SRZD


23/10/2008 16h04

Britânicos projetam carro que atingirá mais de 1.600 km/h
Pablo Carrilho

A mesma equipe que em 1997 construiu o Thrust SSC, primeiro veículo terrestre a ultrapassar a barreira do som, , já iniciou o projeto do Bloodhound, que poderá atingir 1.690 Km/h.
 
O veículo, que mede 8 metros e pesa 6,4 toneladas, será impulsionado por um foguete acoplado à turbina de um caça. Suas rodas vão ter 90 centímetros de diâmetro e serão produzidas com um titânio de alta qualidade para suportar a velocidade em que vão girar. O carro irá acelerar de 0 até 1,690 km/h em apenas 40 segundos. Ao atingir a velocidade máxima, a pressão do ar dentro na carenagem, de fibra de carbono e titânio, excederá 12 toneladas por metro quadrado.
 
"Isso é uma grande aventura da engenharia", disse o diretor técnico do Bloodhound, John Piper.
 
A idéia inicial para a construção do carro mais rápido do mundo partiu de Paul Drayson, novo Secretário para Ciência britânico. Quando era funcionário do Ministério da Defesa, Drayson sugeriu a Richard Noble, chefe do projeto, o desenvolvimento de algo que pudesse chamar a atenção e estimular as crianças nas escolas para seguirem carreira em ciência e tecnologia.
 
Drayson ofereceu ao time a turbina EJ200 do caça Typhoon Eurofighter. Essas turbinas já não servem mais para serem usadas em combate, mas são úteis para alimentar o carro supersônico. No entanto, a maior parte da energia para o Bloodhound atingir a velocidade do som será fornecida por um foguete.

O escolhido para guiar o supersônico é o piloto da Força Aérea Real (RAF) Andy Green, o mesmo que alcançou 1.200 km/h com o Thrust SSC há 11 anos. Green admite que o desafio é arriscado, mas garante que o carro está sendo projetado para aumentar sua segurança. "Isso garante que será zero risco? Não. A vida sem riscos é interessante? Não.", afirmou.
 
"Vale a pena correr o risco por esse projeto pois se trata de um desafio enorme e uma grande recompensa no final. Não apenas pelo recorde, mas para inspirar a próxima geração de engenheiros a dividir a experiência com todas as crianças do país", disse o piloto.
 
A equipe já está trabalhando no projeto há 18 meses, e a expectativa é de que a demonstração do carro seja feita em 2011. Mesmo com o empréstimo da turbina pelo Ministério da Defesa, ainda é preciso arrecadar cerca de £10 milhões (R$ 38 mi) para que seja concretizado. Os engenheiros ainda procuram um local ideal para a tentativa de atingir o novo recorde.

Logo abaixo, confira algumas fotos de divulgação do Bloodhound:

Fotos: Divulgação


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.