SRZD


27/08/2008 09h01

Sambistas faturam com jingles políticos
Isaac Ismar

A cada dois anos é a mesma coisa. Em época de campanha eleitoral começa a ecoar pelas ruas os sons dos jingles de campanhas políticas. Seja na capital ou no interior, não falta oportunidade para os intérpretes-compositores esbanjarem seus talentos defendendo os seus candidatos. Alguns ficam gravados nas nossas memórias por um bom tempo, já outros, de gosto duvidoso, parecem tirar a paciência até do próprio candidato.
 
Este ano, Neguinho da Beija-Flor, Wantuir, Dominguinhos do Estácio e Preto Jóia cantaram para dezenas de candidatos, tanto para prefeito, como a vereador. O cachê cobrado é cercado de tabus. Apenas Wantuir revelou o quanto cobra, mas todos afirmaram que a verba ajuda a reforçar o orçamento nesta época, quando o mercado de carnaval ainda está em fim de férias.
 
Preto Jóia gravou o jingle de Eduardo Paes, candidato a prefeito do Rio de Janeiro. Desde 1994, o intérprete aproveita a oportunidade para divulgar o seu trabalho. As músicas de campanha do governador Sérgio Cabral foram todas gravadas por ele.
 
- O Eduardo me procurou através do governador Sérgio Cabral. Acho que eu e o Neguinho da Beija-Flor somos campeões nisso. Geralmente, os meus candidatos ganham - gaba-se o intérprete, que colocou a sua voz na campanha de Altineu Cortes (São Gonçalo), Washington Qua Quá (Maricá), Miguel Giovani (Araruama), Zé Alencar (Vassouras) e Silvio Lopes (Macaé), todos postulantes ao cargo de prefeito.
 
Já Wantuir parece ser o recordista na modalidade. Segundo ele, este ano já gravou mais de 50 jingles políticos, de Manaus a Uruguaiana, no Rio Grande do Sul.
 
- Acho que tem engarrafamento de carros de som com a minha voz - brinca.
 
O cantor da Grande Rio explica que por trabalhar nos carnavais de diversos estados do país, isso facilita os contatos com os políticos. Candidatos de Araruama, Saquarema e Belford Roxo também fizeram questão da voz dele.
 
- O dinheiro dá um reforço no orçamento. Para vereador, geralmente, cobro de R$ 1500 a R$ 2000. Para prefeito, de R$ 4000 a R$ 5000 - revelou.
 
Quem também fatura em tempos de campanha é Neguinho da Beija-Flor, que compõe, grava e cuida dos bastidores, como o pagamento de estudos e músicos. Ele gravou para Zito (Duque de Caxias), Gegê (Niterói), Riverton (Macaé), Serginho Abrão (Nilópolis), entre vários candidatos a vereador.
 
Sigiloso ao falar sobre o valor do cachê, ele contou que às vezes tem prejuízo, pois grava o jingle, mas não chega a um acordo financeiro com o candidato. 
 
- Essa parte de dinheiro é confidencial. Tenho uma tabela fixa e não cedo o preço, mesmo já tendo investido na gravação. Cada um tem o seu preço, mas o valor do meu cachê não abro mão - afirmou.
 
Conhecido no interior do estado do Rio, Dominguinhos do Estácio participou da música de campanha do candidato à prefeitura de Niterói, Jorge Roberto Silveira, originalmente, cantada por Beth Carvalho. Em São Gonçalo, ele defende Eduardo Gordo, postulante a prefeito.
 
Nomes menos conhecidos também estão no repertório do cantor. Sua voz estará nas campanhas de São João de Meriti, Barra Mansa e Cachoeiro de Macacu.
 
- Quando eu componho um jingle para um candidato com nome engraçado, não dá rima. Fica até difícil. Teve um que pediu um samba em cima do "A Viradouro vira o jogo", aquele do "Esse jogo vai virar, eu quero ser o vencedor", pois ele é da oposição. E foi fácil porque o samba também é de minha autoria - divertiu-se Dominguinhos.

