SRZD



Carlos Molinari

Carlos Molinari

FUTRJ - FUTEBOL DOS TIMES PEQUENOS. Jornalista da TV Brasil e historiador, nascido e criado no bairro de Bangu, onde conheceu sua grande paixão: o tradicional Bangu Atlético Clube. É autor de três livros: "Nós é que somos banguenses", "Almanaque do Bangu" e "A História das Copas". Pesquisador da história do futebol carioca e atento às notícias dos times do Rio, especialmente aqueles que estão fora da grande mídia. Hoje, apesar de trabalhar em Brasília, acompanha cada detalhe do Campeonato Carioca e da Copa Rio, torcendo sempre para que os pequenos "Davis" derrotem os quatro grandes "Golias". Neste blog, iremos dar palpites, especular, criticar, alfinetar as arbitragens (sempre tão prejudiciais aos nossos clubes) e abrir um canal de diálogo com os fanáticos pelo Madureira, Olaria, Bangu, América, Bonsucesso, Volta Redonda, Goytacaz, Resende, Americano, Friburguense, Portuguesa...

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



29/04/2013 14h42

Ninguém torce por eles
Redação SRZD

Foto: Divulgação

Resende e Volta Redonda não deram nem para a saída diante de Botafogo e Fluminense. As duas goleadas sofridas foram justas e demonstraram que, quando os "grandes" querem realmente se empenhar, em partida que vale alguma coisa, o abismo técnico entre os clubes é cada vez maior.

O técnico Cairo Lima, ao meu ver, abusou de errar. Quis mexer demais na equipe após a eliminação para o Avaí e colocou em campo um ataque que, normalmente, não faz gols. Josiel e Sassá podem ter sido salvadores diante de Madureira e Quissamã, mas não iriam conseguir se sobressair diante do Fluminense.

Com a "genial" inspiração que só os treinadores têm, Cairo Lima deixou Frontini no banco até os 20 minutos do 2º tempo. O ex-argentino só entrou no lugar de Josiel quando não havia mais jeito.

Porém, nem Josiel, nem Sassá foram tão mal quanto o zagueiro Leonardo Luís. O camisa 3 do Voltaço foi uma negação. Quase entregou um gol um minuto após o time levar o primeiro, ao perder uma bola na sua própria intermediária. Depois, no 2º tempo, ainda perdeu o tempo da jogada e viu Rayner encobrir Gatti. Para sua sorte, a bola foi fora.

Mas nem mesmo a má atuação de Leonardo Luís foi tão notada quanto à ausência de público nesses dois jogos semifinais. Botafogo x Resende levou 4.402 pagantes no sábado. Fluminense x Volta Redonda foi ainda pior: apenas 3.983 ingressos foram vendidos. Para efeitos de comparação, na 2ª Divisão do Rio, sem qualquer apelo da mídia, o América colocou 2.000 pessoas no estádio de Édson Passos...

A solução de dividir o Raulino de Oliveira entre as torcidas, ofertando 7 mil ingressos para cada uma delas se tornou um fiasco. O Volta Redonda deixou imensos clarões no seu espaço. A torcida da cidade não abraçou o time nesta hora. E olha que, Volta Redonda tem mais de 260 mil habitantes...

O público pequeno nas semifinais pode ser pela ausência de clássicos, pode ser pelo fato de os jogos serem no interior, o que determinou um total desinteresse pela Taça Rio de 2013.

Ao mesmo tempo, recebo um comentário sob o pseudônimo de "Vermelhão", dizendo que o Bonsucesso - campeão da Taça Santos Dumont - também não tem torcedores para comemorar seu título. Um bairro com mais de 160 mil habitantes merecia que muitos deles se preocupassem com os destinos do clube local.

Mas, pelo que tenho visto, só existem três clubes que realmente possuem torcedores entre os "pequenos": América, Goytacaz e Bangu.

O restante, como diz a tese do meu amigo e historiador Raymundo Quadros (torcedor único do São Cristóvão), deixou de ir nos jogos a partir do momento em que construíram o Maracanã, afastando de vez os adeptos dos clubes de bairro, que se desinteressaram de acompanhar de perto seus times.

A partir de 1950, então, tornou-se raro ver quem defenda ardorosamente as cores do Madureira, do Olaria, do Bonsucesso ou do São Cristóvão. Curiosamente, nos anos 80 e 90, cheguei a ver torcedores do Campo Grande... Hoje creio que não há mais esta espécie entre nós.

Leia também:

- Comemora torcida do Bonsuça!



Comentários
  • Avatar
    01/05/2013 16:45:00Humberto CostaAnônimo

    molinari, eu nao concordo com a sua tese e digo mais o CAMPO GRANDE AC tem mais torcida que o BANGU AC.

  • Avatar
    30/04/2013 01:11:56fatima nascimentoMembro SRZD desde 12/04/2013

    Molinari, se só o América, Goytacaz e Bangu tem torcida, me explica como 482 pagantes (572 presentes) saíram da leopoldina e da região dos lagos pra ir na Zona Oeste do Rio ver bonsuça x cabofriense? como 308 pagantes (448 presentes, se deixassem ser na bariri, perto dos 2 times, seriam bem mais gente) saem da ilha e da leopoldina pra verem bonsuça x lusa?

