SRZD


03/09/2012 11h07

Preço de capim é alvo de investigações na Polícia Militar
Redação SRZD

Foto: DivulgaçãoMais uma denúncia foi feita em relação a PM-RJ. Dessa vez o que está sendo investigado é a compra de 847.656 kg de capim para alimentar 220 cavalos da corporação. O alimento foi vendido por R$ 915.468,48, o que represente um preço de R$ 1,08 o quilo.

A vencedora de licitação por pregão, a Comercial Cedro Ltda, começou a fornecer o capim em novembro do ano passado e seu contrato vai até outubro deste ano. Ela é acusada, juntamente a ex-fornecedora da PM, MAM Vidal Nogueira Nutrimentos, de fraudar documentos pela perdedora Verdejo Comércio de Forragens Ltda, que alega na Justiça ter sido prejudicada no pregão.

O que chama atenção é o preço que foi cobrado da PM pelo capim. Quando ainda não fornecia o alimento para os cavalos da PM, a Comércio Cedro Ltda vendeu o quilo do produto para a ex-fornecedora MAM Vidal Nogueira, pela modesta quantia de R$ 0,04. Quando acabou o contrato de MAM e a Comércio Cedro Ltda venceu a licitação, o valor do produto passou para R$ 1,08, uma valorização de 2.600%.

A representante da Cedro, Marcela Pessanha, afirma que a empresa vendeu por um preço bem menor para a MAM porque era exclusivamente o capim. Para a PM, além do capim, existe o valor agregado da logística de entrega, uso de caminhões e a mão de obra.

Na época em que fornecia o capim para a PM, a MAM repassava o produto por R$ 0,76. A PM informou que não tinha conhecimento sobre a diferença de preços.

Leia também:

- De folga, policial evita roubo e mata assaltante em Niterói


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.