SRZD


20/04/2012 17h36

Escolas do Acesso põem AESCRJ na Justiça
Bernardo Moura

Desde a última quinta-feira, as 27 escolas dos grupos de Acesso C, D e E oficializaram na Justiça, na 20ª Vara Cível, o descontentamento com a atual direção da Associação da Escolas de Samba do Rio de Janeiro, a AESCRJ, e o resultado do último Carnaval. No processo, eles requerem uma nova diretoria e a mudança de como são tratados pela atual. O presidente do Unidos do Anil, Moisés Fernandes, que é o porta-voz do grupo dos descontentes, conversou com SRZD-Carnaval sobre o caso.

Na plenária que aconteceu na última quarta-feira, a reunião foi marcada para que a diretoria atual, encabeçada pelo presidente administrativo, Eduardo José da Silva, ouvisse a reclamação e tentasse acalmar os ânimos do grupo. Coisa que não foi conseguida. De acordo com Moisés, o grupo entregou a Ata da nova diretoria e a carta de todos os diretores administrativos para que a secretaria protocolasse (oficializasse) o conteúdo do documento.

"Quando o Eduardo José subiu, ele não quis ler o documento para não ter que lavrar a Ata, documento que daria posse aos novos indicados para assumir os trabalhos até maio. Ele não respeita nenhuma vontade dos presidentes. Por isso que na plenária, como ele não tinha argumento, ele ficou quieto e suspendeu a reunião", disse.

Além do direito de igualdade, Moises e o grupo reivindicam a transparência do resultado do Carnaval 2012. Segundo ele, há tempo
que a atual diretoria tem escondido os fatos.

"O mapa das notas do Carnaval 2010 só foi entregue neste ano. Cadê o mapa de 2012? Concretamente, nós temos provas de que a Unidos de Lucas (escola do grupo D) ganhou só porque o diretor jurídico da Associação tem relações com a escola. As condições em que ela se encontrava, ela não ganharia nem no grupo E. Mas tem um jurado disposto a favorecer a Unidos de Lucas, que é indicado do Fernando Leopoldino. É ele quem coordena todos os jurados", afirmou.

Com o processo em curso na Justiça, Moisés acredita numa solução ainda este ano e, que, caso não a tenha, as escolas não vão desfilar no Carnaval 2013.

"Eles manipularam durante 16 anos, mas acabou. Nós estamos dispostos a agir dentro da legalidade. Temos respaldo jurídico e esperamos o prefeito se pronunciar sobre tal fato. Se a diretoria permanecer, nós vamos fechar e não vai ter Carnaval 2013", disse.

Procurada, a Associação se pronunciou através do seu assessor de imprensa, Márcio Zuma, que não falará mais nada a respeito. A não ser perante ao juíz.


Veja mais sobre:Carnaval 2013

Comentários
  • Avatar
    25/04/2012 12:36:05Mauricio SantosMembro SRZD desde 01/02/2011

    E outra coisa dar para fazer eventos durante o ano como: pagodes, rodas de samba, feijoadas, festas juninas, festivais de shopp, cerveja e outros, daria para arrecadar uma boa grana.

  • Avatar
    25/04/2012 12:31:38Mauricio SantosMembro SRZD desde 01/02/2011

    Se estão querendo acabar com 10 escolas dos grupos C,D, e E, a culpa é dos próprios presidentes que investem pouco nas escolas, a verba é pouca e têm gente que ainda come a metade, e uma escola de samba não sobrevive só com o dinheiro da subvenção que é uma verba muito pequena, para aumentar esta verba e melhorar a qualidade do espetáculo, querem reduzir o nº de agremiações, há bairros com várias agremiações, porquê? não se unem para fazer uma forte?

  • Avatar
    24/04/2012 11:57:45Tamborim quenteMembro SRZD desde 16/02/2010

    Denise, acho que se está difícil uma única entidade admistrar os grupos C,D e E, proque dificultar criando mais um grupo, sem desmerecer as agremiações existentes mais tem muitas que nem merecem ser escolas de samba, não conseguem se manter por si só, é muito difícil, é um assunto delicado e polêmico.

  • Avatar
    22/04/2012 13:07:59DeniseMembro SRZD desde 08/04/2009

    Eu apoio a criação do Grupo F para receber as escolas de samba que não podem virar bloco.

  • Avatar
    21/04/2012 13:36:23josé geraldo Dos SantosMembro SRZD desde 21/04/2012

    Esse tal de Argenei Antunes é reacionário, eugenista e puxa-saco da cúpula da AESCRJ. Meça bem suas palavras o!reaça... quando falar deste movimento reivindicatório que pretende moralizar a AESCRJ. Se trazer enredos de vanguarda é ser maluco, não ter ideias é pior seu argenei encerrabodes das bruzundangas. Esqueça Cosmos, sua ameba... Argenei apareça lá na associação e vá discutir com o pessoal das 27 escolas de samba que tiveram coragem para protestar. Me diga o preclaro Dr. argenei de Nada, oh! insignificante ser, quem está do Grupo B em diante que não comprou carnaval? Não dá pra discutir com um demente como você, argenei.

