SRZD


09/09/2008 10h15

O preço da gravação de um samba
Pedro Ayres

Para você que sonha em ser compositor, o SRZD-Carnavalesco mostra uma linha para o orçamento apresentado em "A Inflação das disputas". Trata-se da gravação do samba concorrente em um estúdio. Os mais camaradas podem apresentar uma conta razoável: R$ 200 por uma gravação de duas passagens de samba. Para aqueles que contam cada centavo na disputa é uma alternativa válida. A esses, pedimos que não se assustem, mas há quem gaste mais de R$ 2 mil apenas com a gravação.

O SRZD-Carnavalesco foi ao estúdio dos sonhos de todos os compositores. Não há, aqui, arbitrariedade sobre a qualidade de cada um dos estúdios, mas uma constatação óbvia. Todo compositor, ao conceber sua obra, espera vê-la como hino oficial da respectiva escola no desfile. Antes disso, há a gravação do CD dos sambas-enredo do Grupo Especial. O estúdio dos sonhos é, então, o Cia. dos Técnicos - localizado em Copacabana -, que recebe as doze escolas do Grupo Especial para gravar e produzir o CD que chega às lojas na segunda quinzena de novembro.

E qual a importância de gravar o samba concorrente em um estúdio tão, digamos, renomado? O vitorioso Gusttavo Clarão, que ao lado de seus parceiros - Junior Fionda, Lequinho e Gilson Bernini -  gravou o samba para 2009 no Cia. dos Técnicos, diz que o importante é ter uma boa gravação, independente de onde for feita. Mário Jorge Bruno, um dos sócios e produtores musicais do estúdio, diz que o diferencial está, justamente, na qualidade da gravação, e não no fato de ser o estúdio responsável pelo CD oficial.

- Quem grava o samba concorrente aqui leva para a escola um áudio com qualidade idêntica ao CD oficial. Trabalhamos à exaustão - revela Mário Jorge (foto).

Segundo o produtor musical, que ao lado de Laíla produz o CD do Grupo Especial, uma gravação bem feita não dura um dia inteiro de trabalho. É preciso gravar a passagem de cada instrumento, montar a melodia e, apenas depois disso, entra a voz do intérprete.

- Geralmente as parcerias trazem músicos que tocam mais de um instrumento, e eles se revezam em cada momento da gravação - explica Mário Jorge.

E demora. Quinze horas, com sorte, é o tempo para uma gravação de qualidade, segundo os padrões do Cia. dos Técnicos. É preciso ter um vasto orçamento. Os estúdios profissionais cobram a fatura por hora de trabalho. O preço do do estúdio de Mário Jorge Bruno é R$ 180 a hora. 

- Bem, nós aqui cobramos por tudo que oferecemos. Basta olhar ao redor e ouvir as gravações para ver que não é pouca coisa. Além disso, dá para chorar um pouquinho e fazer um desconto - brinca Mário Jorge.

Os concorrentes para 2009 já estão ficando para trás. De qualquer forma, quem pretende entrar na disputa de 2010 já sabe um pouco mais sobre a dor do bolso: algo entre R$ 200 e R$ 2.700. O negócio é chorar um desconto, não tem jeito. E sonhar. Afinal, a certeza é que todo samba campeão - de fato - passará pelo estúdio dos sonhos.


Comentários
  • Avatar
    15/09/2008 00:33:35junior oliveiraMembro SRZD desde 12/05/2009

    pra mim o melhor samba dos ultimos 10 anos > o dono da terra ..tijuca,,impossivel melhor..

  • Avatar
    10/09/2008 13:35:24GLORIOSOMembro SRZD desde 12/04/2009

    Acho que no caso,tanto o Donga,quanto o Paul,estão certos. A discórdia se dá devido ao Donga ter dito uma grande verdade,porque nas escolas(quem frequenta sabe disso),estão dando prioridade aos sambas que levam bastante galera,gasta muito,com intérpretes do especial puxando o samba,etc...em detrimento dos sambas bons,muitas vezes bem melhores,mas que não tem essa estrutura,já o Paul abordou uma situação importante,de que nem todas as escolas usam desse expediênte e é claro,todos sabem disso e quem não tem estrutura,ou fica em casa,ou tenta a sorte,mas já sabendo o que pode ou não acontecer. Assim entendí e nesses casos,a gravação em stúdio caro não adianta,se o samba não for de uma parceria considerada famosa e interpretada por um cantor do especial.