Atualmente na Mocidade Alegre, do carnaval de São Paulo, Clóvis Pê canta o jingle de Vinícius Cordeiro (PT do B), candidato à prefeitura do Rio. Em Itaboraí, ele também gravou a propaganda de Janor, do PT.
 
Compositor salgueirense, Dudu Botelho é militante do PSOL, partido de esquerda, que deposita suas esperanças em Chico Alencar na eleição municipal carioca. O sambista compôs e gravou o jingle de Chico e também de Eliomar, um dos candidatos do PSOL a vereador.
 
- Eu fiz e eles gostaram. Usei os nomes, cargos, números e as características políticas dos candidatos nos jingles - disse Dudu, que não cobrou cachê.
 
E você, tem na memória o jingle de algum político?


Comentários
  • Avatar
    12/09/2008 13:13:33KaluaAnônimo

    Todos nós sabemos que política é uma mer...., mas quanto ao interpretes trabalharem nesse período não vejo nada de mais, se o carnaval é apenas 1 vez por ano, eles precisam mesmo realizarem outros trabalhos. Gostaria de lembrar que o Wander Pires também está nesse grupo de sambistas realizando apenas mais um trabalho para o município de Resende.

  • Avatar
    27/08/2008 20:47:58dongaMembro SRZD desde 07/04/2009

    Aliás eu acho isso um porre, e pior desgasta e vulgariza o samba-enredo, saturando a paciência do povo. Não bastasse o fato de estarem cantando pra candidatos tudo caô que irrita mais ainda o nosso povo. Muito triste ver a arte carioca do samba-enredo ser enchovalhada pelas ruas e cansando o povo. Porque não fazem jingle com sertanejo, esses pagodes paulistas de 'mela-cueca', forro, rock.... Mas não, tinham que pegar o samba-enredo pra ficar apurrinhando a paciência do povo. Até eu fiquei com o ódio ao ter que estar num engarrafamento ao lado de um desses carros de som e cantando samba-enredo pra um desses candidatos caô e do lado tinha uma cmainhão da COMLURB, tava difícil a disputa de quem conseguia embrulha mais o estômago, o jingle do candidato caô ou o caminhão de lixo. E olha que eu sou fanático por samba-enredo, ouço o gênero o ano todo em casa, no trabalho, viajando.. Não tem tempo rüim, tô sempre curtindo Samba-enredo. Claro que não esses boi cum abóbra de hoje em dia, sambas da década de 70, 80, Mestre Marçal, Jamelão, maior barato, meus amigos dizem que é omaior desperdício de Iphone do planeta... Tiro onda, balanço o aparelho e logo entra um grande samba-enredo. Mas aturar jingle de político em samba-enredo, eu prefiro pagar pra ir ver o show da Madonna, ninguém merece.

  • Avatar
    27/08/2008 19:39:40GABEIRA 43Membro SRZD desde 22/03/2010

    Nada a ver hein?! Colocar fotos de políticos para ilustrar ou fazer lobby para ele? NOTA ZERO

  • Avatar
    27/08/2008 18:56:12julinho da viradouro(Intéprete auxiliar)Anônimo

    Gostaria muito de deixar bem claro aos internautas e principalmente ao cidadão que assinou sua declaração como Julinho da Viradouro, que da próxima vez que ele fizer alguma declaração, por favor não usar este nome,pois só assumo o que escrevo. Faço uso deste codinome com muito orgulho e responsabilidade. Honro dentro e fora da minha querida Escola. Além disso, apesar de ser leitor de todas as notícias referentes ao mundo do samba, não perco o meu tempo dando opiniões em assuntos banais e sem importância. Por isso peço mais uma vez,mesmo que o seu nome seja Julio não sei de quê ou até mesmo da Viradouro, por favor identifique o seu setor dentro da Agremiação para que as pessoas não me confundam. Dentro da mesma , tenho uma postura, consideração de todos, e o respeito entre a minha pessoa e toda Agremiação é recíproca. Logo, não queira se aproveitar de certas situações , prejudicando imagens de pessoas que você mal conhece e se por acaso me conhecer, isto, justifica que você deve estar querendo me prejudicar junto a Escola, a qual defendo e abraço com muito carinho e garra. Abraços a todos, Julinho da Viradouro(Intérprete auxiliar)

