SRZD



Aurora Seles

Aurora Seles

CARNAVAL. Jornalista, com especializações no Instituto de Psicologia da USP e em Marketing e Comunicação Publicitária pela Faculdade Cásper Líbero. Bacharelanda em Direito. Professora e profissional de comunicação. Foi assessora de imprensa da Tom Maior, Rosas de Ouro e Vai-Vai. Coautora do livro SOFIA Belas Artes - Encontro de Saberes: Artes, Arquitetura, Saúde, Ciências Sociais e Humanas, lançado em dezembro/2015.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



04/06/2014 12h52

Música para o coração
Aurora Seles

No início da década de 70 morria o grande Pixinguinha (1897-1973). Chamava- se Alfredo da Rocha Viana que, durante a vida foi flautista, saxofonista, compositor e arranjador brasileiro.

Pixinguinha. Foto: Divulgação

Uma de suas canções mais marcantes é "Carinhoso". Desde a criação consistiu interpretações de Elis Regina, Paulinho da Viola, Caetano Veloso, Maria Bethânia e muitos outros nomes da nossa música.

Tema de novela, jingle publicitário e muitas adaptações, "Carinhoso" é sem dúvida, uma das obras mais importantes da música popular brasileira. Foi composta entre 1916 e 1917 por Pixinguinha e posteriormente recebeu letra de João de Barro (Braguinha), sendo gravada com grande sucesso por Orlando Silva.

Desde o início de 2014 artistas, de diversos segmentos, morreram em decorrência de problemas cardíacos. A lembrança é propositalmente aplicada para que o leitor reflita o primeiro verso da obra de Pixinguinha:

Meu coração, não sei por quê
Bate feliz quando te vê
E os meus olhos ficam sorrindo
E pelas ruas vão te seguindo,
Mas mesmo assim foges de mim

Cifras da canção Carinhoso. Foto: Divulgação

O uso do gerúndio caiu como uma luva nas metáforas: os olhos ficam sorrindo e seguindo alguém que foge. Ah, nessa hora o coração bate feliz!

Arrisco em afirmar que realmente o coração ri, muito mais do que chora. Esse órgão carrega todo o sentimento e pulsa de alegria quando emana carinho. Fica mais carinhoso.

Somos privilegiados e acarinhados por obras dessa proporção. E como disse o grande jornalista Sergio Cabral*: "Músicos, musicólogos e amantes de nossa música podem até discordar de uma coisa ou outra. Mas, se há um nome acima das preferências individuais, este é Pixinguinha."

Caricatura do Pixinguinha. Foto: DivulgaçãoEle era também uma das principais figuras das rodas de choro na casa de Tia Ciata, onde o choro acontecia na sala e o samba no quintal. Num desses encontros nasceu o famoso Pelo telefone, de Donga e Mauro de Almeida, considerado o primeiro samba gravado.

No dia 17 de fevereiro de 1973 - data em que seria o padrinho de uma criança - na IgrejaNossa Senhora da Paz, em Ipanema/RJ, Pixinguinha sofreu um enfarte definitivo. A Banda de Ipanema, que fazia naquele momento um dos seus mais animados desfiles, rompeu-se na hora, com a chegada da notícia. Os corações não conseguiam sorrir.

Daqui a pouco a composição completará um centenário. Há peças tão genuínas que jamais envelhecem. E é fato: Pixinguinha é gosto universal para todas as idades.

* Autor de Pixinguinha, Vida e Obra (1977)


Comentários
  • Avatar
    21/08/2014 23:29:13Erika BarucoAnônimo

    Otima inspiração, Lola. Bjs

  • Avatar
    07/06/2014 01:23:19Marquinhus MirandaAnônimo

    Show, mestra.Show!

  • Avatar
    05/06/2014 11:16:19Wilton GarciaAnônimo

    Bacana a história que segue nos ensinando sobre os fatos recorrentes de nossa música brasileira atrelada à cultura nacional.

  • Avatar
    05/06/2014 02:27:46Mauricio dos AnjosAnônimo

    Lindo Aurora, parabéns pelo texto e pelo trabalho..... Que história gostosa amei e aprendi a entender esse refrão ....

  • Avatar
    04/06/2014 22:49:52Gabriel SantosAnônimo

    Lindo texto...nunca parei para pensar nestes versos....realmente cativante...parabéns SRZD e Aurora pelo lindo trabalho !

  • Avatar
    04/06/2014 18:11:05Ivone RochaAnônimo

    Realmente, é um privilégio para nós termos em nosso "portfólio" musical, poetas como Pixinginha, muito bem lembrado nesse artigo. Parabéns Aurora pela lembrança e pelo texto, agradável de ler.

  • Avatar
    04/06/2014 16:41:15Renato SouzaAnônimo

    Lindíssimo texto....sensacional...adorei !!!!! Começou muito bem..

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.