SRZD



Valdeci

Valdeci

POLÍTICA. Jornalista da área de política com atuação em jornais, rádios, assessorias de imprensa e produção de TV. Já trabalhou para "O Popular", de Goiânia, e para "Correio Braziliense", "Jornal de Brasília" e "JB". Foi repórter de rádios como "CBN", "BandNews FM" e "Jovem Pan", em Brasília, e noticiarista das rádios "Araguaia FM", "Executiva FM", "Anhaguera AM" e "Terra FM", de Goiânia.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



17/05/2012 11h05

Gênese da corrupção em cada pessoa


O desejo de ganhar sem trabalhar é um dos motores da grossa corrupção na administração pública. E das pequenas maracutaizinhas também.

Se um cidadão comum repete que "de graça até injeção na testa" ele tomaria, o que esse indivíduo não faria se, como agente público, lhe fossem apresentadas as brechas para o roubo de dinheiro público?

E com todas as justificativas embaladas em pomposos palavreados e argumentos para fazer-lhe ter o sono dos honestos?

E mais a certeza da impunidade e de que não precisará de devolver o dinheiro surrupiado do erário?

Aliás, esse desejo de ganhar é que permitiu ao contraventor Carlinhos Cachoeira amealhar muito dinheiro. E corromper quem deseja levar vantagem na administração pública também.

O cidadão não raciocina quando você coloca diante dele a expectativa de ganhar algo. Não lhe passa pela cabeça de que ninguém montaria uma estrutura enorme para... lhe dar dinheiro!!!  
É o caso da jogatina do agora ilustre e logo livre leve e solto Carlinhos Cachoeira.

O mais entristecedor é ouvir de cidadãos o lamento de que o dinheiro roubado dos cofres públicos não está indo para seu bolso.

Esse comportamento entra no enorme rol de explicações do porquê uma nação inteira fica quietinha diante da sangria dos recursos arrecadados de todos os brasileiros.

Outra importante explicação é a ignorância das pessoas sobre a sistema de pagamento de impostos. Há cidadãos que não entendem que em cada produto que compra está embutido no preço o valor do tributo.

E que esse dinheiro tem seu primeiro estágio de roubo no próprio estabelecimento, com a sonegação fiscal, e vai subindo até as instâncias superiores.

No andar de cima estão os governantes corruptos e os corruptores para terminar o processo de assalto.

 

E para coroar, mais uma trágica ironia: homens eleitos com campanhas financiadas por empresários que buscarão o dinheiro investido, muito bem "bem remunerado", nos cofres públicos.

 

Um esquema que permite ramificações criminosas que como a do contraventor Carlinhos Cachoeira.


Comentários
  • Avatar
    19/05/2012 15:58:16silvioAnônimo

    Seinão esse cara parece querer ser o dono da verdade. La pras bandas do norte do Brasil, dizem que quando a pessoa e muito sabida, vira COBRA GRANDE.

  • Avatar
    17/05/2012 13:23:02AlbertoAnônimo

    O negócio é levar vantagem em tudo.Simplesmente isso.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.