SRZD


03/07/2014 09h30

Fernando Horta diz que Tijuca fará um grande Carnaval
Luciano Olivieri

A Unidos da Tijuca anunciou o enredo com o qual disputará o bicampeonato do Carnaval do Grupo Especial. O tema "Um conto marcado no tempo - O olhar suíço de Clóvis Bornay", será desenvolvido por uma comissão de carnaval formada por Carlos Cavalho, Anikk Salmon, Hélcio Paim, Marcus Paulo, Mauro Quintaes.

- Leia a sinopse da Unidos da Tijuca para o Carnaval 2015

O SRZD-Carnaval esteve na quadra da escola durante a apresentação da sinopse do tema aos compositores, e conversou com o presidente Fernando Horta. O presidente acredita que a Tijuca acertou no tema e espera que os compositores tenham bastante inspiração para fazer um samba campeão. 

"Estou satisfeito com o enredo e já começamos a desenvolver o Carnaval. Se a escola tiver um bom samba, o resto pode deixar comigo porque a escola fará um grande carnaval. Como dizia Joãosinho Trinta, quem gosta de pobreza é intelectual. Pobre gosta é de luxo", disse Fernando.

- Clique aqui e saiba tudo sobre o Carnaval 2015

Horta garante que o Carnaval da azul e amarelo do morro do Borel será rico e luxuoso.

'Não temos patrocínio. O que temos é um apoio logístico da Embaixada da Suíça e do governo do país. A Tijuca vai buscar novas parcerias além das que já conquistou ao longo dos anos. O departamento de Carnaval vai desenvolver o enredo de acordo com o que eles acharem que tem que fazer", concluiu.

A Unidos da Tijuca encerrará os desfiles do Grupo Especial em 2015. Confira o vídeo:

 

 

 

 

 



Comentários
  • Avatar
    23/11/2014 22:19:30Lidia CaldasMembro SRZD desde 06/05/2014

    Tijuca Imerecida campeã é uma vírgula , pois Tijuca ganhou em cima dos erros e imcompetências das outras escolas como o conjunto ruim do Salgueiro ( alas imprensadas uma quase colada na outra , alas com quase o mesmo tom de cor pastel ..) e a Portela pela sua (harmonia bem ruim , eles não procuram renovar essa harmonia devagar da Portela ,parece q a harmonia da Portela ficou presa no passado o desfile da Portela da sono de tão chato pode até ser lindo mais não tem aquele chãooo..) . A Unidos da Tijuca ganhou não por causa dos carros a metade estavam feios sim e pobrees,,,, mass ganhou pelo homenageado AYRTTON SENNA ,ganhou pelas ALAS que deram um show ,,ganhou pelas fantasias bonitas e coloridas e divertidas , e a U.da Tijuca ganhou por que fez um desfile técnico sem falhas,,,!!coisa que Salgueiro ee Portela não fez !!!!!

  • Avatar
    10/07/2014 12:27:10Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Assim como a Deusa da Passarela será posta à prova na tentativa de voltar honrosamente nas campeãs, a imerecida campeã Unidos da Tijuca em 2015 terá que provar não ter perdido favoritismo devido às perdas do carnavalesco e do casal de coreógrafos, ambos vitoriosos. Ã? notória a estratégica pretendida pelo presidente tijucano e presidente do Conselho Fiscal & membro de fato do dominante Conselho Superior da LIESA na tentativa do bicampeonato. A exemplo de 2013 quando apresentou um enredo patrocinado pelo governo de um rico país europeu (Desceu num raio, é trovoada! O deus Thor pede passagem pra mostrar nessa avenida a Alemanha encantada), a Unidos da Tijuca está apostado suas fichas na eficiência de seu novo Departamento de Carnaval através do enredo 2015 (Um conto marcado no tempo â?? o olhar suíço de Clovis Bornay). Pra ter-se ideia, em 2013 a Unidos da Tijuca disputou o título até o fim acabando na 3ª colocação a 0,5 pontos da campeã, sendo que no sofrível quesito Enredo apresentado o suspeito quadro de julgadores/julgadoras da LIESA deu notas 10 unânimes. Em resumo, diferentemente de 2013 quando a disputa pelo título ocorreu entre a 3ª colocada Unidos da Tijuca, a vice-campeã Deusa da Passarela e a campeã agremiação de Noel, em 2015 estima-se que a disputa ocorrerá com a vice-campeã Academia do Samba e a 3ª colocada Majestade do Samba. Por sinal, merecedoras do título em 2014. Não, a Unidos da Tijuca que apresentou o sofrível enredo (Acelera, Tijuca). Por sua vez, tanto a Tricolor Caxiense que contratou o vitorioso casal de coreógrafos quanto a agremiação da estrela-guia de Padre Miguel do igualmente vitorioso carnavalesco, a exemplo da Deusa da Passarela vão disputar uma honrosa vaga entre as campeãs. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    06/07/2014 15:58:23Cláudia BauerMembro SRZD desde 19/01/2013

