SRZD


25/09/2008 21h20

Queremos samba com ou sem neon
Thatiana Pagung

Nestas semanas e até meados de outubro, os amantes do carnaval têm como atividade principal acompanhar as eliminatórias de samba-enredo. Como falei em outra coluna, é uma época quente, onde a emoção fica à flor da pele. Quem não quer ver o seu samba na boca do povo, tocando nas rádios antes do carnaval, cantado pela escola na Marquês de Sapucaí? Qual o pai que vai achar o filho feio? Todos acreditam ter a melhor obra, claro, e, como bons políticos, distribuem seus santinhos, com o objetivo de formar uma legião de seguidores, que muitas vezes enxergam apenas a parceria e não a obra. Acostumam o ouvido naquele samba; e não adianta pedir que ouçam outros, porque seria como se estivessem cometendo uma traição.

Alguns podem achar que estou exagerando. No entanto, existem algumas pessoas que se dizem sambistas, mas que pensam mais em si do que na própria agremiação. Não admitem que outra parceria consiga criar uma obra superior e vencer. É verdade que cada agremiação tem seu critério de escolha - o qual, temos de admitir, nem sempre premia o melhor. Bom, isso já é outro assunto?

Sempre que posso, acompanho os comentários dos internautas, pois os verdadeiros sambistas que por aqui aparecem nos brindam com excelentes textos e idéias. Dois internautas me chamaram atenção, há algum tempo, por seus comentários indignados em relação a matéria "O preço da gravação de um samba". Infelizmente, como vocês já leram aqui anteriormente, em um texto postado pela equipe do SRZD-Carnavalesco, o verdadeiro sambista perdeu mais um espaço para comentários, devido ao fato de os falsos sambistas usarem o site para ofender pessoas. Por isso, todos os comentários foram retirados do ar, inclusive os bons. Agora, apenas alguns textos podem ser comentados, e com moderação. Por sorte, consegui salvar alguns comentários interessantes postados no tópico da matéria que desagradou a alguns.

Os internautas que me refiro postam com pseudônimos de Paul e Donga. Agradeço em nome da equipe as discussões saudáveis que abrem no espaço, assim como outros verdadeiros sambistas e amantes do carnaval.

Os comentários que me chamaram mais atenção foram:

"Postado por:Paul | 09/09/2008 15:31:54

Que reflexão deve se ter sobre a importância do samba? Quando que o samba deixou de ser prioridade? Como? Onde? A que horas? Então, porque este tópico? O que faz a ala de compositores? O que é a ala de compositores? O que é um samba para uma escola de samba? O que é a ala de compositores de uma Portela, por exemplo? Estamos todos nós brincando de gostar de samba? Estamos todos nós não torcendo por nenhum samba em qualquer escola de samba? São todos os sambas de qualquer agremiação, sofrível? Estamos achando que o samba morreu? Ora,ora, vamos deixar de balelas. Se o cara quer ser profissional, ter que ter custos, investir, entrar no jogo, ou então fique em casa, esperando o tempo passar. Pessoas partem da prerrogativa de que todos os presidentes são passíveis de suspeição até que se prove ao contrário; é claro que tem escolas que se portam meio duvidosamente no resultado final, mas o que não se pode, é achar que todos os dirigentes usam do mesmo preceito. Entramos num momento em dizer que a safra está ruim, sofrível, péssima. Qual é??????? Se o samba morreu, porque então nos mobilizamos tanto? Tem pessoas que ainda pensam que o nosso carnaval deve ter a performance dos anos 70 e acham que o que é feito hoje é horrível, sem emoção, sem objetivos e com várias armações. Cada uma.

Postado por:donga | 09/09/2008 17:54:39

A então quer dizer que o samba continua sendo prioridade nas escolas ? É mesmo, diz aí um grande compositor revelado por uma escola de samba nos últimos 10 anosi ? diz aí um grande samba-enredo que tá no boca do povo surgido nos últimos anos ? Pois é, falácia é ficar de boca calada quando se pergunta coisas simples como essa. Pssssiiiiiuuuu, silêncio, porque não tem o que falar. As escolas de samba vivem da glória do passado, daquilo que aconteceu nos anos 70 por exemplo, só pra não fugir da idéia dos companheiros abaixo. É uma tradição carioca que continua arraigada em nós, por isso continuamos acompanhando e torcendo pro engrandecimento do samba e a crítica acontece porque sabemos que se pode ter um espetáculo como se tem hoje com grandes sambas, ninguém aqui é Pamplona pra ficar discutindo o que é tema ou enredo. O que muitos aqui querem é um bom samba e ninguém tá indo contra os profissionais, até porque nos 70, 80, aliás muita gente dos anos 60 tá aí ganhando a vida com o samba, muitos longe das escolas que se resumiram ao carnaval. Mas ganham dinheiro na Lapa, no Cacique (Nova morada do samba). Aliás, sugiro pra esses defensores e baba-ovo de liesas e afins que leiem a letra desse samba cantado pelo Fundo de Quitnal que nos anos 80, senão me engano já dizia que "o samba hoje tem nova morada". Saudosista é o c.... Queremos é samba com ou sem neon, o problema não é o Neon, mas a falta de samba. Mas como o samba há muito, deixou de ser prioridade em Escola de samba, tá valendo."

