SRZD


13/08/2011 10h02

Número de cirurgia bariátrica cresce 150% no Brasil em sete anos
Laura Machado

Foto: DivulgaçãoA cirurgia bariátrica registrou um crescimento de 150% em sete anos, de acordo com dados do Ministério da Saúde. O SRZD preparou uma série com reportagens sobre o tema para esclarecer as dúvidas mais comuns sobre o procedimento cirúrgico, o novo programa da Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, que realiza gratuitamente o acompanhamento e a cirurgia, e também uma matéria sobre os riscos do procedimento, em que uma família relata a perda de uma mulher por consequência de um suposto erro médico.

A operação é indicada para pessoas com  Índice de Massa Corpórea igual ou superior a 35 Kg/m2 com fator de co-morbidades ou 40 Kg/m2 ou mais, sem co-morbidades. O fator de co-morbidade pode ser  hipertensão, diabetes, e outras doenças.  O paciente tem seu estômago reduzido na intervenção e assim uma alteração no apetite.

- Tire todas as suas dúvidas sobre obesidade mórbida e a cirurgia bariátrica

Após mais de cinco anos de espera, Bruno Madeira da Silva, de 29 anos, conseguiu se operar pelo novo programa da Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro. Ele foi submetido ao procedimento em junho e já perdeu quase 30 quilos.

"Pelo SUS (Sistema Énico de Saúde) a fila era de mais de 20 mil pessoas eu esperava desde 2005. Agora com pouco mais de um mês operado a minha vida já está diferente. Além das minhas roupas, a minha autoestima mudou totalmente. Estou sentindo muito menos fome, estou comendo mais por obrigação para não ficar doente", explicou Bruno, que chegou a pesar mais de 200 kg e fez a cirurgia no programa pioneiro do Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes.

Antes de se submeter ao procedimento cirúrgico, o paciente deve passar por uma bateria de exames e pela avaliação de uma equipe multidisciplinar, com nutricionista, psicólogos e outros profissionais, que vão dar suporte a pessoa. O tratamento com esta equipe também deve continuar depois da operação.

Em 2007, mulher morreu após cirurgia bariátrica

Além disso, é importante ter conhecimento sobre os profissionais e o local que vai ser feita a operação. O SRZD recebeu o relato da família de uma mulher, que teria morrido em consequência de  erro médico cometido em cirurgia de redução de estômago. Segundo os parentes, ela conhecia pouco a respeito do médico e se operou em local que não tinha as condições adequadas para realizar o procedimento, como vai ser mostrado em reportagem posterior.



Comentários
  • Avatar
    24/10/2012 12:51:04ismael juniorAnônimo

    JA VI QUE ISSO E TUDO ILUSAO E EU AKI ME ILUDINOOOOOOO CORRENDO ATRAS DE ENCAMINHAMENTO FUI AO CARLO CHARGAS E MANDARAO ME INCREVER NO SIS REG TABOM ME INSCREVI MAIS NAO CONSIGO ACESSA COM MEU LOGIN E EMAIL E ELES AIDA FALAM QUE NAO TEMFILA NO CARLOS CHARGAS

  • Avatar
    21/08/2012 14:43:47MÁRCIA INES VIEIRA DE FARIAAnônimo

    JA FIZ TDS OS EXAMES DA CIRURGIA BARIATRICA AULGUNS JÁ VÃ?O FEZER 6 MESES MES Q VEM FIZ RISCO CIRURGICO FINAL DE MAIL FUI ENCAMINHA PARA FAZER A CIRURGIA AÍ CHEGANDO AÍ ME MANDARAM FAZER O SISRIG EM BELFORD ROXO EU FIZ VOLTEI NO HOSPITAL ONDE FAÃ?O TRATAMENTO NO MONCORVO FILHO LA FIZERAM O SISRIG TBM E ATÃ? HJ NÃ?O ME CHAMARAM COMO FAÃ?O PRA SABER SE IREI SER CHAMADA .OBRIGADA

  • Avatar
    18/04/2012 19:43:07Tatiara Fortunata do ValleAnônimo

    Escrevi no dia 11/02/2012,é até agora não tive uma resposta,á respeito da minha cirurgia.Já liquei para o HMCarlos Chagas,é eles me informaram que o meu encaminhamento,ainda não chegou lã,como pode desde de Dezembro de 2011 que eu enviei pra o Ministério da Saúde!!!

  • Avatar
    11/02/2012 21:07:24tatiara fortunata do valleAnônimo

    Necessito dessa cirurgia ,já enviei o encaminhamento para o ministério da saude,mais até agora não fui chamada,como devo fazer para ter orientações em relação á minha cirugia.Dez de dezembro que mandei o encaminhamento pelo sisreg e até agora nada!!!Boa noite

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.