SRZD



Aurora Seles

Aurora Seles

CARNAVAL. Jornalista, com especializações no Instituto de Psicologia da USP e em Marketing e Comunicação Publicitária pela Faculdade Cásper Líbero. Bacharelanda em Direito. Professora e profissional de comunicação. Foi assessora de imprensa da Tom Maior, Rosas de Ouro e Vai-Vai. Coautora do livro SOFIA Belas Artes - Encontro de Saberes: Artes, Arquitetura, Saúde, Ciências Sociais e Humanas, lançado em dezembro/2015.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



10/07/2014 00h12

Cadência do Futebol
Aurora Seles

O futebol é uma das marcas do nosso querido país. Há várias pérolas na modalidade e Mané Garincha (1933-1983) está entre as joias.

Elza Soares e Garrincha. Foto: DivulgaçãoNa década de 70 dançava seus dribles nos adversários e fazia muita finta. O termo - de origem italiana - significa ato de fingir, do particípio passado do verbo "fingir". A finalidade é fazer com que o oponente acredite em uma ação, que não acontecerá.

A finta é uma jogada individual que existe praticamente em todos os esportes coletivos. No caso do futebol, o termo mais usado é o "drible".

A rapidez e perfeição desse movimento ficou conhecida nos pés do grande Garrincha. Suas pernas eram tortas e driblava quase com frequencia para o mesmo lado.

Será sempre lembrado como um dos heróis da conquista da Copa do Mundo em 1958 e, principalmente, da Copa seguinte.

Em 1968 casou-se com Elza Soares, uma das maiores musas da música popular brasileira. Cantora de jazz, soul e com a voz especial - entonação grave, muito peculiar. A soada rouca e vibrante tornou-se sua marca registrada. Após terminar o segundo LP, "A Bossa Negra", Elza esteve no Chile para representar o Brasil na Copa do Mundo de 1962. O estilo exorbitante fascinou o público.

Garrincha. Foto: Ilustração

Elza tornou-se popular com as canções "Se Acaso Você Chegasse", "Mas Que Nada", entre outros sambas de sucesso. Foi a primeira mulher brasileira a puxar um samba enredo. Passou pelo Salgueiro, Mocidade e Cubango. Recebeu indicações ao Grammy Awards e, em 2000 recebeu o prêmio como "Melhor Cantora do Milênio" pela BBC em Londres.

No ano 2007 cantou o Hino Nacional Brasileiro a cappella na Cerimônia de Abertura dos Jogos Panamericanos Rio 2007. Seu último álbum, lançado em 2004, "Vivo Feliz", traz a mistura de diversos ritmos que vai do samba à música eletrônica.

De um lado, o drible nos pés do anjo de pernas tortas. Do outro, o som na voz rouca da linda negra. Sem dúvida uma união que referencia gerações em várias modalidades. Seja para quem gosta de ver a bola correr nos grandes campos ou ouvir as belas interpretações da música popular brasileira.

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?

 

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?

 


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.