SRZD


05/09/2013 19h35

De Einstein a Messi: síndrome de Asperger fabrica gênios
Aldir Cony

O que Michelangelo, Isaac Newton, Albert Einstein e Lionel Messi têm em comum? Primeiro, são todos gênios. Segundo, são todos autistas. Eles fazem parte de uma extensa lista de portadores da Síndrome de Asperger, que acomete milhões de pessoas no mundo inteiro.

O transtorno se tornou mais conhecido nos últimos dias, após a revelação de que o craque do Barcelona e da seleção argentina é vítima desse mal. Se é que a síndrome pode ser considerada assim, já que ela é diretamente responsável pela genialidade de alguns de seus portadores.

Einstein e Messi. Fotos: Divulgação

Motivado pelo caso de Messi, o SRZD conversou com a Dra. Márcia Peres Gonçalves, neurologista do Hospital Balbino, sobre o assunto. "Trata-se de um transtorno que pertence ao espectro do autismo, porém não provoca comprometimento cognitivo."

A síndrome causa algumas dificuldades de interação social em seus portadores. "A parte emocional é a mais comprometida. Quem sofre com ela não percebe bem as emoções dos outros e não consegue demonstrar bem seus próprios sentimentos", explica.

"Se uma pessoa está triste ou irritada, por exemplo, o portador às vezes não identifica. Ele parece não se importar muito com a opinião dos outros". Além disso, segundo a neurologista, quem tem essa síndrome apresenta comportamento diferentes, com algumas manias e hábitos repetitivos.

Essa é uma das formas de identificar o transtorno. "Pessoas que são consideradas tímidas, antissociais e até mesmo 'egoístas' podem ter Asperger. Como alguns adultos tendem a disfarçar isso no consultório, é mais fácil fazer o diagnóstico em crianças".

Imagem ilustrativa. Foto: Reprodução

A síndrome não tem cura e nem é controlada por medicamentos, só acompanhada por psicólogos, mas a doutora garante que é possível levar uma vida normal. "Muitos estudam, se formam, trabalham, e nem ficam sabendo que têm Asperger". Mais que isso, esse tipo de autismo pode levar à genialidade.

Além dos já citados, outros grandes cérebros também apresentavam síndrome de Asperger - nem todos comprovados na época, mas que foram diagnosticados posteriormente através de suas características, já que não há exame clínico que sinalize o transtorno.

Cineastas como Stanley Kubrick, Andy Warhol e Tim Burton, o enxadrista Bobby Fischer e o naturalista Charles Darwin também estão na lista, produzida por esta fábrica de gênios chamada síndrome de Asperger.



Comentários
  • Avatar
    12/02/2018 17:51:05Filipe OliveiraAnônimo

    Bom não gosto muito de convívio social possuo grande dificuldade nisso,creio que sou mais reservado do que a maioria das pessoas... Não gosto de barulho uso protetores auriculares em casa direto,gosto de ficar com meus pensamentos...Possuo amigos mas não tenho necessidade de encontra-los,já fui taxado de autista em algumas empresas que trabalhei... Bom pesquisando aqui nesse site me identifiquei com alguns elementos Asperger.Obrigado ao site por elucidar um pouco minhas dúvidas.

  • Avatar
    02/02/2018 17:50:36MarcosAnônimo

    A dificuldade de relacionamento é o que mais me incomodou a vida toda. Diversas vezes fingi ser menos inteligente(...) Mas mi nha maior dificuldade é levar tudo ao pé da letra. Minha esposa me chama de "senhor Saraiva." No entanto, quando descobri o que eu era e porque eu era, me senti melhor.

  • Avatar
    19/11/2017 12:52:24avellarzinAnônimo

    sexo

  • Avatar
    18/11/2017 17:16:24Gerson Machado de AvillezAnônimo

    Legal, tb tenho isto e considero uma das coisas que mais definiram minha personalidade assim como inteligência, graças a isto consegui escrever mais de 40 livros em menos de dez anos, ainda que pouco do material sirva de publicação (uns 23 títulos apenas).

  • Avatar
    09/09/2014 16:27:35claudio santanaAnônimo

    E bem interessante, eu tenho hiperfoco em atividades especificas agora por exemplo penso em vitaminas minerais para o corpo, no trabalho dou diretor de uma empresa e em 5 anos montei minha própria,a sociabilização é um problema muito grave que estou forçando a barra aos poucos.Ainda não consigo entender piadas somente se explicar ai eu entendo e acho graça.

