SRZD


03/03/2011 13h10

?Barracões do B: Tradição contará os 100 anos de Juazeiro do Norte na Sapucaí
Geissa Evaristo

A Tradição, oitava escola a desfilar na terça-feira de carnaval contará a história dos 100 anos de fé, poder e tradição de Juazeiro do Norte. O carnavalesco, que é nordestino, Augusto Oliveira, retorna aos carnavais do Rio de Janeiro, após desenvolver por 19 anos, carnavais em São Paulo com o intuito de levar a Tradição novamente aos tempos de glória.

- Faz oito anos que eu e a agremiação "namoramos". Nesse ano não teve jeito, voltei ao Rio de Janeiro para desenvolver o enredo que apresenta o centenário da cidade de Juazeiro do Norte, cuja história se confunde com a própria história do Padre Cícero, cidade considerada a Capital da Fé do povo nordestino. - explica o carnavalesco Augusto Oliveira.

1º Setor: História, Luta e Tradição

"No Sul do Ceará há uma micro região da qual muito se ouve falar, mas que poucos conhecem. O Cariri, cujo solo já abrigou dinossauros, peixes e espécies de animais do sertão seco e da mata tropical. Cortado pela chapada do Araripe oferece um visual inesperado em meio a uma região teoricamente infértil".

No primeiro setor, a Tradição abrirá o desfile com a comissão de frente, onde os repentistas, considerados os cronistas do sertão, contarão a história do enredo através de fantasias simples, conforme é de costume na região. A primeira romaria do calendário virá representada no primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira e na ala das baianas intitulados "Nossa Senhora das Dores". O carro abre-alas contendo o condor, símbolo da escola, devidamente caracterizado de cangaceiro e Padre Cícero, fundador e prefeito da cidade, completam esse primeiro momento, que terá ainda, alas mostrando os estudos que foram realizados comprovando que trata-se de uma região marítima, pois é considerada um oásis dentro do agreste, por ser muito fértil; batalhas que existiram na região; povos indígenas que deram o nome da cidade e a árvore Juá, símbolo de Juazeiro do Norte, mundialmente conhecida por sua obra-prima, servindo de produção para pastas de dente, como material clareador.

2º Setor: Folclore, Cultura e Povo

"Terra boa de cultura, do trabalho artesão, do reisado, boi-bumbá, da lapinha à devoção, do repente cantador que escreve com amor, a história desse chão".

No segundo setor do enredo, a escola mostrará o "Caldeirão Cultural" - título popular. A cidade é considerada como o local de maior número de manifestações culturais do país, pois todos os dias são comemorados com dança, culinária, artesanato, literatura de cordel e outros. A bateria virá nesse setor vestida de "Romeiros" e o folclore será apresentado através de alas como Bumba meu boi e Cavalhadas. O segundo carro alegórico será decorado como uma colcha de retalhos e há um verdadeiro caldeirão com a mistura de elementos como: festas juninas, pregadores, penitentes da Semana Santa entre outros.

3º Setor: Cícero, o santo do Ceará

"Quem foi esse homem misterioso que, mesmo tendo um Decreto de excomunhão assinado contra si, arrebatou o coração das massas e passou a memória coletiva e ao panteão popular como o santo Padim Ciço? Era um apóstolo visionário que soube entender a língua do povo, converteu multidões com sua singela pastoral sertaneja, mas ainda assim, é injustiçado por um clero intransigente e etnocêntrico? Ou foi um sujeito astuto que usou a batina em seu próprio benefício, amelhou fortunas em terras, imóveis e gado, alimentando a sede de poder com a ignorância de seus devotos?"

No terceiro e último setor, a escola abordará a parte contemporânea da cidade, onde acontece a consolidação da fé do povo no padre. Momentos não só de religiosidade, mas de cunho social, onde a fé e o trabalho se unem através da procissão das profissões serão abordadas. Os doutores do Cariri, representando as Universidades que hoje estão instaladas na cidade, também serão lembrados. A terceira alegoria "Colina Sagrada" terá uma pedra com a estátua do Padre Cícero e 70 romeiros atores que farão a encenação de Cristo. Será um carro teatralizado.

Todos os componentes da agremiação, de todos os setores, virão com um chapéu de palha nas mãos em referencia aos costumes da região.

