SRZD



Laíla

Laíla

CARNAVAL. Luiz Fernando Ribeiro do Carmo, o Laíla, nasceu em 1943, no Morro do Salgueiro, situado na Tijuca, no Rio. Foi lá que o hoje renomado Diretor de Carnaval e Harmonia teve seu primeiro contato com o samba e o Carnaval, e onde criou, nos anos 50, uma Escola de Samba Mirim, chamada Independentes da Ladeira, que foi um grande sucesso na época, funcionando como espécie de trampolim para o convite feito pelo Acadêmicos do Salgueiro. Líder nato e apaixonado por seu trabalho, Laíla acumulou profundos conhecimentos harmônicos e melódicos ao longo dos seus 54 anos de atividade; tendo trabalhado, ainda, como cantor, músico e compositor. A primeira junção de sambas-enredo foi feita por Laíla, em 1975, em "As Minas do Rei Salomão"; e de lá para cá, todas as junções de sambas-enredo feitas por ele, nas diversas escolas por onde passou, foram sucesso. Há 45 anos trabalha como produtor do CD de sambas-enredo das Escolas de Samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, e há 26 é o Diretor Geral de Carnaval e Harmonia da Beija-Flor de Nilópolis, onde criou, em 1997, a vitoriosa Comissão de Carnaval da Agremiação.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



22/05/2014 11h39

Videoblog: Laíla fala sobre a chegada de Cláudio Russo à comissão
Luciano Olivieri

Nosso blogueiro Laíla fala, neste vídeo, sobre a chegada do compositor Cláudio Russo para integrar a comissão de Carnaval da azul e branco. Cláudio é professor de História e campeão de várias disputas de samba-enredo. Além disso, exerce a função de Diretor de Carnaval da Renascer de Jacarepaguá.

Confira:

 



Comentários
  • Avatar
    09/06/2014 20:21:00Paulo MuriloMembro SRZD desde 17/01/2013

    Essa mesma Beija Flor, por muitas vezes foi beneficiada por essa comissão de jurados senhor Laíla. Se acaso achas que a BF não merecia a 7ª colocação, me diga; qual seria na sua opinião a colocação merecida? Pare de xororo, Laíla.

  • Avatar
    23/05/2014 16:41:45TedyMembro SRZD desde 12/04/2012

    Rogério, ... Respeitando sua opinião. Mas, a plástica (alegorias e fantasias) da Beija-Flor esse ano foi péssima, de "maravilhosa" não teve nada. Tanto que tomou notas baixas dos jurados e praticamente todos os carros da Beija-Flor foram criticados pelos jurados nas justificativas. O que espero é um bom enredo, pra que possa permitir uma boa estética, coisa que a escola teve boa, mas com alguns defeitos em 2013. A mais recente estética maravilhosa que a Beija teve foi em 2008, quando só levou notas dez em alegorias.

  • Avatar
    22/05/2014 23:34:02RogérioMembro SRZD desde 26/05/2009

    Simplificando o que o colega Almir falou, de 2011 pra cá quase nada prestou na Beija-flor e em 2015 esperasse um verdadeiro espetáculo unindo Cláudio Russo e Bia na comissão, ainda mais sendo já comprovado um enredo Afro. Eu digo 2011 a Beija-flor ganhou na emoção como foi Salgueiro com o ita no norte, e Vila em 88, 2012 a beija não prestou nem deveria ter votado nas campeãs, 2013 um sucesso em plástica e evolução mesmo não gostando do samba esse cresceu muito no desfile merecia ser campeã mas abriu um buraco e perdeu o título para ela mesma, em 2014 uma plástica maravilhosa mas samba ruim e enredo de gosto bastante duvidoso, merecia ter voltado nas campeãs.

  • Avatar
    22/05/2014 16:18:22Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    O negócio é o seguinte. Depois que mestre Laíla anunciou que o enredo 2015 da Beija Flor a Deusa da Passarela incidirá sobre tema, viés e fio condutor referente ao Continente Africano e que tal enredo afro seria diferente, em termos de excelência, a tudo até aqui apresentado. Não existia e agora ainda mais, não existe dúvida que vem aí um enredo de qualidade assim. Haja vista, neste vídeo-blog, os olhos de mestre Laíla brilham quando ele fala da esperança das contribuições que irão dar a tal enredo afro a ser desenvolvido pela, até 2011, vitoriosa Comissão de Carnaval da agremiação nilopolitana, Cláudio Russo e Bianca Behrends a Bia. Antes que possam surgir â??protestosâ? do porque eu considero a Comissão de Carnaval vitoriosa somente até 2011, esclareço. Embora o próprio enredo 2011 intitulado â??A simplicidade de um Reiâ? tenha sido vitorioso, ou seja, propiciou o último conquistado pela mais vitoriosa das agremiações do Carnaval Carioca na era sambódromo. Este enredo assim como os enredos 2012 â??São Luís â?? o poema encantado Maranhãoâ?, 2013 â??Amigo fiel â?? do cavalo do amanhecer ao manga-larga marchadorâ? e 2014 â??(Boni) O astro iluminado da comunicação brasileiraâ? todos quatro no mínimo tiveram qualidades duvidosas, se, não pífias enquanto carnavalizáveis. Então, em relação ao enredo afro 2015 da Beija Flor indubitavelmente o que se espera é a excelência na qualidade no trabalho desenvolvido por uma Comissão de Carnaval na qual Bia é cientista social & pesquisadora especializada em Cultura Popular Brasileira. Já Cláudio Russo é professor pós-graduado em História da África. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Comentar