SRZD


29/11/2013 11h49

Anabolizantes podem intensificar propagação do câncer, diz especialista
Tadeu Palrinhas

Ex-BBB Maria Melilo. Foto: Divulgação

A ex-BBB Maria Melilo que sofria de câncer, e retirou no último mês cerca de 70% do fígado, relacionou esse problema com o uso de anabolizantes. Para exclarecer esses casos e outros causados pelo uso desse produto, o SRZD conversou com a Drª Joan Amato, especialista no assunto.

A especialista afirmou que como no caso da ex-BBB, os anabolizantes podem ter papel importante na intensificação do câncer nas pessoas que a utilizam, além de ter uma grande relação com os problemas causados no fígado.

"Existe uma grande associação dos anabolizantes nestes casos. Ele pode ter um papel importante no aumento do câncer", afirmou, para em seguida completar. "Não se sabe ao certo a porcentagem, mas existe uma relação do uso desses produtos com o aparecimento de tumores, principalmente no fígado".

Mudanças nas características das pessoas

A maioria das pessoas utilizam os anabolizantes visando uma transformação na beleza exterior. Porém, segundo a especialista, elas podem causar outros tipos de mudanças nas características das pessoas que utilizam o produto.

"Eles causam hipertensão, aumento do colesterol ruim, a diminuição do bom e também nódulos no fígado. Os homens também sofrem com desenvolvimento da mama, já as mulheres ficam com características masculinas e voz cada vez mais grave, além de nascerem mais pelos do que o normal", diz.

Anabolizantes podem intensificar problemas como o câncer. Foto: Divulgação

Compra irregular

Presente nas farmácia, lojas específicas e até na internet, os anabolizantes são fáceis de serem econtrados. De acordo com as normas, os produtos só podem ser comprados com receita médica.

"Esses produtos são comprados pelas pessoas no mercado informal, já que a grande maioria não possuem a receita médica para adquirir", contou.

As receitas feitass pelos médicos para a aquisição dos anabolizantes são disponibilizadas para pacientes, que devidos a problemas, sofrem com a perda de massa muscular.

"Eles são indicados a paciente que ficaram muito tempo internado e perdem muita massa muscular, para os que sofrem outras doenças que prejudicam a musculatura, além de problemas nas glândulas suprarrenais sofridas pelas crianças.

Problemas genéticos

Os problemas causados pelo consumo desses produtos podem trazer riscos aos filhos. A especialista explicou que se eles forem consumidos durante a gestação, há a hipótse dos filhos nascerem com alguma deficiência.

"Se consumido durante a gravidez, seja no início ou no final, o filho pode nascer com problemas", disse para completar. "Se parar de usar antes da gestação, eles não vão herdar nenhum problema".

Leia também:

- Descubra se suas pintas podem ser sinais de câncer

- Conheça o PET-CT, o mais preciso exame para detecção do câncer

- Tecnologias ajudam, mas guerra contra o câncer ainda é complexa


Veja mais sobre:CâncerSaúde

Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.