Organograma

Comissão de frente - Violeiros repentistas

1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira - A fé

Ala das Baianas - Romaria à Nossa Senhora das Dores

Abre-Alas -  História, Luta e Tradição

2º Carro - Folclores, Cultura e Povo

Bateria - Romeiros

2º casal de mestre-sala e porta-bandeira - A alegria de vencer a luta

3º Carro - Colina do Horto - Cícero, o santo do Ceará


Veja mais sobre:Grupo de Acesso B

Comentários
  • Avatar
    04/03/2011 18:10:55GLORIOSOAnônimo

    Calma brother Wagner Ramos,rs...não só aquí,mas também em outros site,o povo está sempre buscando injustamente avacalhar nossa guerreira Tradição. Vejo tais atitudes como forma de alguém querer aparecer,achando que as pessôas aprovam suas faltas de respeito. Não esquente,são pessôas que sequer sabem responder quais as cores da escola,sem recorrerem a seu histórico. TERÃ?A FEIRA ESTAREI LÁ,NA ALA DOS COMPOSITORES,RACHANDO O CHÃ?O JUNTO COM A ESCOLA. Abç

  • Avatar
    04/03/2011 16:46:20Wagner RamosAnônimo

    Sr. Bom de Idéia, Por acaso o correto não seria BOA IDÃ?IA. Pára de beber e aproveita e tembém pára de falar besteira, vulgo Sr. 51.

  • Avatar
    04/03/2011 15:27:17bom de idéiaMembro SRZD desde 29/08/2009

    enquanto houver o sr kadafi na libia o país nao andará pra frente e por aqui enquanto esse ditador nesio nascimento estiver mamando nas tetas da tradiçao a escola vai cair cada vez mais e mais...

  • Avatar
    04/03/2011 00:17:12WAGNER RAMOSAnônimo

    Volta pra escola, se é que um dia lá estiveste Fernando Carlos. Com aparente dificuldade, até consegues ler, porém, entender o que está escrito, aí, já é pedir muito... Estás elevando Juazeiro do Norte a condição de Estado da Federação? Não consegues perceber que o tema da Tradição tratá-se , disparadamente, do enredo mais consistente do Grupo? Mande o seu e-mail, que irei remeter para voce uma obra literária que muito sucesso fêz nos anos 60 e 70, chamado CAMINHO SUAVE.

  • Avatar
    04/03/2011 00:08:10Wagner RamosAnônimo

    Qual a razão de não ser postado nenhum comentário elogioso ao mais consistente enredo do Grupo B deste ano? Aparentemente este site só posta comentários favoráveis e desfavoráveis aos interesses de sua confraria, ou seja os arautos do corruptódromo. Será possivel que a imbecilidade irá prevalecer? Só estão publicando asneiras como este post anterior, onde o cretino vislumbra a hipótese de Juazeiro do Norte ser um Estado da Federação. Engraçado, bastou os jurados terem seus nomes publicados que, quem nada investiu passar a colocar suas manguinhas de fora. Voces darão guarida a esta avacalhação? Juazeiro do Norte é um dos maiores pólos estudantis do país, quem sabe poderemos arrumar várias vagas na pré-escola para um bando de energúmeros. O tal moderado, ou seja, este site, que só publica o que lhe interessa, será objeto de denuncia por parte de quem aprecia o contraditório e a liberdade de expressão. Não queiram se fazer de besta ...

  • Avatar
    03/03/2011 22:13:05Wagner RamosAnônimo

    Com relação ao comentário anterior, só pode ter partido de alguém que carrega consigo a pecha de analfabeto funcional, ou seja, ele até consegue ler, porém não tem a mínima capacidade de entender o escrito. Por acaso Juazeiro do Norte é um Estado brasileiro? Aviso aos navegantes: Juazeiro do Norte localiza-se no Estado do Ceará, e detém o orgulho de ser um dos maiores centros universitários do país. Após o título da Tradição, poderemos verificar se há uma vaga disponivel no MOBRAL para oferecermos ao tal Fernando Carlos. Quanto ao que interessa, trata-se do mais consistente enredo de todos os já publicados do Grupo B.

  • Avatar
    03/03/2011 16:57:13Fernando CarlosAnônimo

    Neste enredo, o homenageado é o estado ou a cidade? Pelo organograma não é possível definir o foco do enredo, depois não chora.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.