SRZD


21/08/2012 10h53

Vasco da Gama completa 114 anos de glórias
Lucas Diogo

Foto: site oficial do Vasco

Dia 21 de agosto de 1898, no bairro da Saúde, nascia o Clube de Regatas Vasco da Gama. Nesta terça-feira, 114 anos após sua criação, o Gigante da Colina comemora e relembra a trajetória vitoriosa do clube. São Januário acordou em festa. Logo cedo, às 6h, o maior ídolo e atual presidente, Roberto Dinamite, hasteou as bandeiras do Vasco, Portugal e Rio de Janeiro, ao som do hino do clube e muitos fogos.
 
Criação
 
Fundado por 62 remadores, quase todos portugueses, o "Club de Regatas Vasco da Gama" teve seu nome inspirado pelas celebrações do quarto centenário da descoberta do caminho marítimo para as Índias pelo heroico navegador português. Seu primeiro presidente foi Francisco Gonçalves do Couto Jr.
 
Camisa
 
Sua primeira camisa era preta, com uma faixa branca sobre o peito e a Cruz de cristo ao centro. A Cruz representa a mesma que levou a bênção cristã aos povos da Índia, a faixa branca simboliza o estandarte que Vasco da Gama recebeu de D.Manuel, o Venturoso, e a camisa negra representa os mares obscuros navegados pelas caravelas do navegador.
 
Rivalidade com o Flamengo
 
A rivalidade entre os clubes é uma das mais destacadas do futebol brasileiro. Ela teve seu início na década de 1910 nas competições de Remo. Com a ascensão à primeira divisão do time de futebol do Vasco na década de 1920 o duelo passou a ser mais forte nessa modalidade. O clássico entre os dois times ficou conhecido como o "Clássico dos Milhões".
 
Luta contra o racismo
 
Desde sua criação, o Vasco se destaca devido sua luta contra a herança racista presente na sociedade carioca desde o fim da escravidão. Em 1904, os sócios elegeram o primeiro presidente mulato de clubes esportivos brasileiros. Cândido José de Araújo foi reeleito em 1905.
 
Futebol
 
Até 1915 o remo era praticamente o único esporte praticado pelo clube. A partir de 1915, depois de uma fusão do Lusitânia (clube exclusivo para portugueses) e o Vasco, o futebol foi incluído em suas atividades. Em 1923, começa sua trajetória gloriosa na elite do futebol. Já neste ano, com uma campanha arrasadora (11 vitórias, dois empates e apenas uma derrota, para o Flamengo, por 3 a 2, com o árbitro anulando um gol legítimo do Vasco), a equipe, que era composta por jogadores negros, trabalhadores simples e nordestinos, se sagrou campeão de Carioca.  
 
Construção de São Januário
 
Até 1927, os "camisas pretas" (apelido dados aos jogadores devido ao seu uniforme) não tinham um estádio próprio. No dia 21 de abril de 1927, foi inaugurado o maior estádio do Brasil até então. A construção só foi possível devido a doações de torcedores e sócios apaixonados pelo clube. O estádio recebeu o nome de "São Januário" devido a proximidade da rua com o mesmo nome. Além da atividades esportivas, São Januário foi palco de grandes festas cívicas. Numa delas, o presidente Getúlio Vargas assinou, em 1943, a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).
 
Década gloriosa de 50
 
A década de 50 foi uma das mais vitoriosas da história do Vasco. O clube se sagrou campeão carioca em quatro oportunidades (50, 52, 56 e 58). O mais especial foi o de 1958, pois foi preciso dois triangulares extras contra o Flamengo e Botafogo antes de se tornar o "Super-super" campeão. Esse título coroou um ano de ouro. Além de ser campeão carioca, o Vasco venceu o Torneio Rio-São Paulo e forneceu seus craques Bellini, Orlando e Vavá para a equipe titular da seleção brasileira que pela primeira vez conquistou a Copa do Mundo, na Suécia.
 
O grande ídolo
 
Carlos Roberto de Oliveira é o maior ídolo dos torcedores do Vasco. Mais conhecido como Roberto Dinamite, ele estreou nos profissionais em 1971 contra o Internacional no Maracanã. Aos 17 anos, o garoto, recém-promovido dos juvenis, fez um golaço depois de passar por quatro marcadores. Dinamite jogou 21 dos seus 22 anos como profissional pelo clube e é o maior goleador da história do clube, com 702 gols. Além dos gols, o goleador é junto com Rogério Ceni e Pelé, o único jogador do futebol brasileiro a ter mais de mil jogos por uma equipe (1110).
 
Centenário glorioso
 
O ano do centenário, 1998, foi marcado por grandes conquistas. O título mais empolgante nessa temporada repleta de vitórias foi o da Libertadores. O time garantiu o caneco contra o Barcelona de Guayaquil, do Equador, após vencer por 2 a 1. No Mundial Interclubes, a equipe ficou em segundo lugar, sendo derrotado por 2 a 1 pelo Real Madrid. Além do título continental, o Vasco conquistou, ainda, o estadual após vencer a Taça Guanabara e a Taça Rio. Nesse mesmo ano, o time de basquete faturou o Campeonato Sul-Americano.
 
Rebaixamento de 2008 e ascensão de 2009
 
Após ser rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Gigante da Colina contou com o total apoio do torcedor que não abandonou o time, lotando os estádios Brasil afora, e garantiu o acesso à Série A logo em 2009. Com 76 pontos, o Vasco se sagrou campeão da Série B e passou por uma benéfica reformulação, refletida no título da Copa do Brasil de 2011 que recolocou o clube no cenário internacional.
 
Brigando pelo pentacampeonato brasileiro o Vasco está em terceiro lugar no Brasileirão 2012. Com 35 pontos, o time de São Januário está a sete pontos do líder Atlético-MG.

Leia também:

- Ode aos 114 anos do Vasco da Gama

- Camisa usada por Edmundo em despedida será leiloada pelo Vasco


Veja mais sobre:Vasco

Comentários
  • Avatar
    21/08/2012 16:46:29jonathanAnônimo

    eu nunca abandonei o vasco quando caiu e não vai ser agora valeu vasco por tudo que vcs mostrarão para mim parabéns pelo seu 114 anos

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.