SRZD


13/01/2014 14h02

Coreógrafo deixa a Estrela do Terceiro Milênio
Redação SRZD

Fábio Rocha Carnaval 2013. Foto: Raul Machado - SRZDMudança na comissão de frente da escola de samba Estrela do Terceiro Milênio, agremiação que será a oitava e última a se apresentar pelo grupo de acesso do Carnaval paulistano de 2014.

Após dois anos consecutivos de atuação, Fábio Rocha deixou o cargo de coreógrafo da ala que abre o desfile da escola do Grajaú.

De acordo com o dançarino que é comandante da "Cia de Dança Bailart", motivos alheios a sua vontade motivaram o seu desligamento da "Coruja do Samba".

Em carta aberta, Fabio fez menção honrosa ao carnavalesco Eduardo Félix, integrantes da comissão e comunidade.

Ele também afirma que em momento algum abandonou o posto.

Até o momento, a direção da escola não se pronunciou sobre o assunto.

Leia o depoimento na íntegra:

"Ressalto que por diversos motivos alheios a minha vontade, não sou mais o coreógrafo da Comissão de Frente da escola de samba Estrela do Terceiro Milênio para o Carnaval de 2014.

Agradeço sinceramente ao pavilhão da escola ao qual junto a minha equipe defendi com todo respeito e carinho nos anos de 2012 e 2013. Ao meu amigo e carnavalesco Eduardo Félix que acreditou no meu potencial dando condições de realizar mais dois trabalhos inesquecíveis em minha trajetória dentro do Carnaval e se Deus nos permitir, realizaremos outros mais ...

Agradeço a essa comunidade guerreira que tem orgulho de ser e pertencer ao extremo sul da cidade e fazer de seu Carnaval uma alegria de viver.

Dentre os muitos acontecimentos ocorridos dentro da rotina de uma agremiação carnavalesca, sabemos que a direção deve tomar a decisão que melhor convier ao resultado final pretendido.

Fábio Rocha e Eduardo Félix. Foto: Raul Machado - SRZDQuero deixar claro a toda a comunidade que não deixei a escola na mão e nem abandonei meu posto como alguns disseram.

Após algumas conversas com a diretoria, não tive um parecer definitivo até a presente data e com isso, resolvi me pronunciar no sentido de me desligar oficialmente da agremiação para que não haja maiores especulações futuras.

Deixo claro que não sou coreógrafo pensando no retorno financeiro. Sou um artista e meu trabalho é feito por amor. E exatamente por isso, onde quer que eu esteja, vou primar pela cultura de comissão de frente, como aprendi, e sempre vou exigir dignidade, o mínimo de reconhecimento a quem trabalha sério pra defender um quesito na avenida, e sobretudo respeito, com as pessoas que possuem a missão de abrir o desfile da agremiação.

Tenham a certeza de que enquanto eu estive no comando desta equipe, a Comissão de Frente da escola sempre foi muito bem representada.

Aos que reconhecem e apoiam o meu trabalho, muitíssimo obrigado.

Continuarei trabalhando pois amo o que faço.

Fábio Rocha



Comentários
Comentar