SRZD


25/03/2013 11h28

'O Carnaval paulistano perdeu sua originalidade', diz Hernane Siqueira
Redação SRZD

Foto: Acervo Pessoal - Hernane SiqueiraContabilizando em seu currículo trabalhos por várias escolas de samba, entre elas, Acadêmicos do Tucuruvi, Flor de Vila Dalila, Unidos de São Lucas, Acadêmicos do Tatuapé, Império de Casa Verde, Unidos do Peruche, Camisa Verde e Branco, Unidos de Vila Maria e Tom Maior, ele se consolidou como um grande conhecedor dos bastidores dos barracões das escolas de samba e consequentemente do maior espetáculo cultural do planeta.

Além de atuar como carnavalesco, fundou recentemente a escola de samba Imperadores do Samba em Santa Catarina, cidade em que foi bi-campeão ao assinar o desfile da Vale Samba.

Em sua trajetória, atuou como aderecista na Imperatriz Leopoldinense e ministrou diversas palestras e cursos sobre o Carnaval em vários estados do Brasil.

Formado em jornalismo, natural de Pernambuco e residente em São Paulo desde 1993, o artista plástico e autodidata Hernane Siqueira, concedeu entrevista especial ao SRZD-Carnaval/SP.

Entre os diversos assuntos abordados na entrevista, o irreverente e polêmico artista faz um balanço do Carnaval de 2013 alerta sobre as mudanças ocorridas nos últimos anos nos desfiles das escolas de samba de São Paulo.

Leia na íntegra:

Foto: Acervo Pessoal - Hernane SiqueiraSRZD-Carnaval/SP - Qual a sua análise do Carnaval paulistano de 2013?

Hernane Siqueira: Se olharemos as primeiras colocadas, com exceção a Rosas de Ouro que veio infinitamente rica, todas as escolas fizeram espetáculos a altura do que receberam de verba, nada a mais do que tava programado e posso apostar que ainda ficaram com algo no caixa para dar início ao Carnaval de 2014. Dragões da Real foi a grande surpresa do ano. A Águia de Ouro foi a campeã dos jurados com o meu amigo Cebola que depois de fazer tantos anos aqui já pegou o estilo paulistano de fazer Carnaval. A Nenê de Vila Matilde resgatou seu tradicionalismo ao fazer um belo desfile e a Vai-Vai cometeu erros que
acabaram comprometendo sua apresentação. O molde de Carnaval "com importação" para a Bela Vista não funciona. A Saracura tem por slogan ser a "escola do povo" e deve sempre buscar a manutenção de suas tradições. Sobre a Mocidade Alegre, foi a campeã de direito.

SRZD-Carnaval/SP - Como você observa o Carnaval de São Paulo na atualidade?

Hernane Siqueira: O Carnaval paulistano passa por uma série de tranformações, muitas positivas, no que diz respeito ao lado comercial, pois proporcionam um crescimento num todo do espetáculo (fantasias, alegorias e mídia), e as negativas como samba mecânico, marcheado e acima de tudo copiado aos moldes do tradicional Carnaval Carioca, que por sua vez busca resgatar o seu molde tradicional, ao inverso do nosso. Por exemplo: veja a Vila Isabel que este ano, trouxe o simples, o criativo e a evolução de brincar o Carnaval e foi campeã quase que absoluta em todos os quesitos. Enquanto aqui, a moda e ter o Rio de Janeiro em todos os setores do desfile (luxo exarcebado, falta de criatividade e originalidade e acima de tudo um Carnaval com um estilo importação). Que escolas mantém suas tradicionais batucadas? Acredito que três no máximo, outras seguiram o "modelo Mestre Odilon" de tocar e afinar seus instrumentos, bem como ordenar os mesmos. Até dez anos atras o Carnaval paulistano ainda tinha seu jeito de ser.

Foto: Acervo Pessoal - Hernane SiqueiraSRZD-Carnaval/SP - Qual a relação que você observa entre o Carnaval do Rio de Janeiro e São Paulo?

