SRZD


12/05/2013 17h23

"Ato impede perícia adequada", diz vice-presidente da Comissão de Segurança da Câmara
Redação SRZD

Foto: Reprodução de TVA divulgação das imagens em que policiais civis modificam a posição de cadáveres para forjar um auto de resistência, durante uma operação na favela da Rola, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, foi classificada como uma "aberração" pelo deputado federal Alessandro Molon (PT-RJ). O parlamentar afirmou que os policiais impediram uma perícia adequada e prometeu levar o caso até a Comissão de Segurança da Câmara, da qual é vice-presidente.

"Fica claro que o local do crime é todo desfeito, impedindo uma perícia adequada. Não há nenhuma justificativa para aquele ato. Isso é uma aberração. É importante analisar que ações tomar para evitar ou dificultar que isso continue acontecendo no Rio ou no resto todo país", disse ao jornal "Extra" o deputado.

O deputado também declarou que enviará as imagens ao promotor responsável pelo inquérito para anexá-las e analisá-las no inquérito:

"Não sabemos se essas imagens já fazem parte do inquérito, mas elas precisam ser anexadas e analisadas. É importante até para o promotor decidir pelo que serão denunciados os envolvidos neste crime.", afirmou.



Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.