SRZD


07/01/2014 17h53

Mangueira lança projeto 'Patrocinador Apaixonado'
Luana Freitas e Luciano Olivieri

Mangueira. Foto: Reprodução de Internet

O mistério que rondava a Estação Primeira de Mangueira, nos últimos dias, foi revelado, na tarde desta terça-feira, 7 de janeiro, quando a diretoria da verde e rosa reuniu a imprensa para detalhar um projeto inovador da agremiação.

Na ocasião, o presidente da escola, Chiquinho, explicou que o "maior patrocínio da história do Carnaval" - como foi denominado pela própria diretoria mangueirense - tem origem no projeto "Patrocinador Apaixonado", ou seja, todos os torcedores poderão contribuir e patrocinar - com a quantia que desejar - ações da Mangueira.

A ideia é que os mangueirenses sejam mais participativos e tenham autonomia até mesmo para cobrar resultados positivos da escola, visto que, estarão colaborando ativamente com o orçamento da agremiação.

"O projeto terá patrocinio dos torcedores que, através do site da Mangueira, poderão colaborar no espaço destinado para isso. Este projeto inovador terá uma participação maior dos mangueirenses, bem como uma cobrança maior da parte deles", detalhou o presidente Chiquinho.

"A Mangueira não depende dessas participações para fazer seu Carnaval, que já está com seu desenvolvimento todo dentro de seu cronograma. As contribuições serão investidas em projetos gerais da Mangueira, até mesmo na Mangueira do Amanhã", completou.

A carnavalesca Rosa Magalhães, o coreógrafo Carlinhos de Jesus, Alvinho e Elmo também prestigiaram a coletiva de imprensa da verde e rosa.

*Em breve, mais atualizações com entrevistas na íntegra.


Comentários
  • Avatar
    07/01/2014 20:41:21Duquesa Dholores: o pau que matou a cobraMembro SRZD desde 18/10/2010

    Olha... muito digna essa empreitada mangueirense. A escola quer contar com o amor dos seus torcedores pela escola. Um amor manifestado em atos concretos. Eu me emocionei. Porque falar que ama, gosta, admira, todo mundo fala. Agora, tornar isso paupável, é sempre difícil. Não sou mangueirense. Mas o meu trocado do churrasquinho do próximo sábado vai pra Mangueira. Essa escola poderia ter raparigado, abrido suas pernas como uma putana véia pra angariar din din pra trambolhar seu desfile. Isso é tão comum nos dias de hoje, né? Escolas raparigueiras que vivem arriando a calcinha e com o pinico na mão pedinho uma esmolinha milionária pra trambolhar seu carnaval mequetrefe. Mangueira prefere contar com a consciência do povo. Pois a festa foi feita pelo povo, dada ao povo, e só o povo pode salvá-la da karaiagem que invadiu o mundo do samba e fez escolas como a manga ter dívidas enormes. Parabéns Mangueira. Escola digna sem raparigage.

Comentar