SRZD


14/03/2014 20h12

Procon autua 23 lojas de colchão no Rio
Redação SRZD

A Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), por meio do Procon Estadual, autuou 23 lojas de colchões nesta sexta-feira. A Operação Nana Neném tinha como objetivo verificar o cumprimento da Lei Estadual 6419/13, que proíbe a exposição de cartazes ou etiquetas de preços que deem destaque ao parcelamento da compra a prazo em detrimento do valor à vista. Os fiscais visitaram 40 estabelecimentos no Rio de Janeiro.

- Rio: estação Uruguai será inaugurada neste sábado

Loja de colchão. Foto: Divulgação

Em algumas lojas, os agentes do Procon não encontraram preços em produtos expostos nas vitrines, o Código de Defesa do Consumidor e o cartaz que informa o Disque Procon 151. As notas fiscais também eram emitidas sem o CNPJ da empresa.

Dos 40 estabelecimentos visitados, 17 não apresentavam irregularidades: sete lojas da Ortobom, cinco da Colchões Botafogo, quatro da Euro Colchões e uma da Copel Colchões.

Balanço da Operação Nana Neném:

1 - Ortobom (Av. Rio Branco, 53): Produtos sem preço, valor da parcela com o mesmo tamanho do valor à vista e ausência do cartaz que informa o Disque Procon 151.

2 - Euro Colchões (Rua do Ouvidor, 136): Tamanho do preço à vista menor ou igual ao valor da parcela.

3 - Ortobom (Botafogo Praia Shopping): Produtos sem preço.

4 - Euro Colchões (Botafogo Praia Shopping): Ausência de preço na vitrine e valor da parcela em tamanho maior que o preço à vista.

5 - Studio do Sono (Shopping Nova América): Produtos sem preço, colchão box só com o preço da parcela (sem o valor à vista), ofertas na vitrine e em diversos colchões, travesseiros e cômodas com o tamanho da fonte da parcela maior que o valor total.

6 - Ortobom (Rua Barata Ribeiro, 81): Ausência de preços e cartazes com preço parcelado e preço à vista no mesmo tamanho.

7 - Colchões Botafogo (Rua Maria Quitéria, 42): Ausência de preço em 14 colchões no interior da loja.

8 - Sono Bello (Boulevard 28 de Setembro, 277/loja 4): Produtos sem preço.

9 - Ortobom (Boulevard 28 de Setembro, 309): Colchão com o tamanho do preço da parcela maior que o do preço à vista e produtos sem preço.

10 - Ortobom (Av. das Américas, 5150/Carrefour): Ausência de preço na vitrine e no interior da loja.

11 - Colchões Botafogo (Shopping Via Parque): Alguns produtos no interior da loja sem especificação de preço e um produto na vitrine sem preço.

12 - Ortobom (Shopping Via Parque): Produtos no interior da loja sem preço.

13 - Colchões Botafogo (Casa Shopping): Alguns produtos sem preço no interior da loja.

14 - Copel (Casa Shopping): Produtos sem preço no interior da loja e valor da parcela maior que o preço à vista.

15 - Euro Colchões (Casa Shopping): Produtos sem preço no interior da loja e valor da parcela maior que o preço à vista.

16 - Colchões Castor (Casa Shopping): Ausência de preço na vitrine e no interior da loja.

17 - Ortobom (Rua Uruguai, 380/loja 19): Colchões expostos com o valor da parcela em fonte maior que o preço à vista e ausência de preço nos produtos.

18 - Colchões Castor (Rua Barata Ribeiro, 194/loja N): Ausência de preço nos travesseiro e lençóis, preço não legível e ostensivo nos colchões.

19 - Euro Colchões (Shopping Tijuca): Produtos sem preço e com o preço exposto em desconformidade com a lei.

20 - Euro colchões (Shopping Downtown): Preço parcelado maior que o preço à vista.

21 - Ortobom (Shopping Tijuca/Stand): Produtos sem preço, ausência do Código de Defesa do Consumidor, notas emitidas sem CNPJ e informações da loja.

22 - Ortobom (Shopping Downtown/2 lojas): Sem preço em alguns produtos.


Veja mais sobre:Rio de JaneiroProcon

Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.