  • Avatar
    08/09/2014 13:57:38Antônio M. A.Anônimo

    Tocar Bach de ouvido ou calcular a raiz quadrada de 109102912018 é moleza. Fazer comentários sobre astrofísica, probabilidades, ou escrever um livro, são todas coisas simples. O problema é entender uma piada, ou falar uma frase completa, na ordem sintática (escrever é fácil, falar é quase impossível). Outro problema disso aí são os TOCs eternos e as fobias sociais Mas no futebol, até que dá certo, sem toc, sem gagueira. Pelo menos não tenho aversão à luz, mas não aguento barulho, muito menos de água da torneira aberta.

  • Avatar
    20/06/2014 11:44:12josiAnônimo

    Minha filha foi diagnosticada, mas hoje com 9 anos se tornou uma menina linda cheia de vida e leva uma vida normal, o lado emocional trabalha lentamente. Mas com amor carinho e se adaptando algumas manias. Como por exemplo: não gosta de mudar rotinas, nem de lugares cheios e barulho intenso e preferencia por apenas alguns alimentos.Qualidade de vida é isso que eles precisam Felicidade e força a todos.

  • Avatar
    07/03/2014 22:08:18lidiane de cassia marcondes carvalhaesAnônimo

    meu filho esta passando com alguns profissionais e alguns deles ja disseram que ele tem sindrome de asperger. foi um diagnostico muito rapido. estou procurando me aprofundar mais pra ver se de fato pode ser isso mesmo. ele tem a mania de alinhar as coisa, de colecionar , na maioria da vezes nao gosta de se sujar, nao gosta de dividir, e muitas outras coisa, muitos de meus amigos ja me chamaram a atençao sobre isso, mas so agora eu fui atras, justamente pelo modo que ele vem se comportando ultimamente. os professores so elogiam ele, e ele nao gosta do jeito que seus colegas o chamam ultimamente."nerdi"

  • Avatar
    07/01/2014 11:05:50leoAnônimo

    tenho um qi de 155 e SA brando,tenho dificuldade de interagir,e não é pior porque tenho famlia que gosta de mim,e sou de certo modo uma pessoa afável.

  • Avatar
    06/11/2013 23:20:47LeonardoAnônimo

    Eu também sou portador da Síndrome de Asperger, tenho inteligência acima da média e entendia tudo literalmente, pois penso em imagens e linguagem falada é o pior desafio para mim. Quando eu era mais jovem, eu não conseguia expressar minhas emoções, nem siquer fazer amigos. Não entendo ironias, mas algumas metáforas eu entendo parcialmente. O duplo sentido das palavras é outro desafio de quem porta Asperger e autismo. Eu não consigo atar os sapatos, nem dobrar roupas, pois minha coordenação motora foi afetada pela Síndrome de Asperger/autismo.

  • Avatar
    05/09/2013 21:11:06ARMANDO CRUZAnônimo

    Ã? uma pena que o sistema de ensino oficial, a partir das ações de governos nos municípios e estados da federação, tenha atentado para essa condição peculiar e de fácil diagnóstico, apenas na última década, com a ênfase necessária e, reproduzindo a busca ativa desses casos com as metodologias de abordagens que academias e mídias especializadas já vinham alertando e reverberando como conhecimento transdisciplinar, porém, lamentavelmente, a leniência de ministros e dos governantes das elites só tinham foco na economia fiduciária aos interesses dos ianques e bretões, suas ONGs e fundações de educação em solo brasileiro. Nossas crianças foram equivocadamente diagnosticadas como outros fatores de dificuldade de aprendizagem ou simplesmente consideradas anti-sociais ou desequilibradas por pura falta de entrosamento e transferência de saber entre academias e poder público. Felizmente esses tempos passaram. Esta página de indiferença pela soberania nacional foi virada a partir do fortalecimento do sistema educacional brasileiro e do acesso livre ao conhecimento. Essas nossas crianças, "Gigantinhas", agora, terão futuro compatível com a riqueza do Brasil que será mais Gigante com elas! Um Gigante da Fraternidade e oportunidade para todos!

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.