SRZD


03/03/2011 15h02

Barracões do B: Vicente de Carvalho viajará no universo dos cabelos
Geissa Evaristo

Com nova dupla de carnavalescos, 1.200 componentes, cem por cento de alas destinadas à comunidade da escola, originalidade, criatividade e material alternativo para desenvolver o Carnaval, a Mocidade de Vicente de Carvalho levará para a Marquês de Sapucaí na terça-feira o enredo "Uma viagem ao universo dos cabelos", dos carnavalescos Raphael Torres e Alexandre Rangel que falará sobre os penteados que marcaram história desde o Egito até os dias atuais.

1º Setor: Antigas civilizações

"Na antiguidade, o cabelo representou para as grandes civilizações um elemento fundamental da personalidade humana, sustentáculo de nobreza, distinção social, beleza, fascínio, sedução e, às vezes, até mesmo do poder e da força".

Inicia-se o desfile da verde e branco de Vicente de Carvalho contando a história dos penteados da Idade Média onde, por exemplo, cabelo feio era sinal de bruxaria e muitas pessoas foram queimadas. A rainha Elizabeth I, da Inglaterra, que usava os cabelos ruivos encaracolados, que virou moda, a comissão de frente que terá um elemento surpresa e o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, representando o cabelo humano, além do carro abre alas com as civilizações do Egito, Grécia e Roma estarão nesta abertura do desfile.

2º Setor: Período Napoleônico

"No século XVII, o uso de perucas estava relacionado ao poder. Modelos brancos e volumosos eram utilizados na Europa por homens da monarquia absolutista. No século seguinte, foi a vez de as mulheres extrapolarem: as perucas eram obras arquitetônicas. Com o passar dos anos, a peruca caricata vai diminuindo de tamanho e o gosto pelo natural surgiu com a Revolução Francesa".

No segundo setor, Luiz XIV - o Rei-Sol que inventou a peruca porque ficou careca e acabou ditando moda estará representado no segundo carro alegórico da agremiação. Também estarão reis e rainhas da época que usavam perucas caricatas, como Maria Antonieta.

3º Setor: Décadas de 20, 30 e 40

"O tempo foi passando e no inicio do século XX mais uma grande revolução social aconteceu, coincidindo com um novo estilo de cabelo. Influenciado pelo cinema, especialmente na década de 20, as mulheres passaram a adotar cortes de cabelo diferenciados. O cabelo curto virou febre entre mulheres de todas as idades. Na década de 30, a segunda guerra mundial refletiu nos cabelos. Devido a escassez de cabeleireiro as madeixas começaram a crescer e a péssima qualidade dos produtos capilares fizeram com que as mulheres adotassem os turbantes".

Neste 3º setor, caracterizando uma moda tipicamente influenciada por Carmem Miranda, estará a ala das baianas vestidas com turbantes. O sonho de toda debutante que era ganhar um secador de cabelos será lembrado. Estarão, ainda, as melindrosas e a bateria da escola devidamente vestida de Elvis Presley. Fechando o setor, o terceiro carro alegórico representando "Hairspray" grande sonho de todos os adolescentes da época participar do famoso programa de dança da televisão.

4º Setor: Década de 60

"Nascia nos Estados Unidos o movimento Black Power, resgatando a auto-estima dos negros tendo como símbolo maior o cabelo natural e bem armado. O sucesso foi enorme e em pouco tempo ter cabelos black era sinônimo de força e orgulho, sendo copiado por pessoas de todas as raças em todo o mundo. A música, além do cinema, foi um dos mais importantes meios de difusão dos penteados. Não havia apenas um estilo do momento, todas as tribos se estendiam com as mais diversas tendências que surgiram no final das ultimas décadas".

Encerrando o desfile da Mocidade Vicentina, os movimentos da sociedade: Black Power, Hippie, Punk e Rastafári estarão no desfecho do enredo. O quarto carro alegórico com o "Salão da Folia", a ala das crianças e a velha guarda encerram o desfile.

O carnaval da agremiação está orçado em aproximadamente 700 mil reais, de acordo com os carnavalescos. A agremiação contará com quatro carros alegóricos com efeitos de Parintins e iluminação. Haverá um elemento cenográfico na comissão de frente, que é a grande aposta da dupla Raphael e Alexandre.

Organograma

Comissão de Frente - Surpresa

1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira - Cabelo Humano

Abre-Alas - Antiga Civilização Egípcia

Baianinhas - Elizabeth I

2º carro - As perucas caricatas da corte francesa do século XVIII

2º casal de mestre-sala e porta-bandeira - Período Napoleônico

Baianas - Turbantes de Carmem Miranda

Bateria - Elvis Presley

Passistas - Laços de Proporções Exageradas

3ª carro - Hairspray

4º carro - Salão da Folia

Ala das Crianças - Tinturas Capilares

Velha Guarda - Respeitem meus cabelos brancos


Veja mais sobre:Grupo de Acesso B

Comentários
  • Avatar
    04/03/2011 13:16:19drautonAnônimo

    Vicente de Carvalho, fabrica de revelações...e que carnavalescos são esses? Que coisa!

  • Avatar
    03/03/2011 22:25:03Ricardo de MinasAnônimo

    Que dupla bonita de carnavalescos? Parabéns!!!!!!!!!!

  • Avatar
    03/03/2011 21:24:27DiegoMembro SRZD desde 15/04/2009

    Adoreiii a ideia da Alegoria: Hairspray e da Velha Guarda: Respeitem meus cabelos brancos. Rs Parece que vai ser bem divertido.

  • Avatar
    03/03/2011 17:09:53Fernando CarlosAnônimo

    Outra dúvida surge, se o enredo é cabelo, por que entra a Carmen Miranda nesta história? A própia fantasia já diz, TURBANTE, depois não chora.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.