SRZD


28/03/2012 20h20

Entenda o que eles gostam na hora do sexo
Redação SRZD

Homens e mulheres são seres completamente diferentes e, consequentemente, seus pensamentos e vontades são proporcionalmente distintos. Na maioria dos casos, a mulher fala uma língua e os homens entendem em outra. Por isso, o SRZD selecionou alguma dicas para facilitar a comunicação entre você e seu parceiro na hora do sexo.

Mantenha as luzes acesas
Muitas mulheres acreditam que para um clima mais romântico, as luzes devem estar apagadas. Outras, por insegurança, preferem ficar no escuro. Porém, o homem gosta de ver o que está acontecendo, pois é uma forma de estimulo visual.

Tenha iniciativa
Homens se sentem atraídos por mulheres que demonstram ser poderosas. Deixar o costume de lado e tomar a iniciativa pode ser surpreendente, além de passar segurança e atitude para o seu parceiro.

Busque coisas novas
Inove sempre. Seja na posição, em brinquedinhos sexuais, géis estimuladores ou na lingerie. O importante é sair do comum e apimentar a relação.

Não fique calada durante o sexo
Nenhum homem gosta de fazer sexo com uma mulher não fala, não geme. Esta atitude indica falta de interesse e de prazer pelo momento. Falar besteiras na "hora H" e gemer mostra que está tendo uma troca de sensações.

- Gemer demonstra aprovação da performance sexual do homem

Quebre tabus
Se aproxime mais dele, faça carinhos, toque nos órgãos sexuais do seu parceiro e deixe a frescura de lado. Homem, assim como a mulher, gosta do toque.

Sexo oral
O contato da boca e língua com o pênis deixa os homens muito excitados. Aproveite o momento para dar leves mordidinhas, passar a língua, beijar, e tocar. A alternação de tocá-lo com as mãos e depois com a boca é indicado, pois possibilita diferentes texturas.


Veja mais sobre:Sexo

Comentários
  • Avatar
    02/05/2012 07:09:05KKkPYPNBBPVAnônimo

    c9 isso aed, a culpa assola a mroiaia das me3es (ainda me pergunto como tem mulher que ne3o sente culpa), pode ser pobre, rica, branca, preta, o que a gente quer mesmo e9 ficar grudada na cria, e ne3o sentir que estamos abdicando da presene7a deles pelo trabalho, nem estamos deixando de acompanhar tudo com eles, como deveria. A culpa segue latente.BeijosPriscila e Beatriz

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.