Hernane Siqueira: Estamos sempre na questão comparativa com o Rio de Janeiro, o que talvez os nossos novos dirigentes não saibam, até por que boa parte deles são bem novos no segmento, é que estamos sempre há pelo menos quinze anos atrás do Rio. Fazer um carro mexer, soltar fumaça e colocar luz em alegoria não quer dizer que é lindo e maravilhoso. Onde está a química que indentifica o folião com o desfile? Onde está o desfile despojado e as escolas que realmente tem comunidade? Hoje virou moda frequentar escola de samba. A Mocidade Alegre vai contra tudo isso e consegue êxito. Esse modelo coreográfico  de desfilar em fila semelhante a um desfile de sete de setembro em que as pessoas se movimentam de um lado para o outro, bate na palma da mão, se curva e se mexe no refrão saiu de cena este ano no Rio de Janeiro mas virou padrão em São Paulo. É entediante ver nossas escolas desfilar com medo de fazer o diferente. Por exemplo, a bateria tem sempre que entrar entre as alas 3 e 4, a escola só pode ter 22 alas no máximo e a fila indiana não pode deixar de existir. Agora analisem, pagar uma fantasia para que você nem possa evoluir, sambar e acima de tudo, fazer jus a data momesca, não é entediante? Por isso essa renovação a todo ano de desfilantes, pois 70 % que desfilam preferem gastar seu dinheiro na praia, salvo exceções.

SRZD-Carnaval/SP - Você acredita que o foco dos desfiles não está mais nos desfilantes?

Hernane Siqueira: Hoje, muitas escolas começaram a voltar a investir em suas comunidades, doando fantasias para os seus integrantes. Modelo antigo, tradicional, e que resgata ter um torcedor com bandeira. O turismo é importante, mas onde fica o samba? Salvo exceções, a maior preocupação atual é: quanto vamos ganhar na bilheteria, patrocinadores e televisão?

SRZD-Carnaval/SP - De quem é a culpa desta perda de identidade e existe uma solução para reverter este quadro?

Hernane Siqueira: A culpa é cópia do estilo carioca usado a quinze anos atrás, pois hoje o Rio resgata sua comunidade e os tradicionais ensaios populares de rua. Para reverter esse quadro é preciso que os dirigentes olhem para as suas comunidades e façam a doação daquilo que é recebido de graça, revertendo e investindo assim no espetáculo. Essa continua sendo a velha e boa fórmula de grandes Carnavais.

SRZD-Carnaval/SP - Qual a sua opinião sobre os enredos patrocinados?

Hernane Siqueira: Se eles não atrapalharem a viagem do carnavalesco, não vejo por que não tê-los. Hoje é muito caro colocar um Carnaval na avenida e apoiadores e patrocinadores são importantes.


Comentários
  • Avatar
    20/02/2016 15:56:39Lisarb Rio de JaneiroMembro SRZD desde 20/02/2016

    ORIGINALIDADE ISSO E UMA COPIA DESCARADA DO RIO DE JANEIRO VOCES NAO TEM NADA DE ORIGINAL UNICO ESTADO DO BRASIL SEM CULTURA TODOS OS ESTADOS VRASILEIROS TEM MUSICA TIPICA COMIDA TIPICA DANCA TIPICA VOCES SAO OS UNICPS NO BRASIL QUE EM 550 ANOS NAO CRIARAM NADA SO SABEM COPIAR ESSA CIDADE E UMA GRANDE FARSA .

