SRZD



Claudio Russo

Claudio Russo

Formação em História pela Uerj e pós em História da África. Há 22 anos compõe sambas-enredo, conseguindo algumas vitórias neste espaço de tempo. Desde 2009, faz sambas para Nenê da Vila Matilde, em São Paulo.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



11/07/2012 19h39

E aí, qual é o seu tempo?
Cláudio Russo

Qual é o seu tempo? Agora ou ontem, quem sabe algum momento escondido na memória ou a vida que corre ao sabor do vento. Meu tempo é hoje! Ser saudosista ou contemporâneo? Será você alguém a frente do seu tempo! Viver de passado, de uma passagem marcante e criar o futuro a partir do presente, não sei... Indagações de como você leitor lida com o tempo, como você percebe e encara as inovações que surgem na velocidade de um raio, como conjugar passado e presente em nosso carnaval? E aí qual é o seu tempo?

Eu sou do tempo do Capitão Asa, Vila Sésamo e do Ultraman; do tempo da família reunida aos domingos, buraco fechado, a benção dos mais velhos; Flávio Cavalcante e seus calouros, Chacrinha e as Chacretes, Qual é a música? Lombardi. Sou do tempo de Andrade, Adílio e Zico; da Atlântica Boavista contra o Banespa, da Fórmula 1 de Piquet muito antes de Airton, Carioquinha e Ubiratan: é cesta!

Eu sou do tempo de Roberto Ribeiro, Agepê e João: Nogueira, Trinta e Saldanha... No meu tempo brilham Viriato, Arlindo Rodrigues e Fernando Pinto; Pamplona, Paulo Stein e Marcio Guedes na Rede Manchete; Adele Fátima na sardinha, Deise Nunes na União, Vilma no mar azul e branco e Rita na academia. Jamelão no gogó, Monique Independente de Padre Miguel, Pinah ê ê ê Pinah e o Império Serrano do Bum Bum Paticum Bum.

Reluzente como a luz do dia meu tempo é verde e branco, é tão atual acreditar na luta de Mitavaí contra Macobeba Maldito, e por que não rimar amor sem dor como na Festa Profana de Franco; E o samba sambou São Clemente, Enoli ficou nua e a Estação Primeira foi e voltou; eu vi Camila Pitanga à frente da bateria da Estácio de Sá, Mestre Marçal à frente da Portela e Nei Lopes concorrendo nas eliminatórias de Sou Amigo do Rei de Rosa Magalhães; Vivi no Mundo da Lua com Caxias e vi o Sonho de um Sonho de Drumond ou de Martinho? Meninos eu vi!

Não sou do tempo de Don Don, mas nossas vidas eram mais simples de viver com carrinho de rolemã e bola de gude, triângulo ou búlica? E aquela bola dente de leite que sempre caia na casa da vizinha... Samba vinha de berço e hoje se aprende em Cia de dança. Baiana tinha tabuleiro, comissão de frente velha guarda, Beija Flor Jesus Henrique, Salgueiro Louro.
Bota, bota, Botafogo nisso... Em meu tempo vejo o videogame de Marraio, ferido, sou rei... O Chico Buarque da Mangueira por Alexandre Louzada e o DNA Humano decodificado na Sapucaí. Meu tempo será?

Barroco na magia dos ciganos de Max Lopes, Simples na grandeza da Kizomba ou high tech no Chuê Chuá de Renato Lage. Eu vi Laila na Unidos, Grande Rio e o vejo em Nilópolis... Felicidade foi ouvir Rixa cantando Abram Alas... Neguinho o Meu valor me faz Brilhar... Nego, em um momento singular, Vejam esta maravilha de cenário...

Vai meu ritmo! Ouvi parada, paradinha, paradona, o funk de Jorjão consagrar a Viradouro e vi vestidos caírem, cabeças rolarem... No começo de tudo leques, sombrinhas e máscaras. Meu Tempo é hoje! Sou feliz pelo que vivo, tento entender o processo evolutivo que desenha nossa grande festa e guardo com apreço e carinho momentos inesquecíveis. E você como percebe este tempo instantâneo das coisas, onde tudo é eterno por alguns minutos, pseudo celebridades, fama, samba... Será que vale a pena ter um mar de conhecimento com a profundidade de um palmo, será? Meu amigo, Qual é o seu tempo?


