SRZD



Claudio Russo

Claudio Russo

Formação em História pela Uerj e pós em História da África. Há 22 anos compõe sambas-enredo, conseguindo algumas vitórias neste espaço de tempo. Desde 2009, faz sambas para Nenê da Vila Matilde, em São Paulo.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



18/01/2013 15h45

Alô, povão! Agora é Sério!
Cláudio Russo

Os cavaleiros do apocalipse de plantão a cada dia fazem ressoar as suas trombetas trazendo o anuncio de maus agouros ao carnaval, e o grande vilão desta história parece ser a escassez de recursos ou em alguns casos a má gestão deles e por último quando a falta de recursos não é o problema e sim a sua liberação tardia demais para organização de um barracão em condições de brigar por título, Quem vai à cidade do samba comenta que teremos um carnaval fraco e pobre, que tudo indica para um desfile sem brilho, e eu pergunto isso aqui é o que? Qual é a razão disso tudo? Pelo que me consta ainda que metralhada por invenções e reinvenções sem propósito a razão de tudo é a Escola de Samba!

Todo ano é assim, alguns mais outros menos, e aumentou muito após o advento da cidade do samba. Prenúncios, projeções e previsões estouram a cada momento fazendo aumentar as expectativas que na maioria das vezes caem por terra. O reflexo disto é o surgimento de mais e mais comentários nos fóruns especializados e nas redes sociais. Quem nunca sonhou comentar ou criar um tópico de que a sua escola de coração está com um barracão imbatível.

O problema é que os quesitos ligados integralmente ao visual são apenas dois: Alegorias-adereços e fantasias, com reflexo direto em mais dois: Comissão de frente e conjunto, mais as previsões levam em conta substancialmente estes quesitos visuais, esquecendo-se por completamente o chão da escola, Quem decide ou pelo menos deveria decidir.

Outro fator relevante a ser analisado é a possibilidade da volta à normalidade financeira. Nos últimos anos os custos na produção das escolas de samba aumentaram vertiginosamente, estima-se que este ano chegue à dezena de milhões e com isso a chance das contas não fecharem é mais do que real.
Acho que as avaliações e os comentários do período pré-carnavalesco devem ser levados em consideração, mas nem tanto ao céu, nem tanto a terra... Pode ser sim neste ano um carnaval mais difícil, porém não acredito que seja um carnaval tão pobre e sem brilho a ponto de ser esquecido, além do mais a preparação das escolas levando-se em conta a qualidade de acabamento, pode acabar a um mês do carnaval ou no dia do desfile.

Quem sabe teremos o melhor carnaval dos últimos anos, com maior equilíbrio de forças e fundamentalmente com a redenção do samba e o resgate do sambista de verdade, menos modeletes, musas ou projetos de estrelas sob as luzes da televisão e mais passistas, mais comunidade e acima de tudo como diz o grande samba da terra de Noel, esperar a consagração, pois de noite vai ter cantoria que está chegando o povo do samba...

O samba vai levantar poeira... E honrar o legado deixado pela turma do Estacio capitaneada por Ismael; fazer valer a luta de quem enfrentou a policia a fim de desfilar sua expressão cultural como a gente humilde da estrada do Portela, de Paulo e Natal, tão bem representada até hoje pela velha guarda e poetizar como os herdeiros do Bloco dos Arengueiros que tantos frutos deram na Estação Primeira de Mangueira, mas não tire o seu sorriso do caminho... E se o começo da revolução visual no carnaval se deu pelos Acadêmicos no Salgueiro e ganhou força em Nilópolis encabeçada pelo gênio de Joãosinho Trinta e anos depois se engrandeceu valorizando-se a comunidade da Beija Flor tão bem direcionada por Laila, está na hora de uma reviravolta para privilegiarmos o batuque que Ginga iô iô, ginga ia iá.

Habemus Carnavale... E que todo sambista saiba que a sua escola quando lhe entrega a fantasia não está sendo de graça, nem doada, ela está sendo trocada por sua alegria, seu suor e sua vontade de cantar alto e em bom som o samba enredo, não é caro, mas cabe comprometimento do puro sangue Azul e Branco... Verde, Rosa, Vermelho, Preto e Amarelo... Pois como bem diz o grande interprete Nêgo: Alô, povão! Agora é sério!

Leia também:

- São Clemente e Fábio Ricardo


Veja mais sobre:Carnaval 2013

Comentários
  • Avatar
    03/02/2013 17:55:27PAULO CÃ?SAR OLIVEIRAMembro SRZD desde 11/10/2009

    Prezado Claudio Russo: fica então tudo esclarecido. Continuo achando que "cavaleiros do apocalipse" é uma expressão que remete ora a um tom de ironia crítica que não condiz com o que muitos (não todos) estão colocando nas redes sociais e na mídia, especialmente em relação a agremiações tradicionais de cujo nome não preciso falar aqui. Ficam desfeitos os malentendidos e que o samba vença, sempre, e que os malfeitores tenham o destino que lhes cabe: a justiça. Abraços.

