SRZD


09/08/2008 16h04

Só no sapatinho, CFZ busca o inédito acesso à elite

Criado em 1996, o CFZ tem, sucessivamente, batido na trave nas tentativas de acesso à primeira divisão. Os problemas com a Ferj na gestão do falecido Eduardo Vianna eram muitos, mas já estão superados. Agora o acesso do azul e branco e depende apenas de competência para acontecer.

Assim como no antigo hit de Bruno Coimbra, ex-cantor de pagode, filho de Zico e atual presidente do clube, o CFZ se preparou "no sapatinho", sem grandes alardes e, não fossem as contratações de Marcão e Gatti a uma semana da estréia, aliadas à imagem de Zico, o clube teria passado desapercebido durante todo o processo preparatório.

Contratações essas que podem ser consideradas as mais sonoras de toda a Segundona. Capitão do Fluminense por muitos anos e um dos grandes ídolos da torcida tricolor, Marcão dá o toque de classe ao meio-de-campo e experiência ao time. E revive uma dupla de sucesso com o goleiro Gatti, grande destaque das recentes campanhas da Cabofriense. Pelo clube da Região dos Lagos, ambos foram vice-campeões da Taça Rio de 2007.

A expectativa para que o CFZ saia da fila e finalmente suba de divisão é grande. Mas a trajetória não será fácil. O time comandado pelo experiente Marcelo Cabo terá de se inspirar - e muito - na figura de Zico para alcançar o tão sonhado objetivo.

Time base

CFZ: Gatti; Luam, Marcos Lima, Dão e Esquerdinha; Luizinho, Marcão, Julinho e Alan; Gimenez e Wesley Pipico.

Treinador

Nome: Marcelo Ribeiro Cabo

Data de nascimento: 06/12/1966 (41 anos)

Clubes: Olaria, Bangu, São Bento-MA, Bonsucesso e Cabofriense

Marcelo Cabo foi auxiliar de Marcos Paquetá na seleção da Árabia Saudita. Juntos, comandaram a equipe na Copa do Mundo de 2006. Cabo também tem títulos em clubes do Oriente Médio, mas era o treinador do Bangu de 2004, rebaixado no ano do centenário. Conta com o apoio da diretoria e dispõe de uma das melhores estruturas do Rio de Janeiro para fazer um bom trabalho.


Veja mais sobre:CFZ