Comentários
  • Avatar
    20/07/2012 16:10:51Claudino MarquesMembro SRZD desde 07/07/2011

    Eu sou da antiga. Grande samba na Beija Flor. Grande abraço Marques

  • Avatar
    17/07/2012 20:24:30Herlon Eduardo lopes da SilvaMembro SRZD desde 09/09/2011

    Peço desculpas pelo erro, Adílio

  • Avatar
    17/07/2012 20:23:35Herlon Eduardo lopes da SilvaMembro SRZD desde 09/09/2011

    Mais uma vez, parabéns. Sou também desta época maravilhosa. Andrade, Adólio e Zico. não preciso comentar mais nada. Entretanto, esse tempo maravilhoso a minha querida portela, não ganhou nada. com hinos memoráveis;; saudozista, sim. Ai que saudades de um samba com o baluarte David Corrêa/ J. macedo; querido Cláudio, mais uma vez parabéns;; Fortes abraços.

  • Avatar
    17/07/2012 17:57:43Vinícius Ferreira NatalMembro SRZD desde 13/07/2011

    Sou - somos - de um tempo misto, que mistura o ontem, o agora e o amanhã. Pena que o carnaval, atualmente, está no tempo do hoje tão somente. Não pensa no ontem - não valoriza sua velha guarda, esquece um passado de glórias, oclusa a identidade da escola - e nem no amanhã - o que será do samba sem passado?Qual o futuro do samba? Só pensa no hoje, na negociata e no mercado. O tempo passa, corre, e o hoje desaparece a cada segundo. Ã? inevitável, mas há de se refletir... Saudações!

  • Avatar
    15/07/2012 15:44:11AntonioMembro SRZD desde 28/06/2011

    Sou do tempo em que uma arquibancada de ferro, balançava, enquanto o grande Império Serrano passava debaixo dos gritos alucinados de toda a arquibancada da pres.vargas de è Campeãaaaaa... 1973, enrêdo: Viagem encantada a Pindorama a Dentro. Fernando Pinto. pela primeira vez uma escola de samba entrava Toda de plumas e penas de pavão... Em todas as alas... Era um mar de plumas... mais de 4 mil componentes. Foi um delírio..... deu mangueira.... ganhou no quesito samba.Mas foi o carnaval inesquecível para mim. Todos os jornais dava o Império como a bi-campeã.... Mas nem sempre a voz do povo é a voz de Deus. Saudades do grande Fernando Pinto.

  • Avatar
    15/07/2012 15:25:15Lucia SonsMembro SRZD desde 16/01/2012

    Meu tempo é o hoje e o agora,porque é aqui que eu vivo e onde existo.Mas esquecer o passado e sinalizá-lo como pura nostalgia pode ser um grande erro. Sem olhar pra trás,não evoluimos.E nada é novo, se não houver o antigo.A sabedoria e a inovação, só se obtem com a humildade de reconhecer os grandes imortais,aprender com eles e desenvolver aquilo que um dia alguem começou,e jamais desconstruir,apenas renovar,para contunuar encantando,pois é preciso emoção,para que não haja apenas amonotonia e o tédio das máquinas e tecnologias.Sem o humano,o carnaval será apenas um monte de brilhos e efeitos que cansam os olhos de quem assiste,e não comoverá a mais a ninguem.

  • Avatar
    14/07/2012 11:15:46Amigo da Onça.Membro SRZD desde 02/05/2009

    AMEI O TEXTO. NO MEU TEMPO.... DE CRIANÃ?A. NA FRENTE DA TV E MEU MUNDO ENCANTADO ,TINHA UM PEQUENO GRANDE REI JOÃ?O 30 ( QUE NO SEU REINADO FEZ O POVO MAIS FELIZ!) E SUA BEIJA FLOR, A SUA LAPA, SUA BOLA, SUAS LUZES, SEUS NEGROS , SEUS LIXOS QUE ERAM UM LUXO, AFINAL TODO MUNDO NASCEU NU ! TINHA...PINAH A ENCANTAR... MAS CINDERELA ? OU RAINHA ? TINHA AS FANTASIAS DE JESUS HENRIQUE, LINDA CONDE, VIRIATO, ISIDORO SANTOS , TINHA A PEQUENA E EXPEVITADA ALINE DAVID NOS CARROS CHEIOS DE CRIANÃ?AS, TINHA O BAILAR DE DÃ?RIS E ELCIO PV, O GINGADO DE SÃ?NIA CAPETA, NEIDE E SEU TAMBORIM, AS FRILULAS DO JORGE LAFOND NO VULCÃ?O , NO PAIS DAS MARAVILHAS, NO PLANALTO ,NO PARAISO, NEGUINHO SEMPRE...OS MAGESTOSOS E SOBERBOS ABRE ALAS DA BEIJA SEJA NA AFRICA ,EGITO, NA INDIA, NO PÃ?O DE AÃ?UCAR, IDADE MÃ?DIA OU IDADE DAS PEDRAS.... INSUPERÁVEIS ATÃ? HOJE. ERA CHUVA ,MUITA, ERA SOL MUITO... TUDO ERA MUITO.ERA MUITA EVA PRA MUITO ADÃ?O,MAS TINHA MAIS...TINHA UMA MOCIDADE E SEU ZIRIGUIDUM NUMA OCA,QUE ERA TAPA QUE VIROU METROPOLE DO CACIQUE FERNANDO QUE DEU BEJIM,BEJIM,BYE BYE BRASIL , TINHA BETH ANDRADE NO SEU ABRE ALAS,TINHA MONIQUE EVANS E SUA INDIA " IRACEMA PRIMEIRA E Ã?NICA" OU BARBARELA ESPACIAL ?, TINHA XIMXIM , ACARAJÃ? COM MANGA, TINHA SAPOTI COM CHILCETE TINHA UM TITITIT COM ROSA & LICIA , TINHA BUMBUM DE FORA PRA XUXU, BRASIL COM Z JAMAIS SEMPRE CAPRICHADO, TODOS "EM BUSCA DO OURO", NUM IMPÃ?RIO ONDE "QUEM NÃ?O SE COMUNICA SE TRUMBICA" ACABANDO TUDO NUMA "FESTA PROFANA" ,MAS...O MENINO CREÃ?EU .... MAS NÃ?O ESQUEÃ?EU...DO TEMPO DE ONDE TUDO COMEÃ?OU ,NA FRENTE DE SUA TV, ONDE HÁ UMA LUZ NA IMENSIDÃ?O...."OLHANDO POR NÃ?S!"