  • Avatar
    07/04/2013 21:22:47uanderson de aquinoMembro SRZD desde 04/12/2009

    Não querendo entrar em uma discussão que não me compete, faço apenas uma observação no trecho descrito pelo comentarista Cleber:"pq o Rio de Jneiro depende de um marketing que são paulo não depende sampa sem carnaval é umas das metropoles mais importantes do mundo o Rio sem o marketing turistico não caminha ....". Acho assim, São Paulo e Rio de Janeiro são cidades diferentes, em vários aspectos, principalmente em relação a economia e cultura. São Paulo e a maior economia do Brasil, se fosse um País, no continente americano ficaria atrás apenas dos EUA e o Canadá. Para São Paulo, o carnaval e os desfiles das escolas de samba, e apenas mais um evento, assim como tantos outros que ocorrem por ai. Por isso no pre carnaval, por exemplo, os ensaios técnicos das escolas paulistanas não lotam o sambódromo como no Rio. O Rio de Janeiro, e um estado que possui um importante parque industrial, e a 2ª maior economia do País. Mas o forte e o setor de serviços, e o turismo. Isso não é de agora, a cidade do Rio a muito tempo possui esta vocação, por isso ate hoje apesar de tudo que o Rio ja passou, continua sendo a cidade mais conhecida do Brasil lá fora, e no caso do carnaval, neste contexto incluo as escolas de samba e seus desfiles e parte da cultura marcante daqui, e como o axé para os baianos, ou o frevo para os pernambucanos. Por isso, no carnaval, o sambódromo lota nos ensaios técnicos, pois e um programa de final de semana, o cara sai do trabalho e vai para o sambódromo como diversão, ate porque e de graça, e o desfile do grupo de acesso com muitas escolas desfilando ate sem fantasia consegue lotar. São estados diferentes, cidades com modos de vida completamente diferentes, São Paulo tem seu ritmo, sua cara, assim como o Rio de Janeiro. Torço pelo carnaval paulistano e que continuem sua caminhada de sucesso. Saudações de Padre Miguel!

  • Avatar
    28/03/2013 12:04:13fabio tucci teodosioMembro SRZD desde 01/08/2009

    Vamos Lá... Em resumo as palavras servem com um Alerta!! Perfeito a colocação dele, com propriedade e conhecimento de causa ele declara seu amor ao carnaval de São Paulo... Quem viu seu desfile sobre o Pará no Tatuapé, Leandro de Itaquera e seus 25 anos,Nho Jõa na Imperio de Casa Verde , Guerreiros no Camisa Verde, Peruche e seu Quilombro...entre outros grandes classicos de sua carreira ..sabe o quanto alem de desenvolver uma plastica impar envolveu sua comunidade no enredo .. Essa é a grande essencia que falta ,envolvimento dos 4000 folioes de uma agremiação, liberdade,criatividade e samba no pé...

  • Avatar
    28/03/2013 00:54:59antonio carlosMembro SRZD desde 14/06/2012

    O Hernane EM PARTE tem razão em resumo de seu texto dizer que o carnaval de São Paulo "corre" atrás do Ro. Já foi mais mais. Hoje é bem menos. Há uns dez anos atrás foi muito copiado. Hoje são carnavais relatvamente independentes apesar da apelação de enredos patrocinados que ocorre tanto lá como cá. A beleza e luxo que antes era gritante hoje se equiparam por igual; sendo que as alegorias grandiosas daqui ( que é uma caracteristica positiva do nosso carnval ) dão show nas de lá. Agora em relação a competivdade, crescimento e principalmente justiça nos julgamentos São Paulo mesmo não tendo um sambódromo grandioso no final é muito mais profissional. Aqui não tem proteção, peso de pavlhão. Nada . Ã? julgamento do que for apresentado seja qual escola for. No Rio o peso da bandeira é considerado no julgamento tornando a disputa desigual p/ as escolas mais novas que ficam sem nehuma chance e quando sobem mesmo desfilando melhor que as antigas caem 100% no ano seguinnte. Neste aspecto S. Paulo dá show e contribui p/ o crescimento mais rápido de seu carnaval. que se renova com escolas que surgem do nada, sagram-se campeãs e forçam as antigas a não se acomodarem; o que infelizmente não acontece no Rio. Enfim parabens ao carnaval brasilero e as escolas do Ro e de S. Paulo.

  • Avatar
    26/03/2013 22:31:35cleberMembro SRZD desde 26/03/2013

    Entendi ta parecendo um pouco de auto promoção isso aqui, e quando a discução vira debate ai não é legal. mais tranquilo respeito todos os pensamentos e isso é importante para a mudança ou concretização da opnião. primeiro precisamos ser pra analisar quem não é forte abraço !

  • Avatar
    26/03/2013 21:39:13HernaneMembro SRZD desde 18/02/2010

    Querido Cleber, não entendi a citação "só atrapalha que o caso do Hernane !"