Pensando nesse assunto, perguntei-me: será que sempre foi assim?  Será que, para  ganhar samba-enredo nas décadas anteriores, precisava-se de tanta torcida, de tantos efeitos tecnológicos na gravação de divulgação, de tanto dinheiro, ou apenas a obra pela obra já bastava?

Lendo todos esses questionamentos, convidei um grande amigo para uma conversa. Com quase 50 anos de Mocidade Independente, e com quase 40 anos como compositor, Tiãozinho da Mocidade foi campeão de 5 sambas-enredo, em 83, 85, 86, 90 e 91. Hoje integra a nossa querida Velha-Guarda. Sempre sorridente, contou um pouco sobre o que pensa a respeito. Abaixo, trechos da conversa:

"Os compositores começaram a enfeitar  muito. Foi ficando interessante, mas, acabaram com o tempo, fazendo com que se prestasse mais atenção no enfeite. Muita parceria que não tinha condições de enfeitar, com o tempo, suas obras não impressionavam mais os jurados. Gravávamos as fitas para divulgar sim, mas era um carinho com o samba, além de que ainda não influenciava para vencer. A obra pela obra era o mais importante. Eu cantava meus sambas. O mundo evoluiu, mudou, e as pessoas não aceitam mais o simples, e como falei, foram enfeitando, colocaram grandes intérpretes para defender na quadra, e hoje, se alguém que não tenha o vozeirão esperado cantar, nem prestam atenção no samba, já julgam que ele não seja bom. Isso é um equívoco.

Pra ganhar se apela pra tudo. A escola que deveria tomar uma atitude, mas isso não acontece, e as pessoas mais humildes ficam de fora. Muitas dessas pessoas, são ótimos compositores. A minha torcida era composta pelos próprios frequentadores da escola, moradores de Padre Miguel, e não de outra comunidade como fazem hoje.

A mídia também não divulga mais o samba-enredo como antes, porque, por pior que seja a obra, as pessoas lembrariam mais. Todo mundo aprende funk, porque toca. Na minha época os sambas tocavam nas rádios, não apenas durante o carnaval. Com isso, sempre acabava caindo na boca do povo, muitas vezes até, no gosto das torcidas de futebol, que cantavam nos estádios, como por exemplo o meu samba de 86 ?pode rogar praga em minha sorte??. Era uma felicidade muito grande. Mas hoje, no baile de carnaval toca-se funk. É muito triste isso.

O bom é que no coração do carioca, o samba tem seu espaço. Pode estar tocando mais aqui, daqui a pouco mais ali, mas sempre estará tocando. Eu observo o modismo das feijoadas nas quadras. Seria uma grande oportunidade de se tocar sambas antigos, mas não, samba-enredo só no fim do dia com a apresentação da bateria. Durante o dia um grupo de pagode ou outra coisa.

Hoje não tem mais ala de compositores, desculpa. Tem uns que ainda tentam sobreviver. Isso porque hoje a vontade de ganhar dinheiro é maior do que a vontade de se ganhar samba. Na minha época fiz dois anos de estágio para conseguir estar apto à entrar para a ala de compositores. Ficávamos fazendo todo ano samba de quadra, até cair no gosto do povo. A partir daí, estávamos pronto. Hoje qualquer um entra pra ala, e se torna compositor de escola de samba. Não quero fazer protesto, mas ?escritório? hoje é uma realidade.

Sei que o samba evoluiu, não sou contra a nada, mas problemas vieram a partir disso. O dinheiro muda as intenções, é triste ver a cultura se perdendo. Em várias agremiações podemos ver batuqueiros e compositores que não são daquela escola em que se encontram. Tem compositor que vence em várias escolas, como pode? Não é que o samba não seja mais prioridade, não está sendo no momento. Há mais um grande equívoco. Outros setores e figuras na escola estão sendo mais importantes.

Acredito que o povo tenha que ter voz também na escolha de seu samba. O samba bom é o que o povo canta. O que é bom fica no ouvido, não adianta. Só cantando o lá laiá já é bom. A idéia da disputa está roubando a alegria do carnaval, e carnaval é alegria."

