SRZD


12/04/2013 17h39

'O projeto do Império Serrano para 2014 me motivou', diz Clóvis Pê
Patrícia Raposo

foto:reprodução de internet

Após aprender na prática ao lado do saudoso intérprete Jamelão na Estação Primeira de Mangueira, e defender por 6 anos os vocais da Mocidade Alegre, de São Paulo, Clóvis Pê está pronto para entoar o samba-enredo do Império Serrno, na Marquês de Sapucaí, em 2014.

Em conversa com o SRZD-Carnaval, Clóvis afirmou que está pronto para o novo desafio.

"Minha passagem pela Mocidade Alegre foi muito importante, conquistamos 3 campeonatos e 2 vices, mas foi um ciclo que se encerrou. Estou com novos projetos, faculdade, família e o convite do Império me motivou", explicou o intérprete.

"Assim que deixei a Mocidade recebi a proposta do Império Serrano e de outras duas escolas também. Mas o projeto grandioso ao qual o Império está se dedicando e os esforços incansáveis que o presidente Átila está fazendo para fazer um grande desfile em 2014, foram pontos que me motivaram a integrar a equipe", completou.

Clóvis Pê, que também é compositor, revelou que não pretende se envolver com a disputa de sambas da verde e branca do Morro da Serrinha.

"Eu sou compositor mas na agremiação que trabalho como intérprete, não participo. É um desgaste muito grande. Estou no Império Serrano para cantar o samba-enredo da escola", avaliou.

O intérprete está empolgado com o novo caminho que vai trilhar.

"Cheguei no Império Serrano para participar dessa equipe e comunidade que são extremamente apaixonantes. Vou me doar ao máximo para que, em 2014, respeitando todas as co-irmãs, conquistemos nosso objetivo de retornar ao Grupo Especial", finalizou.

Neste Carnaval, Clóvis Pê foi apoio dos intérpretes Emerson Dias e Nêgo no desfile da Grande Rio.

Leia também:

- Clóvis Pê deixa a Mocidade Alegre



Comentários
Comentar