreiro da Casa Branca...
Fez-se filha de Oxum, Senhora do amor e da beleza.
Na Gira dos Batuqueiros, o Semba se fez Samba"

Mulher de força e importância para o Carnaval, Tia Ciata foi associada ao culto onde apenas mulheres podiam participar. Nesse início do desfile, a comissão de frente representará a ancestralidade e seus guerreiros eleguais, o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira "Orum e Ayê" - O Céu e a Terra, e o abre-alas o "Palácio Dourado de Oxum, seu orixá que contará com um chafariz com aproximadamente dois mil litros d'água.

2º Setor: Folclore Baiano

"Bahia, Salvador. Em que seus pais escravos aportaram.
Escrava nasceu, cresceu... Entre costumes afro-portugueses.
Onde desfilam os Ranchos de Reis. Assistiu nas ruas e ladeiras...
Procissões católicas, cheganças, pastoris... Bumba-meu-boi e baianos cucumbis."

O segundo setor falará da terra onde viveu e cresceu Tia Ciata: Bahia. Serão representados os folclores da cidade como: Lavagem do Bonfim, Bumba meu Boi, Festa do Divino, Folia de Reis e também a troca do açúcar pelo café, comum na época. Fechando o setor, o segundo carro alegórico "Barroco Baiano".

3º Setor: Rio de Janeiro sobre os domínios de Tia Ciata

"Pequena África de magia! Praça Onze... Um novo lar.
Viveria dos quitutes baianos e das comidas típicas.
Diziam que obtinhas o poder da cura... Não se avexem, são as mãos de Oxalá!
Sua fama pela cidade percorria. Até as vestes ela alugaria.
Verdadeiro reduto de sambistas, das rodas de samba.
Do samba de terreiro, do Partido Alto."

Tia Ciata virou a mãe do samba, por ser em sua casa, que o ritmo passou a tomar outra postura perante a sociedade. Blocos, ranchos e corsos serão recordados. O fato curioso do setor é a predominância das cores preto e branco, pois o carnavalesco Fabyo Santos retratou todo o setor como caricatura, tentando remeter à época que se passa a história do enredo, onde, por exemplo, ainda não havia cores nas televisões. O terceiro carro será "O Rio Musical" e assim como o último, ostentará muita iluminação e neon.

- Nesse setor foi usado muito cartunismo em formato de charge. Aderi a arte francesa para que não caísse na favela propriamente dita. Usei muita forma geométrica para que o trabalho fosse mais artístico - exlplica Fabyo Santos.

4º Setor: Carnavais da Praça XI à Sapucaí

"Quem diria que os ranchos... Ganhariam alegorias.
Negros que se vestiam em nobres. Belas damas.
Da Malandragem nascente, filhos das mães baianas...
Que formariam as primeiras escolas de samba.
Dos primeiros pavilhões. Dos estandartes informando os enredos...
Dos adereços. Das burrinhas de vime a bailar.
Das nossas Baianas de Linha protegendo os sambistas."

Escolas por onde Tia Ciata passou serão lembradas nesse desfecho do enredo Deixa Falar, primeira escola de samba do Brasil, Estação Primeira de Mangueira, Portela e Império Serrano serão recordadas, além, é claro da Unidos de Padre Miguel que estará representada pela ala das baianas, última ala da agremiação.

- Tia Ciata estará na terça-feira de Carnaval desfilando pela 1ª vez na Unidos de Padre Miguel através das nossas "mães" baianas - declara o carnavalesco.

A Unidos de Padre Miguel desfilará com quatro carros alegóricos, duas alas coreografadas e aproximadamente 1.800 componentes. De acordo com o carnavalesco, a parte mais cara do desfile foi a iluminação das duas últimas alegorias orçada em 68 mil reais.

Organograma

Comissão de frente - Luz de Ohrum

1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira - "Ohrum e Ayê" - O Céu e a Terra

Abre-Alas -  Palácio Dourado de Oxum

Bateria - Folia de Reis

2º Carro - Barroco Baiano

2º casal de mestre-sala e porta-bandeira - Pierro e Colombina

3º Carro - O Rio Musical

4º Carro - Apoteose do Samba

Ala das Baianas - Tia Ciata


Veja mais sobre:Grupo de Acesso B

Comentários
  • Avatar
    02/03/2011 19:05:58everaldo guilhermeAnônimo

    boa sorte para Unidos de Padre Miguel, que apesar dos erros do ano passado, não mereceu desser,

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.