SRZD


12/12/2011 16h41

'Estou saindo na paz', diz Odilon sobre ter deixado bateria da Mocidade
Rafael Menezes

Foto: DivulgaçãoA evolução da bateria da Mocidade, fato reconhecido pelos torcedores, teve uma "paradinha" nesta segunda-feira. Mestre Odilon afirmou ao SRZD-Carnaval que não fará mais parte da Super Direção de Bateria da escola. Segundo ele, a decisão foi tomada após um amigo ter revelado a posição do presidente Paulo Vianna, que também teria demitido Andrezinho da coordenação do grupo de ritmistas.

Assim que entrou na escola, Odilon disse que fez um acordo verbal com Paulo Vianna, afirmando que não poderia comparecer à quadra aos sábados. Portanto, ele estaria presente nos ensaios técnicos da bateria para coordenar o trabalho dos ritmistas, assim como Andrezinho.

"No último sábado eu não pude comparecer e o Andrezinho estava em Porto Alegre. Eu soube por um amigo que o Paulo Vianna não gostou da nossa ausência e ficou muito nervoso. E isso fez com que ele dissesse que estávamos fora da Super Direção de Bateria", ressaltou.

Odilon disse que não conversou com Paulo Vianna após o suposto ocorrido. Mas afirmou ter conversado com o diretor de Carnaval da agremiação, Ricardo Simpatia, no último domingo para oficializar a saída da Mocidade.

Odilon ressaltou o desempenho da bateria após os sucessivos ensaios coordenados com Andrezinho e os mestres Bereco e Dudu. "A bateria está ficando muito boa. Inclusive eles me ligaram para que eu voltasse. Porém, eu acatei a decisão do Paulo Vianna, já que a escola é dele e manda quem pode".

E completou "Não tenho nada contra a Mocidade. Estou saindo na paz. Afirmo também que não quero sair em escola nenhuma em 2012", disse, citando que ouviu piadas de vizinhos no bairro onde mora, na Ilha do Governador, após a suposta demissão da verde e branca. "Não quero me aborrecer. Quero ficar bem 'relax', bem light", concluiu.

- Nota de esclarecimento sobre reportagem com Ricardo Simpatia