SRZD


15/05/2013 10h55

STJ condena fábrica da Coca-Cola que 'maquiava' volume de produtos
Redação SRZD

Foto: DivulgaçãoPor unanimidade, a Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça manteve a multa de R$ 460 mil aplicada pelo Procon estadual à Minas Gerais Ltda., produtora da Coca-Cola. A sessão desta terça-feira decidiu pela penalização da empresa que reduziu de 600 ml para 500 ml a quantidade do produto nas embalagens.

De acordo com o processo, a produtora do refrigerante "maquiou" o produto, o que promoveu um "aumento disfarçado" de preços no momento que foram reduzidas as garrafas de Coca-Cola, Sprite, Fanta e Kuat sem informar adequadamente aos consumidores. A pauta chegou ao STJ em grau de recurso.

"Fala-se, aqui, de produtos altamente conhecidos, em relação aos quais o consumidor já desenvolveu o hábito de guiar-se mais pela marca e menos pelos detalhes do rótulo. Exatamente por isso, o fornecedor deveria ter zelado, preventivamente, para que a informação sobre a redução de volume fosse deveras ostensiva, clara e precisa, preservando, assim, a confiança do consumidor", disse o ministro e relator do recurso, ministro Humberto Martins.

Leia mais:

- EUA: casal afirma ter descoberto fórmula secreta da Coca-Cola



Comentários
  • Avatar
    15/05/2013 11:23:26ervalAnônimo

    perfeito! muito produtos estão utilizando esta malandragem, e é o que está escrito, o consumidor ñ observa que está sendo iludido, s/diminuição no preço, fazem isto de montão! é só de curiosidade dar uma observada em produtos tipo:transgênico,potes,pacotes,etc. justiça feita!

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.