SRZD


30/09/2013 17h57

Notas fiscais divulgadas na internet foram previamente aprovadas, diz PM
Diego Mello

PMs durante protesto no dia 7 de setembro. Foto: SRZD

O Anonymous Brasil divulgou em sua página no Facebook imagens de notas fiscais de compras feitas pela Polícia Militar do Rio de Janeiro. Segundo o grupo, as notas são referentes a compras irregulares, o que foi negado pela PM.

Em nota, o órgão garantiu que as despesas "foram previamente aprovadas pelo comando da época". Segundo eles, os itens foram "dados a famílias dos policiais, principalmente praças, que trabalhavam na Assessoria Parlamentar". A distribuição foi feita durante a festa de fim de ano da corporação. 

As notas fiscais mostram compras de brinquedos, bolas, roupas de marca e um GPS. Na Adidas, foram compradas duas camisetas por R$ 44,90 cada e seis sungas por R$ 39,90 cada. Já na Nike, foram duas bolas (uma por R$ 199,60 e outra por R$ 47,92), duas camisetas por R$ 59,90 e uma cmisa por R$ 119,80. Ainda são mostradas notas fiscais em lojas como C&A e RiHappy.

Além de brinquedos e roupas, um aparelho GPS foi comprado. Na nota, a PM disse que o aparelho foi comprado para o veículo oficial da Assessoria Parlamentar (APAR) da PM e é utilizado até os dias de hoje.

A publicação do Anonymous diz que as notas foram obtidas da APAR. PoÅ?em, segundo o órgão, "todas as notas fiscais estão no balancete da unidade, e estão à disposição do Tribunal de Contas do Estado".



Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.