SRZD


08/07/2013 16h51

Bateria da Mangueira deixa de ser 'Surdo Um'. Entenda!
Redação SRZD

A bateria da Mangueira realizará o primeiro ensaio rumo a 2014 nesta terça-feira, dia 9 de julho, às 20h, na Vila Olímpica da Mangueira.

O mestre de bateria Aílton Nunes continuará no comando da bateria, que volta a adotar o slogan original: "Tem que respeitar meu tamborim".

Bateria Mangueira. Foto: Divulgação

O apelido "Surdo Um" deixará de ser usado pelo fato de ser uma marca pertencente ao ex-presidente da escola, Ivo Meirelles.

Os ensaios da bateria da verde e rosa voltarão a ser feitos no Palácio do Samba somente em agosto, após a reinauguração da quadra, que passa por uma reforma desde a posse do novo presidente, Chiquinho da Mangueira.

A escola prepara o enredo "A festança brasileira cai no samba da Mangueira", desenvolvido pela carnavalesca Rosa Magalhães.


Veja mais sobre:MangueiraCarnaval 2014

Comentários
  • Avatar
    11/07/2013 07:05:54JORGE FREITASMembro SRZD desde 10/08/2010

    PARABÃ?NS PELA INICIATIVA DE VOLTAR A ORIGEM,ISSO TERIA QUE ACONTECER NA MOCIDADE QUE SEU SLOGAN DADO PELO SAUDOSO MESTRE ANDRÃ? ERA, BATERIA NOTA 10 E AQUELES DIRETORES QUE ESTÃ?O LÁ AGORA QUE NÃ?O ENTENDE NADA DE RITMO COLOCARAM NÃ?O EXISTE MAIS QUENTE,DE QUENTE ELA NÃ?O TEM MAIS NADA POIS ELES, PRINCIPALEMNTE O FILHO DO MESTRE ANDRÃ?, ANDREZINHO ACABARAM COM O VERDADEIRO RITMO DA MOCIDADE.

  • Avatar
    10/07/2013 18:33:33Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Para homenagear a gloriosa Estação 1ª de Mangueira mais adiante a íntegra da letra do último samba Nota 10 da verde-rosa, em 2009, quando apresentou o belo enredo â??A Mangueira traz os Brasis do Brasil, mostrando a formação do povo brasileiroâ? do carnavalesco Roberto Szanieck. A parceira da obra musical foi a dos compositores Gilson Bernini, Gusttavo Clarão, Junior Fionda e Lequinho. Taranta foi o mestre de bateria. Luizito foi o intérprete oficial: â??Sou a cara do povo... Mangueira/Eterna paixão/A voz do samba é verde-rosa/E nem â??cabe explicaçãoâ?? (Refrão & Bis). Deus me fez assim filho desse chão/Sou povo, sou raça... miscigenação/Mangueira viaja nos Brasis dessa nação/O branco aqui chegou/No paraíso se encantou/Ao ver tanta beleza no lugar/Quanta riqueza pra explorar/Índio valente guerreiro/Não se deixou escravizar, lutou.../E um laço de união surgiu/O negro mesmo entregue a própria sorte/Trabalhou com braço forte/Na construção do meu Brasil. Ã? sangue, é suor, religião/Mistura de raças num só coração/Um elo de amor à minha bandeira/Canta a Estação Primeira (Refrão & Bis). Cada lágrima que já rolou/Fertilizou a esperança/Da nossa gente, valeu a pena/De norte a sul desse país/Tantos Brasis, sagrado celeiro/Crioulo, caboclo, retrato mestiço/De fato, sou brasileiro!/Sertanejo, caipira, matuto... sonhador/Abraço meu irmão/Pra reviver a nossa história/Deixar guardado na memória, o seu valorâ?.

Comentar