SRZD


05/11/2013 17h21

Grande Rio: ouça o samba oficial para 2014
Redação SRZD

Get the Flash Player to see this player.

Compositores: Dere, Robson Moratelli, Rafael Ribeiro, Hugo da Grande Rio e Toni Vietnã

O MAR QUANDO QUEBRA NA AREIA

DESLIZA NA BEIRA DA PRAIA

AO SOM DO PIANO, POESIA NO PAPEL

MAYSA COMPONDO, ESTRELA NO CÉU

VEM VER QUE FOI O ÍNDIO QUEM ADMIROU

A IMENSIDÉO DA BELEZA LOCAL

PRIMEIRO HABITANTE, INOCENTE BRINCOU

NAS ONDAS BRANCAS DO SEU LITORAL

JOGA A REDE PESCADOR, QUERO VER MULTIPLICAR

JOGA A REDE PESCADOR, O MILAGRE VEM DE LÁ

DO AMPARO A DEVOÉÉO, MINHA FÉ SE REVIGORA

NA PROTEÉÉO DE NOSSA SENHORA

O MEU LUGAR, SEU NOME DA TERRA BROTOU... MARICÁ

DO NATURALISTA SURGE UM NOVO OLHAR

A CLARIDADE, A NEGRA VISÉO

A FAUNA E FLORA... A EVOLUÉÉO

NOS TRILHOS DO PROGRESSO UM NOVO IDEAL

É RIQUEZA DO MEU CHÉO... UMA DOCE CANÉÉO

O SOL QUE BRONZEIA A MORENA

REVELA EM SEUS OLHOS O BRILHO DO MAR

DEIXEI O VENTO ME LEVAR

NO MEU BARQUINHO PELO MUNDO A NAVEGAR

VOU DAQUI, VOU PRA LÁ, VOU SAMBANDO COM VOCÉ

GRANDE RIO VAI PASSAR... O COURO VAI COMER !!

EU SOU FELIZ EM MARICÁ, SOU EMOÉÉO

CANTA MEU POVO, BATE FORTE COR


Veja mais sobre:Grande RioCarnaval 2014

Comentários
  • Avatar
    13/02/2014 17:49:35Haroldo Pereira Do Nascimento PereiraMembro SRZD desde 20/09/2012

    eu particularme gostei do samba e nas maos da invocada comandada pelo melhor mestre de bateria CIÃ?A, com o refranzinho da bateria repicando entao fica excelente, a grande rio é uma escola base de raça escola forte e ainda nao foi campea por motivos obvios, mais tem tudo para ser, e o emerson dias da muita vida ao samba,eu nao sei se marica merece ou nao este enredo , mais maisa merece entao ta tudo certo marica maysa maysa marica deu samba estarei la no setor 13 cadeiras de pistas ultima fila foi o que deu para comprar nao sou famoso, os melhores lugares foram vendidos a firmas de eventos e turismo isto ´e brasil torcendo pela grande rio, o impossivel as vezes acontece

  • Avatar
    30/11/2013 10:05:46Duquesa Dholores: PHD (PHODA) do sambaMembro SRZD desde 18/10/2010

    Ah... não tenho pobrema nenhum em afirmar com todas as letras que não gosto desse enredo da GR sobre Maricá. Será que os trambolhos ricamente ornamentados serão suficientes para nos convencer que esta cidade merece e tem elementos culturais suficientes para apresentar um bom carnaval? De cara já precisou de uma moleta... Maysa. Espero que na quarta de cinzas cês não cantem aquela musiquinha da renomada cantora: "meu mundo caiu"

  • Avatar
    30/11/2013 10:01:01Duquesa Dholores: PHD (PHODA) do sambaMembro SRZD desde 18/10/2010

    Pois, é... a pinicaria é um sistema mercenário que invadiu a festa e tem trasformado a Marques em Mercado Sapucaí. Em alguma escolas, ano após ano, e infelizmente a sua está nesse rol medonho, enredos nada mais são de que a tentativa (muitas vezes sem sucesso) de carnavalizar um produto. Esse produto poder ser um objeto (o sabão da Elida Guibes já esteve na avenida através da BF, o danoninho pelo Porto), pode ser um produto turístico igual a esses que você citou. O grande pobrema é que, Mangueira e Imperatriz, por serem escolas que já tem uma delineação carnavalesca sedimentada, não sofrem tanto com as descaracterizações que um produto comercial pode propiciar. Já uma escola jovem como a sua, que aos poucos apresentaria ao público qual perfil carnavalesco tem, certamente será encoberta pelos produtos comerciais frutos da pinicação. Quando um carnavaleco tem liberdade para trabalhar um tema autoral, ele, se for inteligente, apresentará algo que tenha conformidade com o perfil do grêmio. Então, fica fácil identificar esta escola que certamente tem tudo para realizar um bom carnaval. Quando o deus mercadinho entra em cena, ele impõe, desde o título do enredo até merchans dentro do samba de enredo. Enfim, Mangueira, Salgueiro, Imperatriz, Mocidade, Tijuca (essa nova Tijuca) podem pinicar sim, desde que o produto se encaixe em seu padrão carnavalesco e não o contrário. Uma escola que pinica todos os anos corre risco de apresentar mequetrefagens fantasiadas de carnaval, do tipo royltes do petróleo, sabão (disfarçado de banho) danones... coisas desses gêneros. O pior é contar com a conivência dos juradinhos que ficam impressionados com os trambolhões volumetricamente bem engalanados. Por fora bela viola. Por dentro, a essencia desses enredos, é bosta pura... na maioria dos casos.

