SRZD


16/01/2012 13h46

Incluir nozes na dieta pode diminuir em 50% riscos de câncer de mama
Redação SRZD

Foto: Reprodução de InetrnetProteger as mamas do tão temido câncer é desejo de toda mulher. Uma pesquisa realizada por estudiosos da Faculdade de Medicina da Universidade Marshall, nos Estados Unidos, comprova que incluir nozes na alimentação diária da mulher pode prevenir o câncer de mama, tão temido entre elas.

O ômega 3 e a vitamina E presentes nesta oleaginosa seriam os responsáveis pelo benefício.

A pesquisa foi realizada com dois grupos de roedores: os que ingeriam nozes durante as refeições e aqueles que não tinham contato sequer com uma lasca de noz. O resultado mostrou que o primeiro grupo teve redução de 50% nos riscos de desenvolver a doença. Além do mais, aqueles que apresentaram o tumor registraram diminuição em seu tamanho.

Incluir a oleaginosa na dieta mesmo após o diagnóstico da doença se mostrou uma boa estratégia, pois elas brecaram a velocidade do crescimento das células malignas.

"É possível que a vitamina E atue junto com o ômega-3 de sua composição, dificultando o desenvolvimento do problema", explica a bioquímica Elaine Hardman, que assina a pesquisa, à revista "Saúde". "Já a suplementação do ácido graxo, sozinho, não proporcionou o mesmo efeito", completa. Desta forma, é possível concluir que as substâncias apenas funcionam se forem combinadas.

Prós e contras

Foto: Reprodução de InetrnetApesar de animadora, a descoberta ainda tem um ponto negativo: a quantidade sugerida da ingestão de nozes é de 14 unidades diárias, o que se mostra acima da recomendação dos nutricionistas (que é de seis a 12 por dia). Como a noz é um alimento bastante calórico, a porção de 14 unidades poderia ser uma grande vilã para quem não quer ou não pode ganhar peso. Ademais, o excesso deste alimento pode chegar a diminuir a taxa do colesterol bom, o HDL. A autora da pesquisa, porém, afirmou que não houve qualquer problema com aumento de silhueta em seus testes.

A dica do coordenador do curso de nutrição da Universidade Federal de Minas Gerais, Gilberto Simeone Henriques, é que as porções de nozes sejam bem distribuídas ao longo do dia e que sejam evitadas durante a noite, pois podem causar indigestão.


Veja mais sobre:SaúdeMulher

Comentários
  • Avatar
    16/01/2012 18:42:10Marcos Valério David de CarvalhoAnônimo

    Postagem de carater altamente esclarecedor.O meu último exame de sangue acusou a taxa de colesterol bom de 44 mgdl,quando que no penúltimo foi de 51mgdl,acusando uma diminuição de 7mgdl,em virtude agora sei,da introdução das nozes na minha alimentação.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.