  • Avatar
    10/09/2008 13:21:37dongaMembro SRZD desde 07/04/2009

    Tá bom Mr. Paul, vou tomar essas iniciativa e ser amistoso com o Sr, sem deboches, mas falando sério tu não me respondeu quanto a apontar um novo valor do samba revelado nos últimos anos ou um grande samba, mas eu entendo, a culpa não é tua, é que não tem mesmo. Esses sambas aí citados por você são bons sim, só que lá fora ninguém conhece. Quando as pessosas de fora do mundo do carnaval, quererm escutar um samba-enredo, recorrem a esses anos 70 e 80 que você tanto desdenha. Só que antes da LIESA, uma bateria, um bom samba faziam a diferença. Sabe Mr. Paul, qual foi o último samba a levantar a avenida, o Ita do Salgueiro em 1993. E ninguém aqui é contra o Neon, só queremos samba. E quando digo que as Escolas não dão a mínima pro samba, é porque se samba fosse prioridade, com certeza não estaríamos lendo matérias como essa, nem tanto pelas gravações em si. Mas na quadra se a Parceria não tiver grana pra bancar um palco de peso, uma torcida, ingressos, perde. E já tivemos matéria nesse Site confirmando o que falamos há bastante tempo, então o site também virou saudosista, virou festa Ploc ? E sabe porque uma parceria pobre perde ? Porque as escolas tão se lichando pros compositores e pros seus sambas. Hoje uma Martinho da Vila, Candeia, Monarco, Cartola, por exemplo seriam revelados sim, mas no Cacique, tia Doca, Lapa... Mas dificilmente teriam espaço numa Escola de Samba....

  • Avatar
    10/09/2008 13:21:03dongaMembro SRZD desde 07/04/2009

    ....Mas tudo bem, já saímos até da esfera do samba e já tamu falando até em lógica administrativa/financeira, que permeia toda nossa vida e de todas as entidades. Aquilo que valorizamos, que queremos, que julgamos importante pra nossa vida, nós investimos e corremos atrás, já outras deixamos de lado. As escolas são entidades jurídicas não é diferente, que valorizam apenas o barracão, tanto valorizam que não medem esforços pra botar um carnaval luxuoso, até patrocínio correm atrás. Alguém aqui já ouviu falar de patrocínio, pra subsidiar uma disputa de samba e escolher um belo samba. Pois é, nos governos do Brasil não é diferente, pois existem as prioridades pros nossos governantes, que são deles e de seus grupos, e pra essas prioridades, deles, os recursos sempre surgem, mas quando se fala em educação, saúde e segurança, o discurso é outro: â??porque falta verbaâ?, â??tamu trabalhando pra mudar isso.â?, â??já fizemos mais que o outro governoâ?.... Em suma Mr Paul, quando algo é prioritário, elas acontecem, quando não são, sobram desculpas: â??o caranval mudouâ?, â??a estrutura do samba é outraâ?, â??os sambas hoje são mais pra frente, pra trás, pro lado...â?

  • Avatar
    10/09/2008 02:33:11DanielMembro SRZD desde 07/04/2009

    Concordo com o Donga, com o Gabriel Carin e com muitos que colocaram seus pensamentos no site. Para começar eu tenho 20 anos de idade mas meu pai viveu muito o carnaval daquele tempo e fala que antigamente uma disputa não era esse jogo de futebol de hoje. Jogo de Futebol? Sim, infelizmente. As parcerias são compostas por cinco, seis, sete, oito, etc... Antigamente eram dois, 3 ou até 4. Devido aos altos e absurdos custos de hoje e ao formato, os sambas em sua maioria são ruins. Não são todos. Nós temos alguns bons sambas. As disputas mostram que mesmo com todo esse cenário nós temos sambas que podem ser históricos mas infelizmente os compositores não são ricos e não tem dinheiro. Dinheiro? Sim, dinheiro para os bajuladores, para puxadores, etc... Só com isso podemos dizer que muitos mas muitos bons sambas são jogados de fora. Outra coisa: Meu pai não é saudosista. Ele, eu, o Donga, Mestre Maciel, etc.. queremos apenas sambas que fiquem eternizados em nossa mente e com um sistem de samba sem esses absurdos atuais. Eu ainda vou mais longe: com sambas que sejam vencidos apenas pelo talento da pessoa sem gastos exagerados e todas as palhaçadas atuais. Muitos sabem de alguns compositores que acabaram endividados nessas disputas. Infelizmente alguns grandes compositores e que foram campeões em suas escolas acabaram morrendo bem pobres e grande parte disso vem SIM dessas disputas. Isso que eu estou falando foi divulgado na época que alguns deles morreram. Eu respeito o presente mas nos apesctos de samba eu prefiro o do passado. Imagina um Silas de Oliveira hoje? Não chegaria nem na segunda fase. Falta de inspiração? Não, de grana e de outras coisitas mais. Um grande abraço.