    Bom, Tocandira, então fica a prova aqui. Já que você acabou de falar que reconhece o erro, vamos ver se você muda de idéia se por acaso a Mocidade fizer um grande desfile ta? Quando é pra um é pra todos.

  • Avatar
    05/07/2014 20:30:03VictorMembro SRZD desde 02/07/2014

    Concordo plenamente com o Tedy, em questão de enredo, não podemos nem comparar São Clemente com Mocidade, mas também devemos entender que são enredos totalmente diferentes, o sobre Pamplona, é um enredo cultural, é um enredo com cunho histórico, e desenvolvido por uma carnavalesca completamente diferente do estilo de Paulo Barros, já o enredo da Mocidade, não acredito que seja ruim, é muito bom, é diferente, criativo, atual, e ousado, e desenvolvido por um carnavalesco que é o posto de Rosa, porém em questões de sinopse, mesmo analisando os dois enredos de formas diferentes a Mocidade deixou muitooooo a desejar, pois vendo OUTRAS sinopses que o Paulo desenvolveu na Tijuca, existe uma diferença de QUALIDADE e CRIATIVIDADE muito grande, essa sinopse não encantou, não impactou, não instigou! Eu particularmente gosto dos dois tipos de carnaval, tanto o da Rosa, quanto o do Paulo!

  • Avatar
    05/07/2014 19:28:45GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    Postou ontem aliás.

  • Avatar
    05/07/2014 19:20:19GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    João Silva você é um Robô??? Fico impressionado com a distância de tempo que você consegue postar mais de um comentário. Só hoje você conseguiu postar 4 comentários, e 3 enormes em menos de 2 min.

  • Avatar
    05/07/2014 17:45:55TedyMembro SRZD desde 12/04/2012

    João, Pode guardar meus comentários, guardou aqueles onde falei que o enredo do Salgueiro de 2013 sobre a Revista Caras ia ser fraco, e foi mesmo, fez a segunda colocada em 2012 ir parar no quinto lugar, ao trocar literatura de cordel, por "literatura" de Revista Caras. .../ Pegue meus comentários quando disse que só a Beija-Flor tinha chances de concorrer de fato com a Vila em 2013, no enredo do cavalo. / Pegue meus comentários quando falei do enredo da Imperatriz de 2014 sobre Zico e uma fábula maluca, que o enredo ia ficar um tanto confuso na avenida, e ficou: pois os jurados alegaram que as alegorias da Imperatriz era repetitiva sempre mostrando bolas, ou seja com respeito ao Zico, mas enredo de assunto limitado. / ... Pode guardar meus comentários, "caro" Joãosinho, não tenho problema de reconhecer se errei: Por exemplo, com todos os erros, a Imperatriz foi melhor do que pensava, seu problema foi um desfile repetitivo como os jurados disseram. Volte aqui depois da apuração tá, mas volte mesmo, não vá fazer igual a tonta da "Aghata" que postava que a Mocidade ia voltar no Desfile das campeãs, e depois da apuração excluiu os comentários pra ninguém ver as asneira que ela dizia antes do carnaval. Ou como a Duquesa, que chamava o enredo da Tijuca de "lixo", e depois da apuração veio toda felizinha dar "os parabéns" a Tijuca. Enfim, mas se você já tá farrapando e apagando os comentários agora que nem chegou ao carnaval, quando passar o carnaval tu vai excluir os comentários de novo, pra fingir que nunca disse que titica de galinha era goiabada, kkkkkkkkkkkkk.