  • Avatar
    29/11/2013 23:58:44Luciano BreitenbachMembro SRZD desde 29/07/2010

    Perfeita colocação quanto a identidade - nada diferente do meu pensamento e conhecimento. Agora, vejo algumas contradições nas suas colocações no que se refere a "pinico". A exemplo, se relacionarmos o enredo da Grande Rio 2014 (Maricá) com outros da mesma temática do último carnaval, temos Mangueira com Cuiabá e Imperatriz com Pará (sem falar de outras temáticas), assim poderiamos então dizer que essas escolas tradicionais e de identidade também foram "piniqueiras" (conforme aplicação do significado dado por você), ou não? Acho que a sua critica deveria ser dar de forma coletiva a todas as escolas que buscam para seus carnavais enredos patrocinados ou, então, mais fácil ainda referir de forma simples e clara que não aprecia e se identifica com o carnaval da Grande Rio. Quanto ao samba!? percepção e gosto não se discuti!

  • Avatar
    28/11/2013 08:43:06Duquesa Dholores: PHD (PHODA) do sambaMembro SRZD desde 18/10/2010

    "Identidade é aquilo que marca, caracteriza, identifica, personifica..." Mocidade tem sua marca, tanto nas paradinhas da bateria, quanto na execução de enredos abstratos com um quê de futurismo. Salgueiro tem nos temas afro sua identidade. Imperatriz uma escola clássica de enredos históricos. Império da Tijuca também se caracteriza por uma escola de temas culturais africanos. Unidos da Tijuca construiu, na era PB, uma nova maneira de fazer carnaval com temas abstratos, alegorias vivas... Por ai vai. Grande Rio, ao adotar a pinicaria (sistema de enredos patrocinados) não consegue desenvolver seu DNA enquanto escola de samba. Enredos patrocinados não passam de merchans, são comerciais discarados apresentado produtos comerciais fantasiados com plumas e paetês. O pinico impede duma escola mostrar seu verdadeiro perfil carnavalesco. Qual característica essa escola apresenta que a diferencia das demais? Os trambolhos alegóricos demasiadamente ornamentados? Isso é característica de escola piniqueira. No caso da GR, sua marca seria, por acaso, a inserção dos artistas globais em seus desfiles? Quanto o pinico, eu preferi chamar assim as escolas que vivem com o pires na mão mendigando verdinhas por Estados, municipios, países e empresas. Só que, ao invés do pires, um prefiro chamar pinico, afinal, alguns desses enredos pinicados (patrocinados) tem na sua senescência bosta pura. Exemplo: o que diabos foi o enredo desse ano sobre exploração dos royalties do petróleo? Não passou de um panfleto político com objetivo de adquirir grana do governo do Estado. O resultado na avenida foi uma bosta. Mas ainda assim, escolas piniqueiras contam com os beneficiamentos dos juradinhos liesianos. Sempre voltam na campeãs, embora apresentem temas mequetrefes de cunho mercadológiico piniqueiro. A Sapucaí foi tranformada num grande otdor raparigueiro, onde, ao invés de cultura, tamo assistindo produtos comerciais desfilarem fantasiados.Entendeu agora? Ou quer que

  • Avatar
    28/11/2013 00:46:12Luciano BreitenbachMembro SRZD desde 29/07/2010

    Respeito a opinião de todos, mas vem uma pessoa e refere que a Grande Rio não tem identidade?! que "pinica"?! (não sei com qual significado essa palavra foi aplicada). Com o comentário da mesma, me questionei sobre identidade e tradição. Sem grandes descrições é de se referir que tradição não vence carnaval, a vários exemplos dos últimos anos que não é necessário nem citar, pois é de conhecimento daqueles que acompanham. Assim, se for para usar de identidade e tradição, que a Grande Rio continue "pinicando", pois - se não me falha a memória - há 8 anos a tricolor não fica fora da noite das campeãs.