  • Avatar
    10/09/2008 01:25:48PaulMembro SRZD desde 27/04/2009

    não perca a compostura, ok!!!!!! Se tu não gostas dos rumos do carnaval; paciência. Se tu não sabes manter um diálogo respeitoso; paciência. Se tu achas que a Liesa e os baba ovo de quintal não estão lendo o suficiente; paciência. Paciência é ter que aturar um sujeito que parou nos anos 70, nega o carnaval atual, mas não deixa de dar seus pitacos agressivos para aqueles que não viveram o festa no passado. Vamos separar samba enredo do neon. Respeite todos os compositores, todos os profissionais do samba, todos os (?) os dirigentes e se respeite, em seu passado. Só falta voce acusar o Salgueiro de Maria Augusta, Arlindo Rodrigues, Rosa Magalhães, Jordano Sodré, Joãozinho 30, Osmar, Zora Seljan e Antonio Olinto de terem levado o enredo Pega no Ganzê de 1971, para à avenida, onde tudo começou a mudar. Como disse, com todo respeito, tenha compostura. PS: em relação ao novo compositor surgido, é só ler o tópico da Mocidade, onde voce elogia os novatos Diego e Cia. com o seu belo samba, pelo qual, depois de eu ter ouvido todos os que foram disponibilizados; já estou na torcida; ou para não ir longe em relação aos sambas que não são dos anos 70, fiquemos então com os sambas da Mocidade de 90/91, isso sem citar a Tijuca, o Salguiro 2003, a Viradouro com a Bibi e tantos outros. Não são as escolas de samba que vivem do passado. Compostura e psiuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu pra voce.

  • Avatar
    09/09/2008 23:17:51sinceramenteAnônimo

    AI DONGA JA QUE NÃ?O IMPORTA O NEON FAZ UM SAMBA E DISPUTA E GANHA SEM GASTAR NEMHUM E ARRASTA A MASSA SEM DAR NADA PRA BEBER E CANTA VC MESMO, VAMOS VER NO QUE DÁ A ME FAÃ?A O FAVOR, A VERDADE Ã? QUE O TROÃ?O CRESCEU E TEM MEIA DUZIA QUE NÃ?O EVOLUI E FICA SÃ? MALAHNDO PERDERAM ESPAÃ?O TA QUASE NO FIM DO AMADORISMO, FUIII

  • Avatar
    09/09/2008 21:23:03Jorge AilaAnônimo

    Gostaria de complementar as informações desta matéria, infomando de forma clara que além do custo da gravação, ainda incidem custos com Arranjos, Intérpretes, Coral, Cavaco, Violão e Instrumentos de Percursão, variaveis com o grau do profissional, é barra. Meus respeitos aos escritores do Carnavalesco, saudações Saquaremenses ao amigo Mario Jorge.