  • Avatar
    26/03/2013 21:30:56cleberMembro SRZD desde 26/03/2013

    Nossa que comparação bizonha " Rio de janeiro em desfile de escola de samba é equivalente a Paris para a moda " rsrsrs a parceiro na boa vc tem seu pensamento ngm aqui odeia o Rio não pelo contarraio varios idolos meus são de lá só acho que o samba se perdeu em todos os locais como disse no post anterior, são paulo não é um lixo que esta 15 anos atrás e nem os caras só acertam em tudo que fazem não é pq o Seu Nene foi atrás do Rio pra fazer carnaval que aqui não tem seu valor se fosse assim a ingleterra seria penta campeã do mundo e não o Brasil pois quem e inventou e nos incinaram futebol foram eles então não tem nada a ver isso a minha opnião é que os 2 carnavais são voltados para marketing, dinheiro, ou vc acha que o presidente do rio quie foi preso ta ai pra cultura popular do brasil ta nada vão falar do Boni agora isso enriquece o que a sua, a minha cultura o objetivo de lá e aqui são os mesmos.

  • Avatar
    26/03/2013 18:31:35cleberMembro SRZD desde 26/03/2013

    Cara mais quando o carnaval rio ta ruim ! isso vc não nunca vai ouvir ! pq o Rio de Jneiro depende de um marketing que são paulo não depende sampa sem carnaval é umas das metropoles mais importantes do mundo o Rio sem o marketing turistico não caminha .... exemplo vc sitou o Jesus da beija flor leandro de Itaquera foi a primeira a sair com duas baterias vc sabia ? então a mangueira saiu esse ano e olha a dimensão que tomou como se vc inédito isso foi feita aqui a 10 anos atrás isso responde a sua pergunta do pq da fama do cristo !como eu disse anteriormente flamengo, maracana copacabana sempre vai ser assim....e outra valoriza o seu independente da sua insatisfação valoriza da onde vc veio pq só assim vai parar isso que vc ta falando entende ? se vc critica e indeusa o Rio cada vez o carnaval vai buscar ser o rio, se vc valoriza o seu cada vez mais são paulo cresce e se torna forte agora se quem ta aqui só trabalhou aqui fez a vida aqui e ta falando isso, só atrapalha que o caso do Hernane !

  • Avatar
    26/03/2013 15:25:11cleberMembro SRZD desde 26/03/2013

    Rock in Rio, Boni, Celebridades,Alemanha lá sempre tudo é bom e compreendido quando os carros dos caras eram luxo eles eram os melhores pq eram luxo agora o luxo maior ta aqui mais eles são melhores pq estão resgatando.....para isso é balela o samba se perdeu em todos os lugares que há samba grupos de pagode , compositores só pensam em media, quantas Rainhas de Bateria do Rio são da Comunidade e não são artistas ? isso é em todo o lugar o carnaval se foi em todos os lugares !

  • Avatar
    26/03/2013 11:31:06JulioMembro SRZD desde 20/02/2011

    Tommas, disse tudo, carnaval de SP, é apenas botar alegorias gigantescas, eu digo mais, alegorias gigantescas, com enredos toscos.

  • Avatar
    26/03/2013 11:14:52HernaneMembro SRZD desde 18/02/2010

    Segue letra do Samba Citado.... Vejam só O jeito que o samba ficou (e sambou) Nosso povão ficou fora da jogada Nem lugar na arquibancada Ele tem mais pra ficar Abram espaço nesta pista E por favor não insistam Em saber quem vem aí O mestre-sala foi parar em outra escola Carregado por cartolas Do poder de quem dá mais E o puxador vendeu seu passe novamente Quem diria, minha gente Vejam o que o dinheiro faz Ã? fantástico Virou Hollywood isso aqui (isso aqui) Luzes, câmeras e som (bis) Mil artistas na Sapucaí Mas o show tem que continuar E muita gente ainda pode faturar "Rambo-sitores", mente artificial Hoje o samba é dirigido com sabor comercial Carnavalescos e destaques vaidosos Dirigentes poderosos criam tanta confusão E o samba vai perdendo a tradição (bis)

  • Avatar
    26/03/2013 11:13:45HernaneMembro SRZD desde 18/02/2010

    Irreverente * correção....

