SRZD



Julio César

Julio César

Ganhou projeção ao descobrir beldades e formatar um grande espetáculo de Carnaval. Após anos de dedicação na formação de grandes musas, se tornou um dos principais empresários de shows ligados ao Carnaval e recebeu título de mulatólogo (descobridor de passistas).

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



09/04/2013 00h17

Diego Silva: grande revelação entre os novos mestres de bateria
Julio César

Foto: Fabio RobustelliQuando resolvi escrever aqui no SRZD-Carnaval/SP, o objetivo inicial era mostrar as grandes rainhas e musas que demonstram através de seus pés o verdadeiro samba que nasce na alma de uma passista.

Mas atrás de uma grande rainha, vem uma legião de pessoas. Uma delas, é o mestre de bateria, figura essencial para o desenvolvimento do seu samba, pois é ele que comanda o ritmo alucinante que torna a dança da passista uma arte.
 
São Paulo, assim como na cidade do Rio de Janeiro, consagrou vários mestres de bateria, dentre o mais renomados, Mestre Tadeu que comanda há quarenta anos a bateria da tradicional Vai-Vai, Mestre Sombra, que está a frente da bateria da Mocidade alegre há dez anos, Mestre Juca, símbolo no comando da batucada da Águia de Ouro nos últimos vinte um anos, entre outros.

Falar desses profissionais ou de qualquer outro mestre que está no grupo especial de São Paulo, seria tarefa fácil, pois todos são profissionais de primeiríssima qualidade, unanimidades e exemplos a serem seguidos por novos diretores. Chegar no grupo de elite do samba paulistano, não é missão fácil e permanecer por longos anos, é ainda mais difícil.

Numa dessas minhas visitas para descobrir novas mulatas para shows de Carnaval, conheci, há cerca de três anos,  um jovem talento de apenas vinte anos que comandava a bateria de uma escola do Grupo 1, desfile organizado pela União das Escolas de Samba Paulistanas, Uesp.

Acostumado com baterias do grupo especial, confesso que fiquei impressionado com a maneira com que aquele rapaz conduzia tudo. O ritmo era contagiante e seu trabalho tinha qualidade. Senti naquele momento, como se estivesse vendo o que vejo nas grandes rainhas, um brilho diferente de talento e vocação.

Seu nome, Diego Silva. Tem apenas vinte e três anos de idade. Estreou como mestre de bateria da Estrela Terceiro Milênio, agremiação que faz parte do grupo de acesso. Em 2008, quando tinha apenas dezoito anos, estreou e recebeu a nota máxima dos jurados.

Sem sombra de dúvidas estamos diante de um jovem talento que não demorará muito a brilhar no grupo especial de São Paulo.

Para saber um pouco mais sobre a trajetória e o trabalho do mestre Diego Silva, confira a entrevista na íntegra:

Foto: Fabio Robustelli

Julio César - SRZD: Como foi seu primeiro contato com a batucada?

Mestre Diego: Eu conheci a musica aos catorze anos de idade em um projeto de percussão na escola publica em que me formei. E neste projeto os instrumentos eram reciclados. Usávamos caixa de papelão, lata de tinta, latinha com arroz e baquetas caseiras. Depois de um ano no projeto, ganhamos instrumentos novos, vieram novos profissionais e estudei até me tornar educador.

Julio César - SRZD: Você entrou para bateria? Como se tornou mestre?

Mestre Diego: Conheci a Estrela do Terceiro Milênio através deste curso em 2006 e o educador deste projeto foi quem me apresentou a escola. Hoje ele faz parte da diretoria da minha bateria. Comecei tocando surdo de segunda, no ano seguinte toquei caixa. Aos poucos fui ganhando espaço na escola. Assumi a bateria no dia do desfile no ano de 2008 aos meus dezoito anos de idade. Neste ano fomos campeões e a bateria trouxe a nota máxima. Neste Carnaval o atual mestre havia desistido do trabalho na semana do desfile e a diretoria me confiou o cargo. Foi ai que comecei a condução a frente da bateria e um trabalho de mudar as características da mesma.

