SRZD



Hélio Rodrigues

Hélio Rodrigues

LUTAS. Jornalista, foi repórter de MMA do portal SRZD. Já cobriu diversos UFCs, além de importantes eventos do cenário nacional, como o Shooto e o Bitetti Combat.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



10/12/2013 21h47

Violência barata
Hélio Rodrigues

Está na hora de muita gente começar a rever os conceitos sobre o MMA. Os velhos adjetivos (violento, bárbaro etc.) já não representam mais o que hoje é um esporte multimilionário.

O MMA não trata de banalizar trocas de socos e pontapés. São alguns vândalos de torcidas organizadas de grandes clube de futebol que o fazem. E, sem regras, pisoteiam "rivais", os espancam com barras de ferros, como vermes a serem abatidos.

Seres humanos que se odeiam sem nunca terem se visto, sem sequer saber como os semelhantes são quando não estão com suas "tropas" ridículas.

Ai, se o respeito que existe no MMA existisse entre os bandidos que frequentam estádios... Se os tais socos e pontapés fossem só coisa de lutador...

E as autoridades, que deveriam olhar a própria sujeita omitida pelo dinheiro de grandes organizações de mídia - a tal bagunça e violência ainda presentes no futebol brasileiro -, voltam alguns de seus projetos para banir o MMA como esporte no país...

Burros.

Brigas entre torcidas sempre existiram e sempre existirão. Ocorrem a torto e a direito. Chocam, é verdade. Mas não deveriam chocar porque apareceram na TV. Deveriam chocar pelo simples fato de acontecerem.