SRZD


03/03/2011 18h36

Viúva de Guimarães Rosa morre aos 102 anos
Redação SRZD

Foto: Acervo de famíliaA viúva do escritor Guimarães Rosa, Aracy Moebius de Carvalho, morreu de causas naturais aos 102 anos na manhã desta quinta-feira, em São Paulo. Aracy, que sofria de Mal de Alzheimer, conheceu o escritor às vésperas da Segunda Guerra, na qual  trabalhavam no consulado brasileiro em Hamburgo, na Alemanha.

Aracy ajudou várias famílias judias a fugirem da Alemanha, pois era encarregada da seção de vistos do consulado. Ela foi homenageada por seu papel no Jardim dos Justos, nos Museus do Holocausto de Jerusalém e de Washington.

No livro "Grande Sertão: Veredas", de 1956, Guimarães Rosa fez uma dedicatória a esposa: "A Aracy, minha mulher, Ara, pertence este livro". Aracy deixa quatronetos e oito bisnetos.


Comentários
  • Avatar
    20/02/2015 17:15:19Valdetário Ferreira RochaAnônimo

    Regina Rousseau disse tudo. Aracy partiu, mas permanecerá nos corações tanto dos descendentes dos judeus salvos por ela, como no coração de qualquer um que ame a Justiça . Salve, Aracy (ou seria melhor dizer "obrigado"?).

  • Avatar
    29/08/2014 01:19:01carlos albertoAnônimo

    obs:luís Martins de Sousa Dantas é brasileiro e não Aristides de Sousa Mende que é portugues,mesmo assim S.Luis como D.Aracy ,merecem ter um filme ou documentario sobre a sua vida com relatos de como ajudaram centenas de judeus a escapar do holocausto na 2 guerra mundial.

  • Avatar
    29/08/2014 01:02:11carlos albertoAnônimo

    conheci hoje a historia de aracy de carvalho o anjo de hamburgo e nosso anjo brasileiro Aristides de Sousa Mendes,quando fiz uma pesquisa sobre oskar schindler, tres pessoas maravilhosas que em nome do amor ,salvaram pessoas da morte certa ,fico feliz em poder conhcer as historias sobre eles, o que fico mais indignado e um pais como o nosso, não prestar as devidas homenagens com um filme ou documentario sobre a vida e historia dessas duas pessoas que salvaram centenas de judeus do holocausto...mas o brasil sabe fazer filme sobre a vida de uma prostituta "surfistinha" e um menor infrator "filme 174",enquanto na minha opinião seria mais justo e de forma a homenagear D.Aracyr como S.Aristides.

  • Avatar
    13/11/2011 15:31:04MarcosAnônimo

    Justa (e merecidamente) entre as nações!

  • Avatar
    17/05/2011 23:05:43regina rousseauAnônimo

    ODE A ARACY in memorian de Aracy Carvalho Guimarães Rosa Olhe bem para os olhos da bela mulher do retrato. Ã? a coragem de uma mulher que salvou vidas. Ã? chamada de O anjo de Hamburgo. Realmente é uma bela mulher! Tão bela que recebeu uma carta de amor... do seu amor Guimarães Rosa. Mas não fico a sombra desse amor, tinha luz própria... como o sol, seus raios demoraram alguns anos para brilhar. Mas enfim brilham e conquistam seu lugar na história. Mas num país que esquece seus heróis, Ela é mais uma heroína dos sem memória. Um sorriso intermitente... seus olhos negros e vivos enxergavam através das pessoas e se fixavam em um ponto distante. Mulher corajosa, determinada e inteligente ela foi no passado, mas acima de tudo, discreta. Tão discreta que poucos conhecem a sua história fascinante: enfrentou e driblou três ditaduras, salvou centenas de judeus dos campos de dor, escondeu Vandré, cantor e compositor quando ele era procurado pelo ditador. Enfrentou preconceitos para viver ao lado do escritor, seu amor. E aos cento e dois anos repousou nos braços do Criador, seu amor. Regina Rousseau

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.