  • Avatar
    27/11/2013 20:57:43Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Se dependesse tão somente dos quesitos enredo (patrocinado pela prefeitura da cidade homenageada) e samba-enredo, a Grande Rio correria o risco de ficar fora do Sábado das Campeãs. Aliás, se por desventura, isto vier a ocorrer, será inédito, pois, de 2003 para cá só em 2011 a Tricolor Caxiense ficou fora. Assim mesmo, porque não foi a julgamento devido a um incêndio que atingiu os barracões de três agremiações, dentre elas o da Grande Rio. O seu â??hinoâ?? oficial 2014 é o da parceria dos compositores o bamba Deré mais os bons Robson Moratelli e Rafael Ribeiro junto com Hugo da Grande Rio e Toni Vietnã. Cuja obra musical, ainda que deva ser considerado um bom samba-enredo, animado e pra cima, na medida em que sua gravação não conta mais com o abrilhantamento vocal do ótimo intérprete-puxador Nêgo, ficou exposto na voz única do intérprete ainda promissor, mas sem gogó para tal, Emerson Dias. A compensar, ouve-se a magistralidade e a excelência do arranjo e da execução instrumental-rítmica-musical da bateria Invocada, a despeito de alguns detratores a considerarem â??aceleradaâ?, que é comandada pela batuta do ótimo mestre Ciça. Almir de Macaé.

  • Avatar
    27/11/2013 13:38:49Duquesa Dholores: PHD (PHODA) do sambaMembro SRZD desde 18/10/2010

    Esse é uma escola que se segura no especial sem nenhuma identidade. Isso se deve ao projeto piniqueiro adotado por ela. Escola que todo ano busca no pinico a solução pra seus carnavais paga esse preço. Identidade é aquilo que marca, caracteriza, identifica, personifica... algo inexistente na GR. Esse samba, em especial, muito acelerado, melodia feia, letra pobre sem rimas interessantes. Pinicar dá nisso!

  • Avatar
    15/11/2013 20:22:39robertoMembro SRZD desde 29/02/2012

    Tem muita gente recalcada que não entende nada de samba e fica comentando,pessoas que torce para outra escola e fica difamando as outras. Fiquem quietos a não falam besteiras.

  • Avatar
    13/11/2013 23:40:13Alan AmorimMembro SRZD desde 17/01/2012

    SAMBA MANEIRO, DIFERENTE E CLARO VAI ARREPIAR A SAPUCAI.TO ANCIOSO...O SAMBA REALMENTE TA Ã?TIMO.MAS Ã? CLARO QUE NA MINHA OPINIÃ?O O DA MOCIDADE Ã? O MELHOR DE 2014.

  • Avatar
    13/11/2013 23:36:57Luciano BreitenbachMembro SRZD desde 29/07/2010

    lindo! Este samba é diferente do que se costuma ver na Grande Rio. Acho que pode ser um caminho novo e certo. Avante minha paixaoooo...

  • Avatar
    12/11/2013 21:24:50gdiane c couto t silvaMembro SRZD desde 14/01/2013

    samba fraco bateria péssima ritmo metralhadora grupo de acesso esta esperando um bom tempo saudades da verdadeira grande rio

  • Avatar
    09/11/2013 08:30:34Fabiano de Vila-ForteMembro SRZD desde 15/10/2009

    Taí um samba que adorei! Com o Fabinho como carnavalesco, a Grande Rio vai deixar muita gente de boca aberta. Aguardem!

  • Avatar
    07/11/2013 18:43:10Helder Gomes LyraMembro SRZD desde 26/05/2012

    O que mata no samba da Grande-Rio é esse Emerson Dias, acho que o Jamelão e o Haroldo Melodia devem se revirar no túmulo toda vez que ele diz ser interpreté.

  • Avatar
    06/11/2013 18:20:14JhoãoMembro SRZD desde 24/10/2012

    SAMBA NOTA 1000000000000000000000000000 ! "Vou daqui, vou pra lá, vou sambando com você, Grande Rio vai passar, o couro vai comer, eu sou feliz em Maricá, sou emoção, canta meu povo, bate forte coração", "O mar quando quebra na areia, desliza na beira da praia", "Primeiro habitante, inocente brincou nas ondas brancas do seu litoral", "O meu lugar, seu nome da terra brotou Maricá" e o "O sol que bronzeia a morena revela em seus olhos o brilho do mar, deixei o vento me levar, no meu barquinho pelo mundo a navegar" são partes notas 1000000000000000 que deverão enlouquecer a Sapucaí. O Ciça vai brincar muito com esse samba. O MELHOR !!!!!!!!!!!!!!

Comentar