  • Avatar
    22/01/2013 10:50:34Claudino MarquesMembro SRZD desde 07/07/2011

    Caro amigo cunanins, texto muito inteligente, só acho que a verba deveria ser igual para todas as Escolas de Samba, e como já falaram o carnaval seria ganho na criatividade e comunidade. Escolas como Vila Isabel, Beija Flor, Salgueiro, Unidos da Tijuca e Mocidade, já sairiam na frente. Grande Abraço Marques

  • Avatar
    21/01/2013 20:44:52Quinha da portelaMembro SRZD desde 28/01/2012

    Ã? meu caro Cláudio,no dia que as escolas de samba se derem conta que o carnaval do Rio depende delas,que os turistas só vem por conta delas e no dia que elas disserem que não terá desfile no ano tal,elas verão a sua força.Acabei de chegar de um curso que fiz na França e o que se escuta lá é só sobre o carnaval do Rio de Janeiro,o samba está mais em evidência do que o futebol.A Rede Globo e a Prefeitura nadam em rios de dinheiro nessa época e o que repassam prás escolas é só uma gota daquilo que eles faturam em poucos dias.A LIESA ou é cega ou está levando por fora,porque organizar isso que ela chama de carnaval é uma piada:alguns enredos horrendos,alguns sambas de baixo nível,ás escolas apresentam de tudo,menos samba.O componente não brinca maios ,agora é tudo coreografádo,tudo igualzinho,comissão de frente cada vez se teatralizando mais,compositores cada vez queimando mais a mufa prá poder criar uma obra que preste,coração rimando com caminhão e por ai vai...Ou paramos de ficar olhando pro próprio umbigo ou gritamos para que o carnaval do Rio não morra,pois já está no CTI.Saudações Portelenses,Valeu.!!!

  • Avatar
    19/01/2013 21:45:16uanderson de aquinoMembro SRZD desde 04/12/2009

    Como foi comentado por alguns participantes, a preocupação existente referente a preparação dos desfiles são validas sim. As pessoas que pagam, e caro pelos ingressos, querem ver espetáculo, não escolas com alegorias simples, dignas de intendente Magalhães ou pior, com carros se desmontando na avenida. Isso não e cena do carnaval mais famoso do mundo. Se as coisas estão a esse ponto e graças à má administração dos recursos. Com tudo que o orçamento hoje seja alto, em uma entrevista ao O Globo, Laila informa que a Beija Flor não gastará menos de 10 milhões de reais. Ainda assim, nesta mesma entrevista, ele diz que todas as escolas de samba receberão, somando direito de imagem na TV, venda de ingressos e CD, 5 milhões de reais. A falta de transparência e seriedade que tem administrado as escolas de samba, caso isso não seja revisto, poderá acabar com a beleza do nosso carnaval e faze-lo virar uma bagunça assim como hoje e nosso futebol, com times falidos, sem estrutura que somente Deus explica como um deles conseguiu ser campeão do Brasil! Leiam a entrevista com Laila em: oglobo.globo.com/carnaval-2013/laila-d a-beija-flor-diz-que-escolas-de-samba-es tao-em-crise-7070161

  • Avatar
    19/01/2013 20:53:07Cláudia BauerMembro SRZD desde 19/01/2013

    Vi no youtube uma entrevista com o carnavalesco Alexandre Louzada e ele disse que, na opinião dele (e concordo com ele), que o patrocínio do carnaval deveria ser institucional como é no futebol. Assim, todas as escolas teriam mais ou menos o mesmo recurso. Agora quanto a esse pessimismo que realmente está instalado nas pessoas, acho besteira. Vi um comentarista deste site falando que o Salgueiro está com o andamento bem adiantado, sendo que todos os anos é assim. Isso não quer dizer nada, até pq os dois últimos anos o Salgueiro perdeu vários pontos na evolução justamente pq não conseguiam colocar algumas peças nos carros alegóricos.

  • Avatar
    19/01/2013 17:34:29Robson do Nascimento RochaMembro SRZD desde 30/08/2009

    Na minha humilde opinião acredito que regras para os desfiles das escolas de samba deveriam ser alterados para que todas tivessem o mesmo recurso financeiro um teto maximo para investir,assim poderiamos ver realmente qual escola seria a mais criativa, mais animada. Poderiamos valorizar mais o "chão", o canto, o sambar, a alegria, isso sim é carnaval!!!

  • Avatar
    19/01/2013 17:00:27Claudio RussoMembro SRZD desde 25/05/2011

    Caro Paulo César Oliveira sábias palavras, concordo em número, gênero e grau em relação a fiscalização por parte do MP, dinheiro público envolvido necessita de transparência, o que não existe em sua dissertação é conexão com o meu texto, o que venho esclarecer é que no periodo pré carnavalesco de 2013 o que mais se fala é em nível baixa de qualidade nos barracões e o pessimismo instalado. Pois bem, carnaval é festa, mas o carnaval das escolas de samba nasceu da luta, do samba no pé e da inspiração de sambistas, elementos alieniginas foram pouco a pouco inscorporados ao desfile, isso pode ser tudo menos samba. Também deixei claro a minha contrariedade em relação aos altos custos dos últimos carnavais. não estou aqui para passar panos quentes, nem jogar para galera, eu sei que sua revolta, pode ser a minha revolta, só é necessária fundamentar isso com aquilo. Grande abraço, Claudio Russo. Obs: Pode ser bastante construtivo para você, Paulo e os outros leitores, e acho que poucas pessoas sabem, mas a área que hoje ficam as frizas foi criada inicialmente como um local popular, algo como foi a geral no maracanã e como alguem percebeu a possibilidade de ganhar dinheiro deixou-se o povo de fora e ficaram as frisas e seus altos valores.

