SRZD


02/11/2008 14h51

Americano herda vaga do Nova Iguaçu na Copa do Brasil
Leandro Nunes

Foto: Leandro Nunes

A diretoria do Americano, que tomou posse para o novo mandato na última sexta-feira (31/10), recebeu uma excelente notícia: o Nova Iguaçu, que conquistou o título da Copa Rio deste ano exatamente sobre o clube campista, noticiou, através de seu presidente, que não disputará a Copa do Brasil. A vaga, automaticamente, fica com o Cano, que disputa a competição depois de dois anos de ausência. Em 2005, o time chegou às oitavas-de-final, e foi eliminado pelo XV de Campo Bom-RS, então dirigido por Mano Menezes.

Segundo o presidente do Americano, César Gama, Jânio Moraes, presidente do Nova Iguaçu, fez um contato por telefone, e anunciou a decisão de não disputar a competição, temendo manter um time para uma disputa de apenas dois jogos, e só tem início previsto para fevereiro. Como ficou de fora da reta final da Segundona, que ainda está sendo realizada, entendeu que teria uma alta despesa.

"Eu conversei com o Jânio Moraes por telefone, e ele me disse que não irá disputar a Copa do Brasil. O comunicado será feito oficialmente à Federação nesta segunda-feira. Já falei com o Rubinho (Rubens Lopes - presidente da Ferj) e ele já confirmou que a vaga é do Americano por ter sido o vice-campeão da Copa Rio. Estamos satisfeitos de poder voltar a disputar esta competição que estivemos presentes durante um longo tempo", declarou o presidente César Gama, presente neste sábado na partida entre São João da Barra e La Coruña, válida pela Terceira Divisão.

Toninho Andrade tem prioridade e consulta especial para seu caso

A história de sucesso do treinador Toninho Andrade com o Americano pode ter mais um capítulo nas próximas semanas. Para César Gama, este é o nome prioritário para comandar a equipe em 2009, mesmo que para isso haja a necessidade de esperar um período para que se cumpra uma suspensão imposta pelo TJD, desde que seja breve.

"O Toninho Andrade será nosso treinador, tenho confiança nisso. Estou consultando alguns juristas para analisar o caso dele. É um absurdo o tempo de punição que foi dado, e acreditamos que será transformado em multa e assistências sociais. Se tiver que esperar até o mês de janeiro, ainda assim vamos aguardá-lo", garantiu.

Caso seja confirmado o retorno do Toninho, será a quarta vez que ele comandará o Americano. Na última, chegou na reta final do Estadual deste ano, e ajudou o clube a se salvar da maior tragédia de sua história quase centenária, que seria o rebaixamento para a Segunda Divisão.

Já na Copa Rio, realizou um trabalho de renovação e valorizou as pratas da casa. Com um equipe jovem, chegou à final da Copa Rio, e ficou com o vice-campeonato, que valeu a vaga para a Série D do Brasileirão, e agora vale também a disputa da Copa do Brasil.

A base da equipe está na terceira divisão, na parceria com o São João da Barra. Como o clube está na penúltima fase da disputa, e faz excelente campanha, a preparação no Parque Tamandaré está prevista para o início de dezembro. Sobre reforços, Gama disse que tem conversando diariamente com o treinador. "Nossa base nós temos pronta. Vamos contratar de seis a sete jogadores, que chegarão para jogar", afrimou.

O nome de Assumpção, destaque do Olaria, e artilheiro da Segundona, foi ventilado. O jogador, assim como Toninho Andrade, está suspenso pelo TJD. "É um excelente nome, que já tentamos esse ano. Pode ser sim, mas acreditamos que devem ter muitos clubes de olho nele também", admitiu.

Perguntado se estaria estudando outros nomes para o caso de não poder contar com Toninho Andrade, que disse que só não sairia do Olaria caso o time subisse de divisão, o Gama foi curto: "Tenho recebido muitos contatos, mas não estou pensando em outro nome no momento".

O tempo se encarrega de apagar as mágoas

A última saída de Toninho Andrade do Americano não foi das melhores. Ao acertar a parceria com o São João da Barra, o presidente César Gama chegou a anunciar que o treinador também faria parte do trabalho, que visava a manutenção da maioria do elenco jogando junto.

Mas o treinador se recusou a dirigir a equipe sanjoanense, por entender que entre comandar um clube na Terceira Divisão e retornar ao Olaria para a Segundona, mesmo que no início sem ser o treinador, seria melhor voltar ao Rio. Na ocasião, o Olaria acertava uma parceria, que lhe daria boas condições financeiras, e o clube chegou a falar em valores altos para ter o treinador.

César Gama anunciou publicamente que, com aquela decisão, Toninho Andrade estava fechando as portas do clube, pois estaria descumprindo um acordo selado entre as partes. O tempo passou, e mais uma vez o presidente alvinegro se vê aliado a um nome que preteriu, assim como ocorrera nas eleições do clube, realizadas há poucas semanas. Gama se coligou com um antigo inimigo das urnas, Mário Filho.


Comentários
  • Avatar
    07/12/2008 20:09:56Davi SoaresAnônimo

    Ã? AMERICAAAAANOOOO HUHUUULLL !!! VAMOS JOGAR O ANO TODOOOO SERIE D , CARIOCA E COPA DO BRASIL !!!! VAMOS LOTAAAAAAAR O GODOFREDO CRUZ O NOSSO ESTADIO DO GLORIOSO AMERICANO !!!

  • Avatar
    03/11/2008 23:06:55SamuelAnônimo

    Tem algo errado ai. Como pode o time vice campeao da Taca Rio garantir, ao mesmo tempo, vaga para a Serie D e Copa do Brasil mesmo no caso de desistencia do Nova Iguacu? A logica diz que, ja que o Americano, por ser vice, herdou a vaga do Nova Iguacu na Copa do Brasil, que o 3o. colocado na Copa Rio herde a vaga do Americano na serie D.

  • Avatar
    03/11/2008 20:54:46Alves de OlariaAnônimo

    Parece até uma sacanagem tão querendo desestrutura de qualquer maneira o time do olaria achando pouco as punições aplicada pela fferj, agora querem o nosso treinar o nosso artilheiro falta ética na diretoria campista.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.