  • Avatar
    09/09/2008 18:07:57Marco MacielAnônimo

    Por isso que eu só concorro no carnaval virtual e gravo meus sambas à capela, no computador de casa: é tudo de graça, hehe. www.sambariocarnaval.com

  • Avatar
    09/09/2008 17:54:39dongaMembro SRZD desde 07/04/2009

    A então quer dizer que o samba continua sendo prioridade nas escolas ? Ã? mesmo, diz aí um grande compositor revelado por uma escola de samba nos últimos 10 anosi ? diz aí um grande samba-enredo que tá no boca do povo surgido nos últimos anos ? Pois é, falácia é ficar de boca calada quando se pergunta coisas simples como essa. Pssssiiiiiuuuu, silêncio, porque não tem o que falar. As escolas de samba vivem da glória do passado, daquilo que aconteceu nos anos 70 por exemplo, só pra não fugir da idéia dos companheiros abaixo. Ã? uma tradição carioca que continua arraigada em nós, por isso continuamos acompanhando e torcendo pro engrandecimento do samba e a crítica acontece porque sabemos que se pode ter um espetáculo como se tem hoje com grandes sambas, ninguém aqui é Pamplona pra ficar discutindo o que é tema ou enredo. Oq ue muitos aqui querem é um bom samba e ninguém tá indo contra os profissionais, até porque nos 70, 80, aliás muita gente dos anos 60 tá aí ganhando a vida com o samba, muitos longe das escolas que se resumiram ao carnaval. Mas ganham dinheiro na Lapa, no Cacique (Nova morada do samba). Aliás, sugiro pra esses defensores e baba-ovo de liesas e afins que leiem a letra desse samba cantado pelo Fundo de Quitnal que nos anos 80, senão me engano já dizia que "o samba hoje tem nova morada". Saudosista é o c.... Queremos é samba com ou sem neon, o problema não é o Neon, mas a falta de samba.

  • Avatar
    09/09/2008 16:53:47julio cezarMembro SRZD desde 30/10/2009

    a verdade é que os verdadeiros sambistas viraram joguete na mão desses dirigentes que só pensam em ganhar dinheiro em cima de nós os emocionados!

  • Avatar
    09/09/2008 15:55:33Gabriel CarinMembro SRZD desde 10/03/2010

    Tem gente que não tem nem idéia de quão incrível, fantástico e extraordinário era o carnaval dos anos 70 e prefere ficar denerando qualquer porcaria que vê pela frente...

  • Avatar
    09/09/2008 15:31:54PaulMembro SRZD desde 27/04/2009

    Que reflexão deve se ter sobre a importância do samba? Quando que o samba deixou de ser prioridade? Como? Onde? A que horas? Então, porque este tópico? O que faz a ala de compositores? O que é a ala de compositores? O que é um samba para uma escola de samba? O que é a ala de compositores de uma Portela, por exemplo? Estamos todos nós brincando de gostar de samba? Estamos todos nós não torcendo por nenhum samba em qualquer escola de samba? São todos os sambas de qualquer agremiação, sofrível? Estamos achando que o samba morreu? Ora,ora, vamos deixar de balelas. Se o cara quer ser profissional, ter que ter custos, investir, entrar no jogo, ou então fique em casa, esperando o tempo passar. Pessoas partem da prerrogativa de que todos os presidentes são passíveis de suspeição até que se prove ao contrário; é claro que tem escolas que se portam meio duvidosamente no resultado final, mas o que não se pode, é achar que todos os dirigentes usam do mesmo preceito. Entramos num momento em dizer que a safra está ruim, sofrível, péssima. Qual é??????? Se o samba morreu, porque então nos mobilizamos tanto? Tem pessoas que ainda pensam que o nosso carnaval deve ter a performance dos anos 70 e acham que o que é feito hoje é horrível, sem emoção, sem objetivos e com várias armações. Cada uma.

  • Avatar
    09/09/2008 15:23:18GLORIOSOMembro SRZD desde 12/04/2009

    Que me desculpe o pessôal,mas acho que não há nessecidade de se gastar tanto,existem stúdios muito mais baratos,cito um com toda a certeza,que é o do Maurício em Marechal Hermes,que não perde em nada em termos de qualidade,o que ocorre hoje é o que todos sabem,Ex: se o Zé biscoito levar quinze horas gravando na cia dos técnicos e o Gustavo e seu Batalhão gravarem em três minutos batucando numa caixinha de fósforos,com cachorros latindo,vizinhas brigando,galo cantando,carros buzinando...no final quem vai ganhar ????.....então não me venham com churumélas

  • Avatar
    09/09/2008 13:56:35julio cezarMembro SRZD desde 30/10/2009

    não sei pra que esse gasto todo com torcida , onibus , gravação , intérpretes e alegoria de mão os sambas antes das disputas já estão praticamente todos encomendados !

Comentar