Julio César - SRZD: Qual a maior dificuldade encontrada no início de sua trajetória como comandante da bateria da Estrela do Terceiro Milênio?

Mestre Diego: Minha bateria é formada por 65% de jovens de doze a dezoito anos. A equipe de diretores de bateria também é jovem, a faixa etária é de dezoito a vinta e sete anos. Um lado bem positivo de trabalhar com equipe jovem é que consigo mais versatilidade e facilita bastante a parte de criação e inovação. A maior dificuldade foi a questão do preconceito, alguns ritmistas mais velhos  não aceitavam meus ensinamentos por eu ser mais novo que eles. Mas isso foi contornado e hoje todos me respeitam.

Julio César - SRZD: Eu vejo em seu trabalho atual a mesma disciplina de trabalhos realizados por grandes mestres. Como você consegue isso?

Mestre Diego: Venho aprimorando meus conhecimentos com estudos em conjunto de alguns músicos, percussionistas, mestres de baterias de outras escolas e acompanhando as tendências dos Carnavais.

Julio César - SRZD: Como sobrevive um mestre de bateria? A escola paga salário ou busca recursos em outra profissão?

Mestre Diego: Trabalho com Vendedor Técnico no ramo de Automação Industrial e almejo este ano voltar a faculdade, concluir o curso de engenharia. E também continuar estudando musica.

Júlio César - SRZD: Assim como outros mestres, você deve ter seus objetivos. Quais são seus principais neste momento?

Mestre Diego: O meu objetivo é levar a escola ao grupo especial e trazer a nota. Almejo também o prêmio de melhor bateria do grupo de acesso.

Júlio César - SRZD: Você se inspira ou inspirou em alguém para compor o seu trabalho?

Mestre Diego: Eu me inspiro nas tendências e evoluções dos Carnavais. Neste ano a composição das bossas foram feitas em conjunto com meus diretores de bateria. Diferente dos anos anteriores, quando eu fazia este trabalho de criação sozinho. Acho mais produtivo e funcional dividir essa responsabilidade com eles, pois, assim eu estimulo minha equipe e acaba sendo mais gratificante ainda o resultado.

Julio César - SRZD: O que você acha indispensável em uma bateria de escola de samba?

Mestre Diego: Todos sabem que cada bateria tem sua característica, então, não pode faltar inovação, criação e a bateria usar o seu poder de dar ênfase no samba-enredo, mostrando sua identidade. Isso faz com que automaticamente a comunidade e público no dia do desfile interajam facilmente com toda a escola.

Foto: Fabio RobustelliJulio César - SRZD: Você acha justa a forma de julgamento atual do quesito bateria?

Mestre Diego: Acredito que a tendência seja um julgamento cada vez mais justo, pois a Liga das Escolas de Samba de São Paulo apresentou este ano um projeto que visa mais transparência e clareza para todos os quesitos, ficando mais claro o que se julga e o que não se julga. Além de que este ano o curso de jurados este mais estruturado com materiais, reuniões com os mestres e o responsável pelo curso (Baggio) e até foi formada uma bateria base no Anhembi para que os jurados pudessem entender melhor os pontos de uma bateria. Isso contribui no meu crescimento, pois, dessa forma sei qual o caminho devo tomar e o que posso levar de proposta para avenida.
 
Julio César - SRZD: Tive a oportunidade de convidar você para alguns trabalhos e o que mais me chamou atenção foi a postura e disciplina de seus ritmistas. Como consegue manter esta linha?

Mestre Diego: Minha bateria é formada por grande parte de jovens e muitos deles são meus amigos fora da escola. Apesar de que na atualidade as proporções de jovens que iniciam com a bebida cedo estarem crescendo, meu grupo é bem disciplinado. Eu tento mostrar diariamente a eles que precisamos mostrar responsabilidade, que existe um contrato a ser honrado e que uma falha como essa comprometerá uma próxima contratação, que existe um compromisso a ser cumprido com o contratante e com a escola também. Levo este aprendizado não só para a bateria show e sim para todo o grupo, pois, não se pode desfilar desconcentrado e muito menos alcoolizado porque isso certamente comprometerá o trabalho feito o ano todo e o resultado final.

