SRZD


02/08/2013 18h06

Valcke admite falhas e diz que procupação é com estádios ainda em obras
Redação SRZD

Jérome Valcke, secretário-geral da Fifa. Foto: Reprodução/site oficial da Fifa


O secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, divulgou uma carta nesta sexta-feira em que admite falhas na organização da Copa das Confederações, mas ressalta que houve mais pontos positivos no evento e disse esperar que os erros sirvam de aprendizado para a Copa do Mundo de 2014.

"É claro que houve algumas dificuldades e deficiências. É por isso que este evento era tão importante. Ficamos muito satisfeitos de que elas tenham acontecido agora, para que possamos trabalhar para melhorar esses aspectos para 2014. Não se pode esperar que tudo funcione perfeitamente em estádios novos em folha", escreveu.

O secretário-geral revelou que a preocupação da entidade máxima do futebol agora será com os estádios que ainda não estão prontos, em Cuiabá, Curitiba, Manaus, Natal, Porto Alegre e São Paulo, adiantando que o encontro entre representantes das 32 seleções em fevereiro de 2014 deverá ser em Florianópolis.

"São 'só' 11 meses antes de o árbitro apitar o início do jogo de abertura em São Paulo e o torneio começar para valer", destacou. "Para nós, organizadores, o principal foco agora são os 12 estádios, sendo que naturalmente haverá um monitoramento mais firme das seis arenas ainda em construção. O segredo fundamental do êxito do grande torneio do ano que vem é que possamos começar a instalar a infraestrutura complementar de tecnologia da informação, telecomunicações e transmissão de rádio e TV já no início de 2014 em todos os estádios."

Para Valcke, o clima da final da Copa das Confederações no Maracanã, na vitória do Brasil sobre a Espanha por 3 a 0, foi exemplar, e deve ser repetido na Copa 2014.

"Celebramos uma fantástica final no Maracanã para concluir a Copa das Confederações da FIFA 2013. Todos os jogos nos seis estádios contaram com um ambiente que todos passamos a esperar da Copa do Mundo da FIFA. O mérito disso foi da torcida brasileira", disse, na carta.

Ingressos poderão ser sorteados na primeira fase de venda

A Copa do Mundo acontece só em 2014, mas as vendas das entradas já começam no dia 20 de agosto. Na carta, Valcke explicou que não há necessidade de ter pressa para comprar logo no primeiro dia, já que os ingressos poderão ser sorteados, caso a procura seja maior do que a disponibilidade. As vendas terminam em 10 de outubro.

"Mas ninguém precisa esperar por esse momento exato para fazer sua solicitação de ingressos. Isso porque não importa se você fizer o pedido em 20 de agosto ou 10 de outubro (quando se encerra a primeira fase de vendas), já que reuniremos todas as solicitações e, a seguir, realizaremos um sorteio para as categorias e jogos que tiverem mais pedidos do que assentos disponíveis."



Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.