SRZD


08/11/2008 02h07

Seu pet sempre feliz e saudável
Nanci Corbioli

Seu pet sempre feliz e saudável


A prevenção é a melhor forma de proteger seu animal contra doenças graves transmitidas por mosquitos ou carrapatos.

Num país tropical como o Brasil, os animais estão sujeitos 365 dias por ano a doenças transmitidas por mosquitos ou carrapatos.

Mas é na primavera e no verão que aumentam significativamente os casos de dirofilariose, erliquiose e babesiose, três doenças graves que podem causar a morte do seu pet.

A boa notícia é que existem meios muito simples de preveni-las. No caso de contaminação, o diagnóstico precoce irá garantir maiores chances de sucesso ao tratamento. Por isso, esteja atento aos sintomas e às mudanças de comportamento de seu animal de estimação.


Dirofilariose


Também conhecida como "doença do verme do coração", a dirofilariose canina é uma cardiopatia bastante grave transmitida por mosquitos contaminados pelo parasita Dirofilaria immitis, explica o médico veterinário Rogério Soila, do Provet, de São Paulo.

Embora com menor freqüência, os gatos também podem contrair a doença.

"As larvas se instalam no coração do animal e ocupam o espaço que deveria ser preenchido pelo sangue. Isso dificulta o funcionamento do órgão e pode levar à insuficiência cardíaca", detalha Soila. Um cão pode alojar dezenas dessas larvas no coração.


A dirofilariose é comum nas regiões litorâneas e onde existam rios, lagos ou represas. Sua prevenção é feita com o uso mensal de medicamentos indicados pelo médico veterinário.


Animais que vivem em áreas de risco necessitam do preventivo todos os meses, mas é importante fazer primeiro um exame de sangue para verificar se já houve contaminação.

Se o seu pet vai passar apenas uma temporada em regiões endêmicas, o ideal é que um mês antes da viagem ele passe por consulta para determinar o melhor esquema preventivo em função de seu peso e idade.


De acordo com Soila, os sintomas são tosse crônica, cansaço, prostração, perda de apetite, língua arroxeada e dificuldades respiratórias.

No caso de seu animal apresentar qualquer um deles, leve-o imediatamente ao veterinário, que pedirá alguns exames para confirmar o diagnóstico.


A cura da dirofilariose é possível, mas o tratamento é longo e requer acompanhamento freqüente do médico veterinário. Após a cura, o animal deve receber tratamento preventivo mensal para evitar nova contaminação.


Erliquiose


Mais conhecida como "doença do carrapato", a erliquiose é uma infecção gravíssima transmitida por carrapatos contaminados por bactérias do gênero Ehrlichia.

Várias espécies de carrapatos podem transmitir a doença, mas o principal vetor é o carrapato marrom do cão (Rhipicephalus sanguineus), facilmente encontrado em meios rurais e urbanos. A doença é mais comum nos cães, mas também os gatos podem ser infectados.


De acordo com o médico veterinário Ricardo Lopes, do Provet, a bactéria afeta as células brancas do sangue (leucócitos) e causa danos profundos à saúde, podendo levar o animal à morte.

Entre os problemas desencadeados estão anemia, petéquias, hemorragias, aumento do volume do baço, alterações neurológicas e de comportamento, insuficiência renal, perda de peso e inflamações oculares, além de baixa de imunidade, o que ainda expõe seu pet a outras doenças.


Vários sintomas indicam que seu animal pode estar com erliquiose: perda de apetite, febre, tosse, vômitos, diarréia, hematomas, depressão e dificuldade para respirar.

O diagnóstico exato é dado por exames de laboratório solicitados pelo médico veterinário. O tratamento é eficaz e emprega medicações específicas, em acordo com o estágio em que a doença foi diagnosticada.


Essencial para pets que nunca tiveram a doença e também para aqueles que já foram curados, a prevenção é feita com a aplicação mensal de medicamento ectoparasita.

"Se o seu animal já esteve infestado por carrapatos ou se apresentar algum dos sintomas, é importante levá-lo imediatamente ao médico veterinário", alerta Lopes.


Babesiose


A babesiose, ou piroplasmose, é outra doença transmitida por carrapatos. O principal vetor é novamente o carrapato marrom do cão, desta vez contaminado pelos protozoários do gênero Babesia, que parasitam as células vermelhas do sangue (hemácias) e causam anemia.

Apesar de pouco freqüente, os gatos também podem ser infectados.


Evitar a infestação por carrapatos, com a aplicação mensal de medicamentos ectoparasitas, é a maneira mais fácil e segura de prevenir mais essa doença.


Segundo Lopes, alguns animais podem viver com o protozoário no sangue sem ter nenhum sinal aparente. "Mas a maioria tem sintomas como apatia, febre, fraqueza e anemia", explica. 

Caso seu pet já tenha sido infestado por carrapatos ou apresente qualquer um desses sintomas, procure o médico veterinário imediatamente.


O diagnóstico exato requer exames de laboratório. O tratamento é eficaz e emprega medicações específicas, que variam conforme a fase em que a babesiose foi diagnosticada.

Após a cura, o animal deve receber o preventivo mensalmente para evitar que venha a desenvolver a doença outra vez.


