SRZD



Marcos Moura

Marcos Moura

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro e vivendo hoje em Brasília, onde gerencia projetos de Comunicação Digital. Nos últimos 15 anos, trabalhou na cobertura esportiva em importantes portais da Internet Brasileira e no atendimento a grandes empresas de diversos segmentos. Acompanha o Botafogo, nos estádios e pela imprensa, desde 1978. Twitter: @marcosmoura21.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



25/05/2014 21h26

A preocupante campanha do Botafogo

Olá, torcida botafoguense!

Alguma coisa incrível vai precisar acontecer para o Botafogo se acertar no Brasileiro. Sete rodadas se passaram e apenas cinco pontos foram ganhos. O empate por 1 a 1 com o Vitória evidencia que o time está sem forças para ganhar as partidas fáceis em casa.

Em crise financeira gravíssima, asfixiado pelas contas bloqueadas, não dá para imaginar que contratações serão feitas. Então, é isso que está aí para pior, já que jogadores como Dória e Lodeiro sairão.

É duro ver o time começar jogando com um Aírton como titular. Gabriel precisa estar com as pernas amarradas uma a outra para jogar pior do que ele. André Bahia é outro que não tem como substituir Dória. É de uma limitação absurda. E Júnior César? Se não bastasse ser bem fraco com os pés, é ruim também com as mãos. Foi de uma cobrança sua errada de lateral no ataque, que o Vitória achou uma jogada e conseguiu o empate.

A equipe que a gente chegou a achar que poderia jogar a Libertadores não pode jogar torneio algum. Antes da parada para a Copa serão mais dois jogos, ambos fora, contra Palmeiras e Corinthians, este com mando invertido por causa do teste no Itaquerão. Uma piada absurda. Se já não bastasse não ter o Maracanã para jogar e o Engenhão para treinar, o clube ainda permite que isso aconteça. Mais uma omissão do fraco presidente que é amigo de todo mundo que prejudica o próprio clube.

Apesar de insistir com Airton, não vejo Mancini como culpado dos resultados. Ele segue tentando corrigir a terra arrasada que Eduardo Hungaro deixou. A parte física segue sendo um problema sério também. Zeballos, por exemplo, não termina jogo algum.

O futuro é sombrio. A sorte é que outros times que estão rondando a zona de rebaixamento também são fraquíssimos. Só sobrou se apegar a isso no momento.

Saudações alvinegras!


Veja mais sobre:Botafogo

Comentários
  • Avatar
    18/08/2014 08:21:31Dirley SantosAnônimo

    Como explicar? Incompetência, burrice ou coisa pior? Na semana antes do jogo contra o Fla crise: estoura atraso de salários, presidente chora em Brasília, vai a ESPN e o escambau. Na semana antes do jogo contra o Flu: Técnico é mantido mesmo após derrota pro Furacão, salários caem, ausências nem são sentidas, ambiente melhora e presidente some de cena. Dirley Santos. [email protected]

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.