  • Avatar
    26/03/2013 11:13:06HernaneMembro SRZD desde 18/02/2010

    Obrigado Tommas, somos conhecedores dessa Opera Popular chamada Escola de Samba" alguns dizem Carnaval".....Vejo que como eu Observastes bem todo esse contexto que envolve hoje essa estrutura. Alguns dizem que falta Paixão em nosso Carnaval, Até concordo se isso for comparativo a Paixão Carioca pelo Samba, mas se olharmos temos Grandes personagens neste cenário, Grandes nomes e Escolas que junto as Tradicionais Escolas Cariocas fizeram História também... A São Clemente , "escola dita como Elite da Zona Sul Carioca" sempre levou enredos Fantásticos e inrreverentes e que nos faziam a pensar sobre esse efeito Mercantil do Samba, Em 1990, com um Belo Enredo e Samba, ela fez um retrato atual do que ainda acontece. há 23 anos atrás.." Vejam só o Jeito que o Samba ficou...."

  • Avatar
    26/03/2013 09:42:31TommasMembro SRZD desde 07/07/2011

    Ele está certíssimo. Aqui em São Paulo fazer carnaval grandioso é fazer carro de 14 metros de altura. O abre alas do Salgueiro no "Tambor" tinha 9 metros de altura, e ainda sim causou um senhor impacto. Como diz a Rosa Magalhães, quando questionada sobre o tamanho de seus carros: " Até que me provem o contrário, é desfile de escola de samba e não concurso da alegoria mais alta. Acho que o nosso carnaval hoje virou só isso, concurso da alegoria mais alta. De resto, desde o inicio da história do nosso carnaval, como tá lá na biografia do seu Nenê, fomos lá no Rio buscar TUDO, até hoje fazemos isso, e ainda assim falamos mal deles o tempo todo. Agora eles conseguem levar 50 mil em um ensaio técnico, debaixo de chuva como vi esse ano pessoalmente em ensaio da Vila e Salgueiro, que não tinha alegoria algum, fantasia alguma. Mesmo com fantasia pobres e com carros capengas lotam seu desfile de acesso, em um sambódromo com o dobro da capacidade da nossa. Tem alguma coisa maior que leva eles ao sambódromo, que carros alegóricos enormes, que pelo visto é o que atrai o povo daqui. Eles inventaram isso tudo que eu amo, e se reinventam até hoje, enquanto nós seguimos presos a um conceito equivocado de grandiosidade. E ainda ficamos apenas diminuindo o grande trabalho deles. Só que se não houvesse o pioneirismo deles não teriamos , nem sambódramo, nem subvenção da prefeitura, que eles tem desde a década de 40, e nem fabrica do samba. Eu tiro o chapéu pra você Hernane, pois foi contra a corrente, e parou de tapar o sol com a peneira!

  • Avatar
    26/03/2013 09:10:54HernaneMembro SRZD desde 18/02/2010

    Bom DIa, Galera do Samba e Amigos. to Feliz com os Comentários sobre nosso Carnaval. Quero dizer as vezes temos que nos posicionar sim perante as coisas nas quais nos diz respeito, nosso Samba Paulistano. Ã? uma pena que pessoas desinformadas como o Senhor Carlos Chapelle, que acho que tem algum Problema pessoal comigo, não o conheço e o mesmo já mostrou que não digno de minha Amizade. Barroca Zona Sul Esta de coração aberto a todos que de alguma forma esta pronto a Colaborar com esta grande Agremiação...Acredito que por não conhecer nem a si próprio não deveria colocar opiniões que não as conhece. Sou Amigo e Continuo sendo uma pessoa muito bem vinda em nossa Verde e Rosa, pois ate onde eu pude ajudar o Fiz... vamos continuar galera discutindo as questões que realmente tem haver com o nosso samba, com certeza muitos que leem vossos comentários podem de alguma forma pensar e repensar novos passos...

Comentar