  • Avatar
    13/07/2012 17:44:26Rafael RiosMembro SRZD desde 09/08/2011

    Não sei nem como explicar isso, mas sinto saudades dessas coisas todas, mesmo sem ter vivido nessa época... Sou fã de Roberto Ribeiro, Cartola, Nelson Cavaquinho, Noel Rosa... Ã? tanta coisa que eu gostaria de ter presenciado que dá até saudade...

  • Avatar
    13/07/2012 07:01:29ClaudioMembro SRZD desde 04/06/2011

    André é muito bom saber da sua participação aqui em nosso espaço, eu só tenho a agradecer a todos pelas valorosas contribuições, grande abraço.

  • Avatar
    12/07/2012 23:14:44andré muriquiMembro SRZD desde 26/09/2009

    Cláudio, sou amigo do seu irmão André Malheiros, e trabalhamos juntos. Tenho lido seus textos, e admirado tanto quanto seus sambas. Desta vez você crapichou, ficou excelente, e deu saudades destes tempos citados em seu texto. Parabéns!!!!! Abraços

  • Avatar
    12/07/2012 15:23:18Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Este sambista compositor-poeta fica exibindo sua nova faceta (rsrsrs) de blogueiro... Rsrsrs... Por causa disto eu me vejo obrigado (rsrsrs) a ficar o aplaudindo com confetes e serpentinas... Rsrsrs... Agora, falando sério, coisas que não são nada de novas: Este sambista compositor-poeta, o maestro Mestre Odilon, o dirigente sambista nota 10 Laíla, o comandante e a comandante respectivamente da Majestade do Samba e da Academia do Samba têm provado tratarem-se de personalidades do mundo do samba que fazem jus a ocuparem mais do que os seus cargos ou funções atuais, mas, sim os mais representativos da carcomida LIESA, por exemplo: Presidente, Diretor Tesoureiro, Diretor de Carnaval, Membro do Conselho Superior, dentre outros. Saudações carnavalescas, Almir portelense de Macaé.

  • Avatar
    12/07/2012 14:30:18marcelo mocidadeMembro SRZD desde 27/08/2009

    Parabéns Claudio Russo! Belíssimo texto.

  • Avatar
    12/07/2012 12:57:47Wagner SilveiraMembro SRZD desde 06/07/2012

    Maravilhoso texto. Resgata a história do carnaval, integrando-a com o atual rumo. De fato, ser fiel a tradição recriando-a como ruptura virtual faz parte do mistério do carnaval.

  • Avatar
    12/07/2012 12:32:16Nidia Jussara FdasilvaMembro SRZD desde 25/06/2012

    O tempo dá,o tempo tira,o tempo passa e folha vira.

  • Avatar
    12/07/2012 09:31:10Arthur Sales FerraginiMembro SRZD desde 07/07/2011

    Fico feliz, muito feliz e arrepiado de fazer parte do mundo do carnaval, de viver, conhecer ou ao menos correr atrás dessas informacões tão ricas e tão valorosas! Grande texto, e me sinto sempre na necessidade de comentar, de debater, de falar sobre seus textos, porque não quero que eles acabem! Bravo de novo, Cláudio. E viva a paixão pelo carnaval!

Comentar