Julio César - SRZD: O que é uma bateria nota 10 para você e a qual mestre merece este conceito?

Mestre Diego: Bateria nota 10 é para mim é a que dá sustentação para o canto da escola e da ênfase no samba enredo com bossas, breques ou passagens. Uma bateria disciplinada, unida, que serve de exemplo, estímulo e de orgulho para a comunidade. Um mestre nota 10 é o meu grande amigo Mestre Carlão, que vem conseguindo juntar todos estes ingredientes essenciais citados acima em seu trabalho.

Julio César - SRZD: Deixe uma mensagem para aqueles ritmistas que estão começando agora.

Mestre Diego: Eu diria que é necessário ter perseverança, pé no chão e que esteja sempre com a consciência limpa de que fez o seu melhor com as condições que lhe foi dada. E que o importante é o projeto, o trabalho que está sendo desenvolvido e que o resultado disso muitas vezes é de médio a longo prazo. E uma boa sorte.

* Crédito das Fotos: Fabio Robustelli


Comentários
  • Avatar
    20/04/2013 11:43:35Aline RodriguesMembro SRZD desde 11/04/2013

    ', Suspeita a falar né, Diego te admiro muito, como mestre, como amigo e principalmente como pessoa, é difícil você encontrar pessoas dispostas a te apoiar, a te direcionar, a insistir no seu potencial, mesmo que você não acredite, você acreditou em mim, assim como acredita em todos que passam por você nessa bateria, você ensinou a muitos que hoje ensinam a nós, novos ritmistas. Caráter, honra, força de vontade, ousadia, fé, AMOR, elementos que você esbanja quando se trata do seu maior talento, ser Líder, líder de uma legião de pessoas que buscam a felicidade com o mesmo ideal que o seu e se cada soubesse os sacrifícios que você faz para estar ali, certamente sentiriam-se honrados e não perderiam um segundo se quer de uma explicação sua. Mestre da Bateria e Mestre na Vida, você é merecedor desse império que você criou, você é merecedor de todo reconhecimento, muita força, muita luz, muita saúde para que você esteja ali nos guiando na vida do samba. Estaremos sempre Juntos família Pegada da Coruja sem você não é família'

  • Avatar
    16/04/2013 15:23:58Fernando BaggioMembro SRZD desde 13/04/2013

    Parabéns ao Mestre Diego e a Estrela do Terceiro Milênio por acreditar nele! Eu acompanho o trabalho dele e posso dizer que cresce muito a cada ano, assim como a escola toda! Parabéns pelo trabalho sério! Abraço!

  • Avatar
    16/04/2013 00:13:38Paula RobertaMembro SRZD desde 15/04/2013

    Não faço parte da escola sou da comunidade. E um orgulho ter a Terceiro Milênio no meu Grajaú. E mais ainda ter uma pessoa tão talento como o mestre Diego. Que nesses anos acompanhei o respeito que todos tem por ele. Devido a sua dedicação e comprometimento. Acredito que nada aconteça em vão isto deve ser o reconhecimento do seu talento. Que esta matéria seja a primeira de muitas nesta sua trajetória. Que Deus te abençoe com muitas vitorias e conquistas!