  • Avatar
    05/07/2014 17:22:34TedyMembro SRZD desde 12/04/2012

    Mas vejam só o que a falta de argumentos não faz rsrsr, o Joãosinho que assumidamente nunca gostou do enredo do cavalo da Beija-Flor 2013, agora vem e usa esse mesmo enredo pra responder minha pergunta, rsrrs. Te respondo Joãsoinho: FERNANDO PAMPLONA é enredo muito melhor que "Fim do mundo", pois Pamplona tem HISTÃ?RIA no carnaval, prestou serviços ao carnaval e a cultura brasileira. A São Clemente esta fazendo seu papel de ESCOLA de Samba, pois o que uma escola faz, se não ensinar?!... E a São Clemente vem nos dando uma aula de quem foi Fernando Pamplona. Isso é CULTURA, a São Clemente esta nos passando cultura. Compará-lo com o enredo do "fim do mundo", é de uma piada de mal gosto, qualquer pessoa em sã consciência sabe disso.

  • Avatar
    05/07/2014 14:01:08ClóvisMembro SRZD desde 27/10/2011

    ...sabem de nada, inocentes...

  • Avatar
    05/07/2014 11:50:47João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    vou junto com ele.

  • Avatar
    05/07/2014 11:50:17João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    Eu, como sempre bonifiquei Barros (em alguns enredos não), fico bem à vontade para continuar elogiando-o. Não acho que ele seja gênio, nem tampouco Santo. Mocidade é uma escola de vanguarda, ela não se encaixa nos padrões das ditas agremiações tradicionais. Ela nasceu assim e construiu assim sua identidade. Não preciso enumerar os carnavais antológicos feito por essa escola. Qualquer pessoa de bom senso, que conhece um pouco do passado desse evento carnavalesco vai saber do que eu estou falando. A primeira investida do Rogério Andrade para resgatar o DNA da escola e, como bem diz o jornalista independente Fábio Fabato, virar as páginas desses 10 anos perdidos sob a direção do Vianna, era trazer Renato Lage novamente. Só que ele já havia renovado com o Salgueiro antes do carnaval, como é praxe na academia. Não podendo contratar nosso mestre maior, a segunda opção foi o carnavalesco que sai do lugar comum, que busca o inusitado, o diferencial. Esse carnavalesco atende pelo nome de Paulo Barros. De cara, após contratá-lo a escola já ganhou muito espaço na mídia. Depois ele apresentou sua temática, que é o mais inusitado dos enredos para o carnaval 2016, goste ou não goste dele. Prefiro sinopses bem feitas. Mas quando vejo o pobre texto, 10 vezes pior do que esse do Paulo, elaborado por Lage para falar da água, fico muito tranquilo. Porque realmente é na avenida que a coisa acontece. Lage fez daquele pífio texto, porém de tema importante, um grande enredo. Espero que o Barros, inspirado por Fernando a quem tanto admirou, também consiga o mesmo. Mocidade é escola de vanguarda. Nem todos gostam de escolas subversivas. Escolas caretas parece ter um apelo mais emotivo. Nossa missão é subverter a ordem estabelecida. Se a bateria é quem segura o ritmo do desfile, Mestre André fez o contrário e entrou pra história. Paulo dispensa comentários nesse sentido. Enquanto estiver na Mocidade, que ensandeça e viaje na maionese porque vou jun

  • Avatar
    04/07/2014 20:06:47VictorMembro SRZD desde 02/07/2014

    O engraçado é que o tem de gente elogiando Paulo Barros agora... Antes diziam que ele não fazia carnaval etc, etc, etc... Agora ele é um santo...kkkkkk... Quanto a sinopse da mocidade, ela é ruim, vamos ser francos, por favor né... Mas sinopse não quer dizer nada como já disse aqui, tenho certeza que Paulo vai sim fazer um espetáculo, eu espero isso, por admirá-lo muito, mas espero um espetáculo e quero que seja um estrondo por causa DELE, e não causa da mocidade, que é uma escola que eu não gosto! E também tomara que ele reveja alguns conceitos né, pois esses ultimos anos na tijuca, foram tensos né, eu reconheço isso mesmo sendo tijucano, alegorias e mais alegorias mal acabadas...