  • Avatar
    27/08/2008 13:08:01CassiusMembro SRZD desde 28/05/2010

    Sei que pode ser vista como pura demagogia ou pensamento utópico se opor tais atitudes, mas era o meu caso. O cara cantar para 50 políticos é demais. Tudo bem que é a sua profissão, mas nem é por se desvincular tanto do samba, e mais porque passa a defender qualquer bandeira (aliás, acho que vemos isso no próprio Carnaval... ops! Faz parte, então). Eu me divirto, agora, se temos alguém com quem reclamar é com os políticos que tentam reeleição e usam verba público para contratá-los, assim como o pessoal do partido. Agora, os intérpretes são contratados, assim como os são os distribuidores de panfletos etc. Até se o carnaval não fosse de tantas Escolas S/A poderíamos pensar em coisas antagônicas nas atitudes dos caras, mas sendo como é...

  • Avatar
    27/08/2008 13:00:15PaulMembro SRZD desde 27/04/2009

    Ã? por isso que o Jamelão não gostava de ser chamado de puxador de samba, pois ele tinha uma carreira consolidada, ainda que não fosse um grande vendedor de disco. Essa turma que aí esta, precisa defender o $$$ da baixa temporada e se vende por qualquer centavo ou favor. Com excessão do Neguinho, quem tem uma carreira substanciosa durante todo o ano?

  • Avatar
    27/08/2008 12:49:12menino de ramosMembro SRZD desde 04/10/2013

    acho péssimo pensei que nunca mais fosse ouvir o prteo joia cantando com tanta aparição da figura vai que o luizinho resolve desnterrar ele de novo quando o defunto atual paulinho mocidade torrar o saco, olha ai o problema.

  • Avatar
    27/08/2008 11:57:16Julinho ViradouroAnônimo

    Não vejo com decepção! Acho interessante o envolvimento político ideológico, como foi destacado o caso do Dudu Botelho. O próprio Preto Jóia mantém uma linha razoável....canta para aqueles que dão mais dinheiro. Os endinheirados do PMDB...Aliás, essa foto aí do Eduardo Paes, hein?! Campanha visual.

  • Avatar
    27/08/2008 11:22:37juliaAnônimo

    desepcionante isso..... triste pura safadeza desses interpretes. ajudarem nessa barulhada que ficam as ruas nessa época de eleição, quando passar um carro de som com samba de politico dá vontade de jogar uma garrafa de mijo da janela do meu predio... affffff pra eles tem que ser assim receber coisa nojenta que nem eles

  • Avatar
    27/08/2008 09:24:03Eduardo de s franciscoAnônimo

    Já deu pra perceber que cantor de carnaval gosta de vida fácil... se vende por qualquer dinheiro . coitada das escolas e do nosso carnaval . pois os seus interpretes se juntando com esses vagabundos desses politicos... pra quem sabe ler um pingo é letra " diga-me com quem andas e te direi quem és "

  • Avatar
    27/08/2008 09:19:26Eduardo de s franciscoAnônimo

    E nossos timpanos que se cuidem...a ouvir tanta porcaria,, admiro vcs participarem dessa safadeza. sempre quiz dizer isso agora tive a chance,, isso é uma covardia com os eleitores e deveriam ser multados os politicos, os interpretes e a liesa deveria punir escolas de samba que deixeam seu interpretes se meterm com esta palhaçada ....

Comentar