SRZD


27/04/2013 14h34

'Jamais mataria alguém', diz Bola em interrogatório do Caso Bruno
Redação SRZD

Foto: DivulgaçãoO réu Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, acusado de matar Eliza Samudio e de ocultar o corpo dela, afirmou durante seu interrogatório no júri popular, na manhã deste sábado, que jamais mataria alguém e muito menos receberia dinheiro por isso.

Bola respondeu às perguntas da juíza Marixa Fabiane Rodrigues Lopes, do promotor Henry Wagner e do advogado Ércio Quaresma, mas se recusou a responder à pergunta da assistente de acusação Maria Lúcia Borges, advogada de Sônia Moura, mãe de Eliza.

O réu declarou ainda, durante julgamento iniciado no começo da madrugada deste sábado, que é inocente e está preso há três anos injustamente. Quando o interrogatório foi retomado, pela manhã, Bola voltou a negar o assasinato e falou das dificuldades que sua família enfrentam após sua prisão, disse que nunca respondeu a qualquer inquérito ou processo e chorou várias vezes, duas delas ao ver fotos de seus cães e da casa onde sua família mora.

Leia também:

- Promotor e advogado se xingam no quarto dia de julgamento de Bola



Comentários
  • Avatar
    27/04/2013 20:44:39almanaque do robertoAnônimo

    A primeira do ranking - Levantamento aponta que Santa Catarina tem 40% dos detentos que trabalham. Santa Catarina é o estado com maior número de detentos trabalhando, conforme dados do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Mas o primeiro lugar faz parte de um cenário problemático. Apenas 20% dos 111.909 encarcerados do Brasil têm a oportunidade de trabalhar. A melhoria deste índice depende da sociedade civil que pode contratar presidiários e, em troca, obter vantagens econômicas. O ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESTÁ EM Ã?LTIMO NO RANKING NACIONAL.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.