Com muitos anos de história de experiência, Tiãozinho da Mocidade veio reforçar os comentários dos amigos internautas, Paul e Donga.

A frase que fica para reflexão é a do amigo internauta Donga:"Queremos é samba com ou sem neon, o problema não é o Neon, mas a falta de samba".

* Estou indo novamente para Los Angeles. Domingo, dia 28 de setembro, estarei ao lado de meu amigo Alex de Oliveira, Rei Momo Carioca, desfilando em Long Beach, pela Escola de Samba Sambalá. Vai ser uma emoção diferente, acredito. Retorno para as finais de samba, porque como boa sambista, não poderia perder, não é mesmo?


Comentários
  • Avatar
    28/01/2009 01:28:25THIAGO SODRÃ? TEIXEIRA DE LACERDAAnônimo

    THATIANA PAGUNG, QUE ALEGRIA FALAR COM VOCÃ? MAIS UMA VEZ QUERO DIZER QUE SOU SEU FÃ? Nº 1, QUANDO VOCÃ? ESTÁ SAMBANDO PELA MINHA MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL, O MEU CORAÃ?Ã?O DISPARA DE TANTA FELICIDADE, Ã? MUITO EMOCIONANTE FALAR COM VOCÃ? MAIS UMA VEZ, AGORA AO SOM DE UM SAMBINHA DA MINHA MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL, MAIS UMA VEZ EU VENHO DIZER QUE AQUI EM REALENGO NO BAIRRO DA PIRAQUARA MAIS DO QUE NUNCA SÃ? DÁ THATIANA PAGUNG, MAIS UMA VEZ QUERO DIZER QUE A PARTIR DE HOJE DIA 28/01 A 01:10 OFICIALMENTE EU VOLTO COM FORÃ?A TOTAL A SER UM INTEGRANTE DO FÃ? CLUBE DA THATIANA PAGUNG ENCERRO MAIS ESSA MENSAGEM DIZENDO QUE INDEPENDENTE DO RESULTADO FINAL DO CARNAVAL ESTAREI SEMPRE TORCENDO PELA MINHA MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL E THATIANA PAGUNG VAI ARRASAR NA MARQUÃ?S DE SAPUCAI BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOS E MUITO BOA SORTE NO DESFILE DA MINHA MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL ESSE Ã? O DESEJO TANTO DO TORCEDOR APAIXONADO DA MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL E INTEGRANTE DO FÃ? CLUBE DA THATIANA PAGUNG THIAGO

  • Avatar
    01/10/2008 19:12:16Henrique LombasAnônimo

    Perfeito sua disposiçào textual.Bacana vc ter guardado depoimentos, e em cima deles desenvolver uma discussão,fazendo uma ligaçào com um compositor campeão.Este cuidado demonstrado,só vem enaltecer o texto e a autora.Parabéns,e continue atenta as vozes não escutadas.

  • Avatar
    30/09/2008 22:20:48PenelopeMembro SRZD desde 07/04/2009

    Também acho Mocidade de Coração , a menina é uma excelente representante do cargo , como disse no comentário anterior , só verdadeiros sambistas reverenciam os seus. Parabéns.

  • Avatar
    30/09/2008 20:58:38Sandro MiquimbaAnônimo

    volta rapido que quero te ve no ensaio da mocidade.

  • Avatar
    30/09/2008 02:17:13Mocidade de coracaoMembro SRZD desde 12/11/2010

    Penelope, a Thatiana tb mostra-se ser uma excelente rainha. Sabe bem sobre a historia de sua escola, mostrando aqui mesmo, ao entrevistar Tiaozinho. Frequenta a quadra, sempre presente a tudo e ajudando, samba maravilhosamente bem, e tb toca instrumentos. Poucas sao como elas, infelizmente. Parabens as duas.

  • Avatar
    28/09/2008 12:05:35PenelopeMembro SRZD desde 07/04/2009

    Muito se fala do papel da Rainha de bateria, algumas realmente merecem destaque pelo diferencial e por cumprir bem o papel da qual lhes foi designado, gostaria de ressaltar que a Rainha de bateria Bruna , nas últimas vezes que compareci a São Clemente, já a vi tocando surdo , chocalho, tamborim, até onde pude enxergar, depois fica ali no cantinho da bateria com os seus. Parabéns Bruna você está onde deveria estar.

  • Avatar
    27/09/2008 21:21:30BETINOAnônimo

    Carissíma thatiana.paute sempre com propositos iguais a esse.fale tambem da bateria,da harmonia,das baianas,das passitas,enfim fale de todos os seguimentos da escola.parabens.

