SRZD


13/03/2012 12h17

Bombeiros do movimento grevista irão recorrer da expulsão
Redação SRZD

Os bombeiros grevistas do Rio de Janeiro, que reivindicaram melhores salários e condições de trabalho, irão entrar com recurso questionando a decisão da corporação de expulsão dos 13 bombeiros que participaram dos protestos. A advogada Grace Martins, que defende os bombeiros, disse ao SRZD.com que os militares não podem ser considerados expulsos.

- Advogada: 'eles não estão expulsos'

"Estamos esperando a intimação da decisão. A partir daí começa a correr o prazo, portanto, não se pode dizer que estão expulsos ainda. Você tem cinco dias da intimação da decisão para recorrer", explicou. Ela alegou que não chegou nenhuma comunicação de que o conteúdo teria sido publicado no Boletim Interno do Corpo de Bombeiros.

Por meio de nota, o movimento dos bombeiros informou que recebeu a notícia pela imprensa. "Se isso ocorreu, está errado. Primeiro eles deveriam dar ciência aos interessados, mas nós não fomos informados sobre isso. Falei com o cabo Daciolo que me confirmou que, até as 18h, nada tinha sido publicado no boletim", explicou.

"Lembramos que estes 13 pais de família foram presos em BANGU 1, em presídio, de forma arbitrária e ilegal, mantidos em celas de 2mx2m durante sete dias", diz trecho da nota. O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões, afirmou que a expulsão do grupo foi devido o incitamento à greve, a paralisação das atividades e a conotação política.



Comentários
  • Avatar
    13/03/2012 19:06:27JOÃ?O BAPTISTA DA SILVAAnônimo

    ESTAMOS VOLTADO AOS TEMPOS DA DITADURA, ONDE O GOVERNO NÃ?O RESPEITA AS LEIS, NORMAS OU REGULAMENTOS.

  • Avatar
    13/03/2012 18:02:17Sanderson Gonçalves - DFAnônimo

    Que imundície o governo do Estado do Rio de Janeiro proporciona ao tomar decisão tão arbitrária contra um movimento legítimo de trabalhadores democraticamente constituído onde reivindicavam direitos justos. Tenho certeza que a Justiça não dará a esses arrogantes tecnocratas vitória alguma, restando a esses cidadãos honrados e compromissados com a categoria militar o pleno reconhecimento popular.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.