SRZD



Hélio Ricardo Rainho

Hélio Ricardo Rainho

VASCO. Carioca, publicitário, MBA em Marketing, ator, diretor teatral, escritor, pesquisador de escolas de samba, futebol e teatro. Escreveu a biografia do jogador Mauro Galvão e é colunista de futebol há 13 anos. Twitter: @hrainho

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



13/04/2014 18h37

O Castigo do Deputado
Hélio Ricardo Rainho

A última temporada do deputado na presidência do Vasco veio com um castigo que a torcida, mais uma vez, não merecia. Todo mundo sabe que sua gestão estúpida não era digna de sair por aí arrotando vitória no combalido campeonato carioca. Mas, ainda assim, o Vasco foi superior durante todo o jogo. E, mais uma vez, viu-se castigado pelo infortúnio e pela arbitragem. Merecia ter ganho e não ganhou.

Merecia ter ganho porque seus jogadores se esforçaram e superaram, inclusive, a burrice tática do treinador Adilson. Sem ter seus atacantes principais em campo, o treinador vascaíno escalou um jogador medíocre, atabalhoado e fora de forma na decisão. A escalação de Barbio nesse jogo decisivo, com Montoya mais uma vez no banco, lembrou a opção de outro grande asno histórico do clube, o Renato Gaúcho escalando o Valdir Papel. Barbio não jogou nada o jogo inteiro, errou jogadas inacreditáveis. Mas o treinador insistiu com ele até onde pode. Bem como com Felipe Bastos, que errou tudo e jogo inteiro e foi sacado justamente quando estava segurando a lateral após a expulsão de um lateral. Como se vê, Adilson estava vendo outro jogo.

A entrada de Bernardo falou tudo. Faltava vibração em campo. Até mesmo Reginaldo, com todas as críticas que recebe, consegue ter mais vitalidade do que Barbio. E fez a diferença em sua movimentação, quando entrou. No frigir dos ovos, nem vale a pena ficar analisando o que se passou daí pra frente. O gol foi um pênalti claríssimo, a arbitragem principal ia bem, mas o gol "do título" estava nas mãos dos auxiliares. A questão é que a bola precisava estar no ataque adversário, o adversário precisava estar dentro da área para tudo dar certo. E os lances perigosos aconteceram todos exatamente pelo lado que o treinador deixou descoberto ao sacar Felipe Bastos da única coisa que ele conseguiu fazer bem na referida partida.

Os burros não vencem.

Nem os incompetentes e arrogantes que estão enfurnados nas sociais de São Januário. O castigo divino se deu sobre culpados e inocentes, e mais uma vez, o torcedor vascaíno se sente enganado e traído.

A bem da verdade, seria vergonhoso um campeão carioca sair da segunda divisão. Vergonhoso para os outros todos, claro. Mais vergonhoso ainda é o carioquinha cumprir sua tradição de, aos olhos do mundo, ser decidido com erro de arbitragem. Por vários anos mantem-se o vexame. Que favorece única e exclusivamente um time. Nunca erra em favor de outro. Acreditar nisso como "coincidência" abre precedente pra se apostar em fadas, gnomos e papai noel!

Eu faria ressalvas a essa linha de defesa do Vasco, com zagueiros excelentes e laterais muito competentes. O garoto Thales hoje foi nada, mas é uma promessa do clube. O artilheiro Edmilson teve méritos na competição, Guiñazu foi um gigante e o goleiro do Vasco era tudo o que nós precisávamos ano passado e os estúpidos gestores do clube juravam não achar necessário. Não sei se isso pode ser considerado mérito do diretor de futebol, porque o considero um subproduto de marketing, inventado como bom sem ser. Se fosse, não estaria nessa diretoria.

Enfim, debaixo de todas as ironias e vexames de sempre, resta-nos a vingança de que essa diretoria - toda ela, do presidente até os bobos da corte que o bajulam - passa, mais que qualquer um de nós, a vergonha de ser derrotista, pé-frio e incapaz.

Vamos nos livrar deles daqui a pouco! Dependendo de quem vai entrar, teremos, então, um Vasco de verdade de volta. Não essa caricatura pálida de Almirante, apequenada numa bancada de deputados famintos e enxugadores de gelo derrotados por natureza.

Saudações aos vascaínos de verdade, à torcida sábia e prudente que conhece seu papel histórico e não está misturada a esses fakes de papelão.

Facebook Hélio Ricardo Rainho
Twitter @hrainho

 


Comentários
  • Avatar
    14/04/2014 16:50:44LASLO PANAFLEXMembro SRZD desde 13/03/2014

    SAUDAÃ?Ã?ES RUBRO NEGRAS. CALMA VASCAÍDOS DE PLANTÃ?O. AGORA QUE VEM O MELHOR: A SEGUNDA DIVISÃ?O.

Comentar