SRZD


25/11/2012 15h42

Salgueiro e Estácio de Sá fazem festa no Portelão
Hélio Ricardo Rainho

A Portela abriu novamente suas portas para receber coirmãs nesta sexta-feira, dia 23 de novembro. E o evento fez a madrugada do samba romper a aurora e encerrar de manhã.

A noite era mesmo de festa na Águia. A coordenadora de passistas da azul e branco, Nilce Fran, uma das estrelas da escola, comemorou seu aniversário em um camarote junto com familiares, amigos e comandados. Sempre sorridente, Nilce, que aniversariou na última quarta-feira, não perdeu a oportunidade de levar seus convidados para a quadra de sua escola. A porta-bandeira Rafaela Theodoro, da Imperatriz Leopoldinense, também prestigiou a festa, marcando presença em um camarote onde também estavam Luana Bandeira e Viviane Araújo.

Na abertura das apresentações da noite, o intérprete Gilsinho cantou sambas da Portela que agitaram a quadra. A Portela apresentou, a exemplo da semana anterior, segmentos e a bateria regida pelo mestre Nilo Sérgio. A rainha Patrícia Nery sambava entre ritmistas. Valci Pelé comandava sua tradicional ala de passistas com a maestria peculiar, recebendo muitos aplausos dos presentes. Nilce também comandou o espetáculo portelense, que abriu as portas para a segunda convidada, a Estácio de Sá.

O Berço do Samba levou sua bateria completa e rapidamente seus diretores de harmonia "tingiram" a quadra da Portela de vermelho - prenúncio de que a cor prevaleceria até o fim da noite, por ser o matiz das duas convidadas. O casal de mestre-sala e porta-bandeira Daniel Werneck e Alcione Carvalho deu um show à parte exibindo o "Pavilhão do Amor". Passistas e baianas abrilhantaram a apresentação do Leão, todos muito aplaudidos. Um dos pontos altos da apresentação da escola foi o samba "O Ti-ti-ti do Sapoti", cantado em euforia pela multidão. A bateria do mestre Chuvisco mostrou sua força e contagiou a todos com seu ritmo forte e batida tradicional.

A noite foi encerrada por um grande espetáculo proporcionado pela Acadêmicos do Salgueiro. Mestre Marcão entrou em cena com a "Furiosa" por volta das 3 da manhã e o samba continuou pegando fogo. Ao som de seus sambas, a escola fez uma apresentação diversificada, com baianas e passistas trocando de figurino de acordo com as músicas. Um inusitado balé afro e encenações performáticas foram apresentados especificamente para os sambas "Candaces" e "Tambor", todos com performances da Ala do Maculelê, dirigida por Carlinhos do Salgueiro, o coreógrafo que já virou referência da escola e de trabalhos originais no carnaval carioca. Carlinhos se superou: desfilou com vários trajes de passista, fantasiou-se de King Kong e deu seu show à parte sambando e comandando o espetáculo. Na sequência executada pelos "maculelês" para o samba "Tambor", a performance dos bailarinos - com contorcionismos e muita expressão mesclando samba, dança afro e dança contemporânea impressionou até mesmo quem já conhecia o trabalho do grupo. O Salgueiro deu seu recado e mostrou que a Tijuca tem gabarito para levar seus trunfos a Madureira e abrilhantar o território conhecido como "Capital do Samba". A rainha de bateria Viviane Araújo participou de todo o show, interagindo com ritmistas, passistas e dando um show à parte.

Outro destaque da Academia do Samba foi o intérprete Leonardo Bessa, que, além de brilhar cantando os sambas da escola, interagiu muito com os presentes, esbanjando simpatia e contagiando a todos.

Já ao amanhecer, todos saíram extasiados e felizes. Foi mais uma noite de gala em que uma grande anfitriã foi devidamente prestigiada por suas honrosas coirmãs.

Veja fotos da festa:

Leia também:

- 'Vou levar duas surpresas para a Avenida', garante Márcio Moura



Comentários
  • Avatar
    28/11/2012 15:11:32Mauricio SantosMembro SRZD desde 01/02/2011

    Muito bonita a união entre as escolas.

  • Avatar
    25/11/2012 21:01:09Ricardo José EmilianoMembro SRZD desde 05/03/2010

    Linda festa!!!!!!!!!!!!!!!!

Comentar