  • Avatar
    21/04/2012 11:04:01ALBERTO FORTMembro SRZD desde 17/09/2011

    ATEÃ?Ã?O COMPOSITORES DO TIGRE DE SÃ?O GONÃ?ALO!!!pegou mal a declaração ou exaltação do Romulo Ramos para o David de Souza um cara que não frequenta a escola ganhou 4 anos seguidos com o ex- falecido presidente Huberlan pisando em todas as obras que participavam das eliminatórias de samba enredo, então numa tremenda alegria de todos os segmentos com a chegada do Romulo e ele diz assim: como eu sempre falo com o David de Souza o tigre não é um gatinho é um gato guerreiro. Isso já deixa uma pulga a trás da orelha dos compositores que já tem esse David de Souza + Fábio Costa como uma amarga e decepção lembrança e vivência dentro da ala no qual aonde nenhum compositor tem admiração por eles e o Romulo Ramos deixou mal essa declaração ou exaltação independente de amizade. Compositores, chega de sofrer!

  • Avatar
    21/04/2012 10:09:07LUIZINHO DA CUICAMembro SRZD desde 07/04/2009

    O texto abaixo é do amigo, companheiro e Historiador Dr. Hiran Araujo. Luizinho da Cuíca, Sobre a cuíca escrevi: O surgimento da cuíca é bastante antigo. Segundo pesquisas que fiz, a cuíca já era utilizada em festividades dos povos serracenos, habitantes do deserto, a Síria, Arábia, Mouros desde os séculos I e ll a.C. O instrumento simpático conquistou vários países de Cuba a Romênia, Holanda, Portugal, com nomes diferentes â?? como Rouca em Portugal, Buha na Romênia e Pouti-Pouti na Itália. No Brasil também é conhecida como Omelê aqui no Rio, Tambor-Onça no Maranhão, Roncador no Pará, Adulfo em Alagoas. No Brasil colonial era comum encontrar mendigos nas ruas pedindo esmolas com o instrumento. Não parecia nada com a cuíca de hoje, mas foi o escravo que a popularizou nos batuques das senzalas e terreiros. Em 1928, a Deixa Falar a empregou pela primeira vez nas baterias. Eles vem sempre com os ritmistas na frente, e gostam de imitar o som de gargalhadas. A data extra-oficial foi criada pelos próprios cuiqueiros no dia 21 de abril. A cuíca na bateria funciona como o violino numa orquestra, por isso o saudoso mestre Marçal um dia, no avião, se recusou a largar a sua cuíca que trazia carinhosamente no colo, dizendo: â??é meu stradivirusâ?. A cuíca é um instrumento em extinção? Já a algum tempo vem sendo desestimulado o seu uso, ela agoniza, mas não morre. Calculamos que temos atualmente 120 cuiqueiros nas Escolas â?? 20 por Escola e um reveza com o outro. Aguardo você e equipe lá na quadra do Unidos de Jacarepaguá, apoiando um momento que é meu, nosso e de todos que amam o samba. Estarei lá, justificando a importância da criação do Dia Nacional da Cuíca. Um abraço, Hiram Araújo Diretor Cultural Centro de Memória do Carnaval LIESA - SALVE O DIA NACIONAL DA CUICA - 21 de ABRIL !!!

  • Avatar
    20/04/2012 21:11:34KolestoneMembro SRZD desde 22/03/2012

    Marcio Zuma não é assessor de imprensa, nunca foi. Ele é diretor de carnaval da associação. Mas, estes presidentes realmente merecem o que querem, roubo e brigas e desorganização. Que seu z´[e volte para a curicica e largue esses trastes para lá.

  • Avatar
    20/04/2012 19:08:08Argnei AntunesMembro SRZD desde 06/05/2010

    Ã? para rir e muito. KKKKKK. Moisés do Anil querendo dar uma de honesto é uma piada de muito mau gosto. Moisés é um dos maiores pilantras que já passou pela Intendente. Todas as pessoas que conhecem o carnaval da Intendente sabem o tipo de presidentes que encabeçam esse movimento. Engenho da Rainha (pagou para subir em 2009), Dendê (presidente sete), Cosmos (presidente maluco), Praça Seca (papagaio de pirata) e por aí a fora. Sem contar com uns outros mais, que não sabem fazer um O com um copo. Se esse grupo desqualificado assumir a AESCRJ será uma grande vergonha para o samba. O total despreparo desse grupo está demonstrado em seguir um louco como o Moisés, do Anil. Isso tudo è uma vergonha para o samba. Pessoas despreparadas administrativamente e oportunistas, quererem assumir uma entidade como a AESCRJ. Ã? a ganância pelo poder e pelo dinheiro. O que eles ganham de subvenção, não dá mais para sustentar seus caprichos pessoais. Façam uma análise dos últimos carnavais aministrados por essas pessoas. Derrota total. Como é que eles querem comandar a AESCRJ, se eles não conseguem comandar suas pròprias escolas? A atual diretoria da AESCRJ nâo é a ideal. Só que è muito melhor do que esses bando de loucos. Se o descontentamento é com o Fernando Leopoldino (desonesto até onde chegou e parou, como todo mundo sabe), que este seja banido. Esse foi o erro do Eduardo José (Zezinho). Manter essa pessoa na AESCRJ e, ainda maia como vice, foi demais. Esse é o que mais prejudica a AESCRJ. Ele era DUQUE do Walter. Conivente com tudo que acontecia na AESCRJ. Tirem só o Fernando e mantenham alguns. Marilda, Anatólio (Museus do Samba), Irene, Márcio Zuma ( ????????- Esse que ninguém no mundo do samba conhece), a Secretária Vitalícia da Jaciara, que nâo entende nada de samba e pensa que sabe tudo e os outros que nem lembro o nome. Esqueci, o Prestes (quem é Prestes no samba?). Zezinho é honesto e, tenho, certeza que desconhece as artimanhas d

Comentar