SRZD


08/03/2013 01h43

Bruno é condenado a 22 anos e 3 meses de prisão por morte de Eliza Samudio
Redação SRZD

Foto: Marcelo Albert/TJMGA sentença do goleiro Bruno Fernandes foi conhecida na madrugada desta sexta-feira no Fórum de Contagem (MG). O jogador foi condenado a 22 anos e 3 meses de reclusão por todos os crimes que foi acusado no caso da morte de Eliza Samudio, que aconteceu em 2010. A ex-mulher de Bruno, Dayanne Rodrigues, foi inocentada.

Por quatro votos a três, o júri popular, formado por cinco mulheres e dois homens, condenou Bruno pelos crimes de homicídio triplamente qualificado de Eliza, ocultação de cadáver, sequestro e cárcere privado dela e do filho Bruninho. Pelo mesmo placar, os jurados inocentaram Dayanne dos crimes de sequestro e cárcere privado do menino.

Dos 22 anos e 3 meses de pena, 17 anos e 6 meses - referentes a homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima) -, terão que ser cumpridos em regime fechado. Os outros 3 anos e 3 meses - por sequestro e cárcere privado -, além de 1 ano e 6 meses - por ocultação de cadáver - poderão ser cumpridos em regime aberto.

 "As consequências do homicídio foram graves, eis que a vítima deixou órfã uma criança de apenas quatro meses de vida. As consequências quanto ao crime de sequestro da criança são igualmente desfavoráveis, eis que, no primeiro dia do crime ficou, inclusive privada da companhia de sua mãe que tinha sido agredida na cabeça", disse a juíza Marixa Fabiane, em sua sentença.

Foto: Marcelo Albert/TJMG

Inicialmente, Bruno seria condenado a 20 anos pelo assassinato da ex-amante, mas por ter confessado a participação no crime, a pena foi reduizida em mais de 2 anos. A estratégia da defesa do ex-atleta foi pedir um novo interrogatório, para que sua pena diminuísse.

A defesa acredita que ele ficará preso por cerca de três anos, porque já está preso desde 2010, há 2 anos e 8 meses no total. A promotoria afirmou esperar que a pena fosse maior, e prometeu recorrer para aumentar o tempo de prisão do goleiro.

"A promotoria de justiça esperava um somatório de penas que tangenciasse 28 a 30 anos", disse o promotor Henry Wagner.

Pessoa fria, violenta e dissimulada

Durante a sentença, a juíza Marixa Fabiane afirmou que Bruno "demonstrou ser pessoa fria, violenta e dissimulada", e que "sua personalidade é desvirtuada e foge dos padrões mínimos de normalidade". Segundo a magistrada, "o réu tem incutido na sua personalidade uma total subversão dos valores". 

Marixa classificou a execução de Eliza Samuduio como meticulosamente arquitetada. "O desenrolar do crime de homicídio conta com detalhes sórdidos e demonstração de absoluta impiedade", disse na sentença.

Bruno pediu que não fossem feitas imagens dele durante a sentença, que só contou com áudio da juíza Marixa Fabiane. 

* Atualizada às 8h46

Leia também:

- Leia na íntegra a sentença do julgamento do ex-goleiro Bruno 


Veja mais sobre:Caso Eliza Samudio

Comentários
  • Avatar
    08/03/2013 08:59:57RosaAnônimo

    Absurdo esta pena!!!! A juíza foi tão bem na condução do processo e ERROU na DOSIMETRIA!!! Dentro de pouco tempo este psicopata estará em liberdade. Depois de planejar um crime macabro deste. Se a Eliza tivesse um pai de verdade faria justiça com as próprias mãos. Imagine, se fizessem picadinho da sua filha? E depois tivessem uma peninha desta? Tinha que envelhecer na cadeia!!!!!!!

  • Avatar
    08/03/2013 08:21:57MarcelaAnônimo

    Foi uma sentença bem aplicada e ao meu ver deveria ter dado mais alguns anos, uma pessoa matar uma mulher por um motivo fútil, so por não querer pagar a pensão do filho, ele poderia ter pensado nisso antes de fazer e ter usado o preservativo, agora depois que ta feito tem que assumir. Espero que ele cumpra realmente a pena e não saia daqui uns "aninhos".

  • Avatar
    08/03/2013 02:10:37Maria Aparecida PerezMembro SRZD desde 05/09/2014

    Esse é o presente que merecemos pelo Dia Internacional da Mulher.Que a justiça seja feita e que ele pague pelo crime que cometeu.Vidas femininas foram ceifadas sem o menor escrúpulo por homens deliberadamente mal intencionados.Que a justiça seja feita e que Deus nos afaste de inescrupulosos como esse.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.