  • Avatar
    15/04/2013 13:15:47Ágata Pamela SilvaMembro SRZD desde 15/04/2013

    ACREDITO SER UM POUCO SUSPEITA EM CITAR ALGO SOBRE VOCÃ?... JÁ QUE DESDE O COMEÃ?O SEMPRE FUI MUITO BEM RECEBIDA E INCLUSIVE ATÃ? DE CERTA FORMA ENSINADA E DISCIPLINADA POR VOCÃ?, MESMO SABENDO QUE ATUAMOS EM ÁREAS UM POUCO DISTINTAS, MAS QUE COM CERTEZA SE COMPLETAM PARA NOSSO RESULTADO FINAL... ACREDITO QUE NÃ?O SOMENTE SEJA MERECIDO QUAISQUER QUE SEJA O RECONHECIMENTO A VOCÃ? E A NOSSA BATERIA, BEM COMO Ã? MAIS QUE JUSTO QUE ISSO SEJA RESSALTADO E ELEVADO. EU FICO CADA VEZ MAIS GRATA EM SABER QUE POSSO COMPARTILHAR DE APRENDIZADOS COM VOCÃ? E PRINCIPALMENTE POSSO CONSEGUIR AGREGAR VALORES NO QUE SE TRATA DO NOSSO TRABALHO. POR HORA EU SÃ? TENHO A LHE PARABENIZAR, E LHE AGRADECER PELO TRABALHO PROPOSTO AO NOSSO PAVILHÃ?O, E PRINCIPALMENTE A NOSSA COMUNIDADE. PARABÃ?NS MESTRE, E QUE CADA UM DESSES COMENTÁRIOS AQUI POSTADOS SIRVA DE ALICERCE E DEGRAU PARA QUE A CADA ANO SEJA MELHORADO AQUILO QUE AINDA PODE, E APERFEIÃ?OADO AQUILO QUE JÁ ESTA NO QUE PRECISA.

  • Avatar
    15/04/2013 10:59:04Tais DantasMembro SRZD desde 15/04/2013

    Realmente ,,, nunca tinha ido a um ensaio de escola de samba, e quando fui na escola de samba terceiro milênio fiquei encantada, é uma alegria que se espalha , uma energia maravilhosa, já gostava de samba , mas agora eu amo!!! E torço muito muito pra escola!!! Parabens mestre Diego Silva e toda equipe da Terceiro milênio!!!

  • Avatar
    15/04/2013 00:50:22Manoel DuarteMembro SRZD desde 15/04/2013

    DEUS ABENÃ?OA QUEM MERECE E VC COM CERTEZA Ã? UM DESSES ABENÃ?OADO PARABENS MEU IRMÃ?O QUE ESSA BATERIA BRILHE MUITO AO SEU COMANDO PQ O BOM MESTRE NÃ?O Ã? AQUELA QUE GRITA AOS SEUS COMANDADOS E SIM AQUELE QUE COM UM SIMPLES GESTO OU OLHAR FAZ COM QUE TODOS ENTENDAM OS SEUS COMANDOS ,SUCESSO NA SUA VIDA E NA SUA CARREIRA UM GRANDE ABRAÃ?O

  • Avatar
    14/04/2013 23:48:24Ruiva CarvalhoMembro SRZD desde 14/04/2013

    Fiquei muito feliz por vc mestre Diego,voce um mestre maravilhoso,tem foco,e merece cada dia mais brilhar....continue assim que vai chegar em todos os seus objetivos...e deus que sempre aponta a estrela que tem que brilhar...rsrs..parabens mestre voce merece tudo isso e muito mais... Por esta a frente da bateria e a cada carnaval mostra o seu talento..Que deus continue te abençoando...bjoss ....QUE FASE HEM..KKKKl..lembra....

  • Avatar
    14/04/2013 21:56:13FATIMA MORAESMembro SRZD desde 14/04/2013

    Grande Mestre Diego, e com muito orgulho e satisfação poder falar de um Mestre de Bateria como vc, pois a maior alegria e ver o povo todo ensaiando com satisfação na escola Estrela do Terceiro Milênio, e vendo Mestre Diego ensaiando a galera com: dedicação e respeito à todos, sua matéria fala tudo, não pode faltar Inovação e criação, e com certeza vc mostra tudo isto, Parabéns, e estamos com saudades dos ensaios, contamos nos dedos para houvir "Pegada da Coruja" vc, vais longe pois estara sempre brilhando, grande mestre e grande ser humano.