  • Avatar
    27/09/2008 05:24:01Willian FazriAnônimo

    Desculpe o recado de baixo,é que me veio a forma mais rápida de enaltecer este belo trabalho desta jovem.Texto e comentários S E N S A C I O N A I S.

  • Avatar
    27/09/2008 05:23:30Willian FazriAnônimo

    Desculpe o recado de baixo,é que me veio a forma mais rápida de enaltecer este belo trabalho desta jovem.Texto e comentários S E N S A C I O N A I S.

  • Avatar
    27/09/2008 05:18:49Willian FazriAnônimo

    100 sá ci o nau.

  • Avatar
    27/09/2008 04:43:34Palhaço TrovadorMembro SRZD desde 07/04/2009

    Julinho di Ojuara, faça o que você sabe fazer de melhor, compor poeta !!! Deixe estas penúrias para sua esposa que e administradora e não sofra , continue fazendo musica.

  • Avatar
    27/09/2008 04:31:35PenelopeMembro SRZD desde 07/04/2009

    Thathiana, este site está realmente me surpreendendo jornalisticamente falando. (Vide meu comentário no blog do Sidney). Mas grata surpresa tive quando vi esta lição de respeito e carinho com o público. Muitos falam da veracidade e a autenticidade dos seus textos neste blog , simplesmente por você ser mulher, bonita , rainha, e etc... mas para mim , a partir de hoje , só pelo respeito e carinho dispensado aos seus leitores, você ganhou menina , uma grande fã. Se tem uma coisa que admiro no ser humano é respeitar quem está ali no dia a dia , seja bom ou ruim, e estes dois personagens Paul e Donga , são inquestionáveis no quesito "amor ao samba" os melhores. Estou realmente muito emocionada e parabéns pela sua abordagem feliz, diga-se de passagem. Só sambistas privilegiam os seus....

  • Avatar
    27/09/2008 04:21:51FELIPE SILVAAnônimo

    (CONTINUAÃ?Ã?O) Quem sai perdendo com tudo isso é a escola e o amante do carnaval, da boa música, que a cada ano que passa, sente mais saudade do passado! [email protected] m Comunidade do Orkut Felipe Silva

  • Avatar
    27/09/2008 04:18:14FELIPE SILVAAnônimo

    (CONTINUAÃ?Ã?O) Quem sai perdendo com tudo isso é a escola e o amante do carnaval, da boa música, que a cada ano que passa, sente mais saudade do passado! [email protected] m Comunidade do Orkut Felipe Silva

  • Avatar
    27/09/2008 04:16:08FELIPE SILVAAnônimo

    VENHO POR MEIO DESTE DEIXAR AQUI AS MINHAS FELICITAÃ?Ã?ES PELO QUE LI NESSA BELA COLUNA! PARABÃ?NS PAGUNG, PARABÃ?NS TIOÃ?O E A TODOS VOCÃ?S QUE ENXERGAM O NOSSO CAOS! ABAIXO SEGUE A MINHA COLUNA DO CADERNO DE CULTURA DA FOLHA ZONA OESTE DO MÃ?S PASSADO! ABRAÃ?OS . SAMBAâ??ENREDO OU GINCANA? Começaram as escolhas dos hinos que representaram suas escolas no carnaval de 2009, e os amantes do bom samba de enredo vivem se perguntando a cada ano que passa: - onde foram parar os belíssimos e marcantes sambas dos bons tempos? O motivo do desaparecimento dos grandes hinos que marcaram o carnaval está nos mínimos detalhes como, por exemplo, o andamento acelerado das baterias, em alguns momentos não se sabe se é samba, marcha ou frevo, os enredos patrocinados também tiraram um pouco da emoção de se cantar um tema vindo do coração que se identifique com a escola, porém mesmo com todo esse contratempo, ainda encontramos uns sambas assim com todo perfil dos antológicos nas disputas, mas ás vezes esses são assinados por humildes compositores que compreenderam o enredo 100%, construíram uma melodia que tem a característica da escola e combina com a levada da bateria, mas que não têm condições de bancar ingressos para uma grande torcida, bebidas e transportes pra toda essa gente, um intérprete no nível de grupo especial para defender sua obra e outras coisas mais... Num passado â??próximoâ? era possível um compositor sozinho participar da disputa de igual pra igual com qualquer um e se o seu samba fosse o melhor pra escola era sagrado o campeão. Hoje, parceria com menos de quatro pra dividir o prejuízo, já começa na desvantagem. â??Samba â?? Enredo ou Gincana?â? O que tem que ser avaliado? O melhor samba ou a melhor torcida? O melhor samba ou compositor mais vezes campeão? O melhor samba ou o que tem o prospecto mais bonito? Quem sai perdendo com tudo isso é a escola e o amante do carnaval, da boa música, que a cada ano que passa, sente

Comentar