Nunca dê remédios por conta própria ao seu animal. Consulte sempre um médico veterinário de sua confiança. (Por Nanci Corbioli) 
 


Comentários
  • Avatar
    29/07/2012 11:25:51rosana forigo camargoAnônimo

    cuido muito bem da minha gata, ela é bem peluda e agora ta com umas feridinhas no pescoço e corpo e nao para de se coçar nao sei o que fazer para melhorar. só para saber a Kiki nao sai de casa e é castrada alguem me ajuda por favor. obrigada

  • Avatar
    27/03/2012 22:30:44Karina Santos PinheiroAnônimo

    Meu gato apresentou o olho com muitas lagrimas, e a camada de proteção lateral do olho foi ativada (assim como o veterinário me informou) ele está com a "pálpebra" interna praticamente tampando os olhinhos, e com o exame de sangue constou 50.000 plaquetas, o remédio indicado pelo veterinário foi Doxitrat 80mg por 21 dias , Dermacotem 5mg por 10 dias. Gostaria de saber se este é mesmo o melhor tratamento, pois ele já está tomando o medicamento há 5 dias e nao apresentou melhora... tem algo a mais que eu poderia fazer? Obrigada.

  • Avatar
    11/03/2012 21:33:07fernandoAnônimo

    minha cachorrinha esta doente sangra nas orelhas e os pelos estao caindo ela chora de sair lagrimas nos olhos esta muito triste ela tem apenas tres anos nao tenho condiçoes financeiras pois estou desempregado mi ajude por favor moro em bh.

  • Avatar
    22/01/2012 19:57:16lucivanio c silvaAnônimo

    tenho um pet e ao levar para um veterinario foi feito exame de laboratorio e foi constatado que ele tem uma doença chamada verme do carapato,o mesmo ja tomou varios remedios;e nao tem melhora.cada dia que passa perde mais peso e a pele avermelhada com pequenas feridas e os olhos saindo secreçoes.pode me ajudar? e da familia de dalmata,e os remedios que o veterinario deu sao estes.(maxicam injecçao)(curamicina injecçao)comprimido,Biodex e sefalaxina.

  • Avatar
    17/05/2011 12:38:38maria celesteAnônimo

    meu cochorro e um pooldo numero 3, ele nasce muitas feridinhas por todo o corpo, antes ele tomava um comprimido por nome de azium, e no terceiro comprimido ele sarava e o corpo ficava limpinho por um bom tempo, agora esse comprimido não esta fazendo mais efeito, ele ja tem 8 anos, eu não sei mais o que fazer. teria alguma indicação?

  • Avatar
    09/03/2011 16:00:55odilon bispo menezezAnônimo

    Boa tarde poderia por favor emviar sobre lechimaniose.

  • Avatar
    09/01/2011 01:26:47jacquelineAnônimo

    tenho um labrador de 9 meses, e derrepente ele começou a remelar os olhos, levei ao veterinario e ele está com baixa de plaquetas. hoje começou a medicação e queria saber o que faço pra ele se alimentar bem. ja ofereci de tudo que ele gosta mais ele esta comendo pouco. me ajuda.

  • Avatar
    15/11/2010 18:48:43Gislaine FregapaniAnônimo

    Meu gato está com tosse,teve febre,emagrecimento rápido,nariz sangrando,já levei no veterinário: foi medicado com amoxicilina e um composto vitamínico mas não melhorou.

  • Avatar
    21/06/2010 15:53:23marisaAnônimo

    ola por favor sera que você pode me ajudar estou com meu cão um poodle doente ele esta com o corpo cheio de feridas e sangra não tenho condições financeiras de levar ele no veterinario por favor ajuda o meu cãozinho

  • Avatar
    10/06/2010 17:26:54Joelma RodriguesAnônimo

    Estou com um cachorro de 6 meses que está com a doença do carrapato. Ã? uma tristeza, mas confio que ele irá se curar rápido.

  • Avatar
    10/06/2010 17:26:33Joelma RodriguesAnônimo

    Estou com um cachorro de 6 meses que está com a doença do carrapato. Ã? uma tristeza, mas confio que ele irá se curar rápido.

  • Avatar
    08/06/2010 21:43:59Caio EliasAnônimo

    ARIANA, minha cadela podle tambem estava sangrando pela boca e com mal halito, nos a levamos a veterinaria e ela foi diagnosticada co a doenca do carrapato (acho que eh diofilariose) eh melhor voce levar a sua ao veterinario o mais rapido o possivel ja que o sangramento pode ser soh um sintoma de algo pior.

  • Avatar
    19/05/2010 18:33:51alexandraAnônimo

    Bem. Meu cachorro é um lasa, tem 18 anos, já teve a doença do carrapato 2X e agora apresenta há 5 dias:falta de apetite ,apatia e lingua esbranquiçada e tb diarréia escura. O que será desta vez? por favor me aconselhe.o

  • Avatar
    10/05/2010 11:03:12MarizaAnônimo

    Olá, tenho uma amiga cujo pai foi diagnosticado com leucemia, todavia ele está cheio de picada de carrapato, será que essa alteração nas plaquetas brancas (mais de 200.000) está relacionada com o carrapato e não leucemia? Muito obrigada.

  • Avatar
    18/02/2010 00:59:48arianaAnônimo

    por favor eu preciso de ajuda,minha cachorrinha axo que ela é vira lata,ta sangrando pela boca e o sangue dela e fedido e aqui so tem veterinario uma vez por mes eu queria saber se tem algum remedio especifico ins dizem q ela comeu carrapato mais eu não sei me ajude..

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.