  • Avatar
    04/07/2014 14:24:09Cláudia BauerMembro SRZD desde 19/01/2013

    Tedy Tocandira, sabe por que você não gostou do enredo da Mocidade? Além de ser anti-Mocidade, é porque você não entendeu a mensagem desse enredo. O enredo da São Clemente é maravilhoso sim. Mas é um enredo que a mensagem é entregue pronta: mostrar a vida do Pamplona no carnaval. Isso todo mundo entendeu, até você. No caso do enredo da Mocidade, a intenção que o Paulo Barros teve é de você saber interpretar a sinopse através da sua imaginação. E qual seria a mensagem? Aproveitar a vida no último dia da sua vida da melhor maneira possível. Toda a sinopse é moldada pela música justamente para fazer você pensar em sua vida. Quantas vezes nós vendo as notícias na imprensa pensamos no fim do mundo? Isso se tornou natural para a humanidade. Filho matando pai, pai matando filho, filhas intermináveis nos hospitais, inveja, egoísmo, armações contra pessoas no trabalho, o que você pensa? Não pensa que é o fim do mundo? E você não pensa que a tendência é piorar? E dentro disso, não pensa no que você vai fazer no último dia da sua vida? Então, essa é a intenção. Ã? fazer você pensar naturalmente, sem interferência da sinopse. Por isso que nós independentes estamos gostando: é um enredo vanguardista e diferente, do jeito que nós gostamos.

  • Avatar
    04/07/2014 11:25:00João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    Mocidade também sempre fez desfiles alegres, divertidos, harmônicos. Não é atoa que a escola levou grandes campeonatos e todos inquestionáveis. Algo que se perdeu depois da pífia administração do Vianna e a sua tentativa de fazer de Padre Miguel uma feira livre, como por exemplo, a cobiça de angariar dinheiro dos Medinas para realizar aquele enredo esdrúxulo sobre rock. Mas aos poucos a escola vai retomando seu DNA autêntico. O primeiro passo foi dado, Barros contratado. Dentre em breve outras novidades (na verdade será uma velha novidade) farão a Mocidade resgatar definitivamente seu perfil ousado, porque ela nasceu inovadora, desde a batucada que parava inesperadamente sob a batuta do Mestre André.Pra encerrar o bom debate, gosto de bons carnavais, daqueles que trazem bons enredos. Independente da escola, eu torço a favor. Infelizmente nem todas as elas estão comprometidas em trazê-los porque comprometidas com outros interesses. Fica difícil admirar.

  • Avatar
    04/07/2014 10:51:54VictorMembro SRZD desde 02/07/2014

    E quando ouço "criticos" de carnaval falando que o que o PB faz, não é carnaval, é teatro...Eu acredito que o que ele faz é carnaval sim...só que ele tem o seu jeito, a sua marca, o seu modo de enxergar enredos que para outros carnavalescos seriam a mesmice de sempre, é diferente! E temos tantos carnavalescos que fizeram isso, sairam da zona de conforto, como o próprio renato lage, por que não?...Ele sempre inovou com suas alegorias tecnológicas e futuristas, Joãozinho Tinta então dispensa comentários, Fernando Pinto também um mago da criatividade, considero Rosa Magalhães também uma carnavalesca que mudou o jeito de fazer carnaval, ela faz de uma maneira tão delicada, tão graciosa, tão encantadora, que não há quem possa... Enfim carnaval é isso, o público quer ver isso, e desculpa, mas quem não fica na expectativa para ver o carnaval de Paulo Barros? Até minha vó ama ele, eu vejo CRIANÃ?AS, vendo o carnaval dele, então eu acredito que carnaval é isso, é encantar o público, mas é claro nunca perdendo o encanto de uma escola de samba, que é justamente o samba, o canto estrondoso, a animação ao desfilar, a alegria dos folões, e isso na minha opinião Tijuca sempre teve, e vai continuar tendo!

Comentar