  • Avatar
    30/04/2013 01:01:06fatima nascimentoMembro SRZD desde 12/04/2013

    a Tv Globo impede os grandes de jogarem na bariri, em eduardo guinle, saquarema, mesmo qd ela nao transmite o jogo em rede nacional. os times tradicionais (america, bangu, olaria, madureira, bonsucesso, portuguesa, s cristovao e c grande) tem longa historia, e por isso ainda tem torcidas. ja os novissimos boavista, macaé, caxias, n iguaçu, audax, esses nao tem torcida. os interioranos (exceto os de Campos) sempre preferiram os times cariocas, mesmo quando o cariocao era só pros "cariocas", e até hoje, nao tem torcida. uma sugestao é permitir q o olaria, o bonsucesso recebam sim os grandes: se nao tiver cabine de radio e TV, entao a globo nao transmita; se nao tiver refletor bom no estadio, nao joguem a noite; se os bombeiros liberam apenas metade da capacidade, vendam metade da carga de ingressos, mas nao matem a torcida bairrista! pela tradiçao no futebol carioca!

  • Avatar
    29/04/2013 20:47:57João BatistaAnônimo

    Mais um ano perdido. Sem dulvida o Molinari esta coberto de razão ,contra fatos não existe argumento, a maior derrota do Voltaço foi a ausência da sua torcida, e o Resende varias vezes fui la assistir jogo do nosso Bangu e sempre tinha mais gente torcendo pelo Alvirubro que pelo Resende ,reconheço que somente os três mencionados pelo Colunista possuem torcida propria , mesmo maltratados pelas diretorias ridiculas as torcidas de Bangu, America e Goitacás sobrevivem e pena que nossos times nunca ajudam Ex o America na hora de vencer com mais de 2000 pessoas perde em casa para a Cabofriense . Agora como que a torcida do Bangu pode ser motivada a ir aos jogos se nosso time é compostos com rara exeção por jogadores medicres e ainda desinteressados ? Esta mais que na hora deste quadro começar a ser mudado pois a torcida não merece isto avante Bangu.

  • Avatar
    29/04/2013 19:38:47Paulo/ BrasiliaAnônimo

    Ja falei, este molinari devia comentar briga de galo, pois de futebol alem de ser tendencioso e mau informado. MECAO SEMPRE

  • Avatar
    29/04/2013 17:08:05Fábio ZimmermanAnônimo

    PARABENS MOLINARI pela sua ótima cronica, esta de agora! Está coberto de razão! Times de cidade e bairro NÃ?O TÃ?M TORCIDA! São torcedores de aluguel! O cara torce para um dos "quatro todo-poderosos" mas, mora na tal cidade ou no tal bairro, aí quando o time da cidade que ele mora ou do bairro vai jogar contra outros times (que não o time verdadeiro dele, é claro), ele se "traveste" de torcedor do time da cidade! Isso é a famosa "Torcida de Aluguel"! Eu sou torcedor do América meeeesssmooo!!! Não tenho outro time!! O que mais vejo é torcedor de aluguel se entregar! Na semifinal um cara que estava na torcida da Portuguesa confessou que era vascaindo.... EL! EL! EL! Torcida de aluguel!

  • Avatar
    29/04/2013 16:54:31Fábio LabreAnônimo

    Infelizmente a Diretoria do Bangu não valoriza o torcedor do clube, o Bangu era para estar sempre disputando uma semifinal mas infelizmente por falta de planejamento e vergonha na cara de alguns dirigigentes o Bangu joga apenas 15 jogos este ano, não fazem boa contratações, tiram jogos contra os grandes de Moça bonita e ainda escolhem em disputar um Copa do Brasil com um time tão medíocre que acaba sendo pior do que um tal de Betim que foi eliminado na segunda divisão di futebol mineiro. Falta competência pelo lado dos dirigentes do Bangu e vontade de recolocar o Bangu novamente em um campeonato Brasileiro. O Bangu tem uma torcida de chegada, quando chega a uma decisão o Bairro todo abraça, vejamos a semifinal do ano passado que colocamos 4.000 torcedores no engenhão, imagina se o Bangu chegar perto de uma decisão de Brasileiro novamente seja até mesmo em uma séri D. Mas para isso a Diretoria tem que abraçar o torcedor, divulgando, fazendo promoções e chamando o torcedor e não expulsando. VERGONHA ESSA ADMINISTRAÃ?Ã?O do Bangu.

  • Avatar
    29/04/2013 15:49:51WernerAnônimo

    Eu lhe tenho respeito sempre li e elogiei suas crônicas. Mas desta vez lamento lhe informar que esta foi horrorosa. O senhor não deve ter ido nas finais de 2005 quando o Voltaço decidiu finais contra Cabofriense, Americano e Fluminense (duas vezes). Torcedores do Voltaço invadiram e encheram o Maracanã. O que aconteceu desta vez foram vários fatores chaves para afastamento do público: 1) Preço dos ingressos 2) O time do VRFC, no fundo, não causou confiança e empolgação 3) Acabara de vir de uma goleada em Florianópolis, 4) Descaso dos times grandes com o campeonato e 5) Escárnio da ridícula imprensa esportiva da capital para com os clubes pequenos (o que não se aplica ao site SDRZ). Me desculpe.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.