  • Avatar
    19/01/2013 16:47:43PortelenseAntenadoMembro SRZD desde 10/01/2010

    Sem valorizar os "desastres dos aspectos modernosos", destacou o "providencial" pra o "resgate fortalecedor" do evento: "o quesito gente". Bravo!

  • Avatar
    19/01/2013 15:22:05PAULO CÃ?SAR OLIVEIRAMembro SRZD desde 11/10/2009

    Prezado Cláudio Russo; discordo veementemente de seu artigo. Cavaleiros do Apocalipse? Pessimistas de plantão? Caso não saiba, o carnaval é coisa séria, como o título do seu artigo erroneamente nos levou a acreditar. Carnaval é coisa séria sim, pois se trata de dinheiro público! Quem quer ver chão vai participar do dia a dia das escolas, nas quadras, ensaio técnico, ensaio de rua etc. Quem paga o ingresso quer ver um show minimamente produzido e não amadorismos. O Ministério Público não faz concessões, nem a Escolas de Samba, muito menos. O papel dele é fiscalizar a lei. Esse proselitismo seu só serve para os malintencionados que desviam verbas, não pagam funcionários e usam o dinheiro que arrecadam nas quadras sabe-se lá para quê (ou seja, a gente até sabe). Ã? muito lindinho falar de "chão", esquecendo o que ocorre nas agremiações, repito, com VERBA PÃ?BLICA. Isso sem contar os patrocínios. Se há dinheiro para as escolas, é para elas que devemos levá-lo, e de forma transparente, com a imprensa, o Ministério Público, Governo do Estado e Prefeitura fiscalizando. O resto, sim, é com as escolas: o chão, a alegria, o bom samba etc. E já é muito. Ou queremos que os componentes, além de sambar na avenida, sambem também na desfaçatez com que essas verbas são utilizadas?

  • Avatar
    19/01/2013 13:28:29Claudio RussoMembro SRZD desde 25/05/2011

    Caro Antonio em nenhum momento esqueço do Imperio Serrano, o fato de citar outras escolas não tira o valor da serrinha. mas vale lembrar que respeito tanto o Império, sua história e seus grandes nome que fiz um texto somente em homenagem a Silas de Oliveira seu maior compositor, o maior de todos os tempos, grande abraço e obrigado pela participação. Claudio Russo.

  • Avatar
    19/01/2013 13:14:10AntonioMembro SRZD desde 28/06/2011

    Vc escreveu muitíssimo bem: Mas no final so rende homenagens a Portela Mangueira Salgueiro e beija Flor .. Onde anda o Império nessa tua avaliação.... Esqueceu Silas, Mano Décio, Beto sem braço ?? A serrinha ajudou em muito isto que está ai, que vcs afirmam ser o melhor do samba. Cai na real, toda vez que se falar em escola de samba, o Império não pode ser esquecido......

  • Avatar
    19/01/2013 10:15:10Claudio RussoMembro SRZD desde 25/05/2011

    Amigos e o pior é que as contas não fecham nunca, S Gonçalo ninguem faz uma cocada sem o fruto do coqueiro, e assim é, com rarissimas excessões, com o samba enredo, sem um grande enredo não fazemos magia, tentamos fazer milagre mas... grande abraço Claudio Russo

  • Avatar
    19/01/2013 10:11:51Claudio RussoMembro SRZD desde 25/05/2011

    Amigos é sempre mais e as contas não fecham, S Gonçalo ninguem faz uma cocada sem o fruto do coqueiro e assim é, com rarissimas excessões, com o samba enredo sem um grande enredo não se faz magia.

  • Avatar
    19/01/2013 02:19:12S.GonçaloMembro SRZD desde 17/07/2011

    Além disso temos o problema dos péssimos enredos e sambas enredo esse ano de 2013, não é só alegorias, adereços, comissão que estão prejudicados, assim fica dificil, infelizmente.

  • Avatar
    18/01/2013 21:47:55Flavio Maia CustodioMembro SRZD desde 18/01/2013

    Cláudio, Texto perfeito! De fato já li alguma coisa que o carnaval 2013 está prometendo... para menos. O que realmente me preocupa é aonde isso vai parar? Precisa de tanto dinheiro para fazer um desfile? Ã? sempre mais, é sempre mais, é sempre mais... Assim, num futuro nem tão distante, ficará inviável fazer um desfile de escola de samba Abraço, Flávio

Comentar