  • Avatar
    14/04/2013 19:24:23Andre MoraesMembro SRZD desde 14/04/2013

    Mestre diego ....... e mto bom fazer parte da sua bateria e principalmente da sua evolução ....pois e uma bateria que nos recebe de braços abertos e com mto carinho e dedicação ....!! pois tenho certeza que issu sera apenas o começo de um grande caminho de mto brilhos......! parabens ... pegada da coruja

  • Avatar
    14/04/2013 00:03:10Rosana GenizeMembro SRZD desde 11/02/2013

    Apenas uma ponta da estrela que tem muito mais a brilhar! Parabéns Mestre... Isso e apenas o começo, vc ainda tem uma linda trajetória, vai brilhar ainda mais. Estou sempre na torcida!!!!!

  • Avatar
    13/04/2013 22:26:39Jefferson GomesMembro SRZD desde 13/04/2013

    Grande Mestre Diego! Tenho orgulho em fazer parte da Estrela da Terceiro Milênio, e orgulho dessa bateria Pegada da Coruja! "Sou Grajaú, vou te enlouquecer... Milênio é raça, é a razão do meu viver!"

  • Avatar
    13/04/2013 21:52:36Simone GenizeMembro SRZD desde 13/04/2013

    Em minha humilde opinião, um mestre sensacional, bateria nota 10, fui em alguns ensaios da terceiro milênio, e realmente sem palavras!!! Contagiante.

  • Avatar
    11/04/2013 18:20:57Bruno BorgesMembro SRZD desde 11/04/2013

    Diego Silva, um grande mestre de bateria que conheci em alguns eventos com Julio César, tem uma grande importância dentro da escola, porem algumas pessoas não focam muito nesta grande função e responsabilidade que o mestre possui ! parabéns a este grande mestre no qual tive a honra de trabalhar. Muito sucesso e prosperidade neste trabalho que apresenta, pois ser um metre como Diego...é para poucos ! Bruno Borges.

  • Avatar
    11/04/2013 15:48:28FabioMembro SRZD desde 11/04/2013

    O Mestre de bateria tem grande importância dentro da escola de samba e às vezes a mídia só olha para quem está a sua frente, â??A rainha da bateriaâ?. Achei muito interessante Julio César mesmo tendo seu comprometimento com as rainhas olhar para figura do mestre de bateria com a importância que tem dentro da instituição carnaval. Vou mais além, diante de tantos nomes fortes e consagrados como mestre no grupo especial de São Paulo, ele deu méritos a todos, pois realmente são grandes gênios e exaltou Diego que vem fazendo um trabalho brilhante junto há Terceiro Milênio e talvez Julio foi à primeira pessoa que soube olhar para este trabalho e valorizá-lo da forma que ele merecia. A comunidade quer ser valorizada, reconhecida, e os mestres de baterias, por terem a sua frente muita vezes uma famosa ou não, são esquecidos ou tidos como meros coadjuvantes. Julio você é genial, esta é a matéria que mais gostei pela valorização que você deu bateria mostrando que não é só a rainha que contribui com a escola, por trás dela tem uma legião de pessoas que também devem ter seu reconhecimento.

  • Avatar
    11/04/2013 13:46:25Gabriel FélixMembro SRZD desde 11/04/2013

    Sou carioca, moro no Rio de Janeiro, mas tive a oportunidade de conhecer o carnaval de São Paulo através do trabalho do Julio César que ultrapassa fronteiras. Aqui no Rio, os mestres são mais velhos, geralmente, mais de 30 anos, acredito que São Paulo também. Quando vi um rapaz tão jovem conduzindo tudo, achei muito estranho, mais me surpreendeu porque além de ritmo contagiante que ele faz sua bateria tocar, ele consegue administrar tudo muito bem e tem o respeito de todos os seus ritmistas.Bom, se ele conseguiu chegar na Well Brasil que já levou até as melhores passistas do rio para seu elenco, realmente ele é bom, pois não conheço outro grupo que faça isso de forma tão especial. Parabéns Diego, parabéns Julio César, pela matéria e por seu trabalho, nunca vi tamanho arquivo de shows carnavalesco como vejo no seu álbum de fotos no facebook, qualidade e profissionalismo a altura de qualquer outro trabalho aqui no Rio. SRDZ está de parabéns pelas matérias no decorrer do ano, assim vamos conhecendo ainda mais quem são os grandes artistas que fazem carnaval o ano inteiro.

Comentar